Blog Merece Destaque Blog Merece Destaque Author
Title: Santacruzense treina Aves de Rapina para controle de pragas e educação ambiental
Author: Blog Merece Destaque
Rating 5 of 5 Des:
Falcoaria é a arte milenar de treinar aves de rapina para a caça. No Brasil não é permitido a prática da falcoaria na sua essência a nã...

Falcoaria é a arte milenar de treinar aves de rapina para a caça. No Brasil não é permitido a prática da falcoaria na sua essência a não ser em controle de fauna nocivas, como por exemplo, em portos aeroportos e fábricas onde tem problemas com pragas como pombos...

A falcoaria é praticada no mundo a mais de 4 mil anos e é uma arte milenar reconhecida pela Unesco como patrimônio cultural da humanidade. Quem pratica a falcoaria é considerado um Falcoeiro. 

O santacruzense Júnior Silva tem 32 anos e pratica a falcoaria com o objetivo de controlar pragas e de promover a educação ambiental. Ele treina aves adquiridas de criadores legalizados e com autorização do Instituto Brasileiro de Meio Ambiente (IBAMA), as aves são 100% legalizadas, identificadas com anilhas e possuem nota fiscal de compra.

"Eu tenho uma empresa de controle ecológico de pragas, já prestei serviços para algumas empresas em Fortaleza e na Bahia, no momento eu pretendo fazer um trabalho voltado para apresentações, demonstrações de voos e educação ambiental em nossa cidade", conta o falcoeiro Júnior Silva.

Na manhã deste domingo (10), o falcoeiro realizou apresentações de voos especiais para o Blog Merece Destaque, em que foram usados um Gavião Asa de Telha macho de 7 meses de idade e uma Águia de Cauda Branca macho de 3 anos de idade. Durante as apresentações, fizemos alguns registros dessas duas belas aves, os quais compartilhamos a seguir com você, caro leitor.




Por Almir Neves
Fotos: Almir Neves e Admilson Gomes

Anuncie Aqui

Postar um comentário

Ao enviar um comentário, aguarde até que nossa equipe o analise e o publique. Isso é necessário para evitarmos que comentários impróprios sejam mostrados. Comentários com agressões, palavrões ou qualquer tipo de ofensas não são aceitos.

 
Topo