Admilson Gomes Admilson Gomes Author
Title: JOIAS DA NOSSA FAUNA - FRANGO D'ÁGUA AZUL
Author: Admilson Gomes
Rating 5 of 5 Des:
Era dia 28/11/2015. Eu e meu filho já tínhamos andado a manhã toda pelas serras de Taquaritinga. Por volta das 11:00 a fome bateu e viemos ...
Era dia 28/11/2015. Eu e meu filho já tínhamos andado a manhã toda pelas serras de Taquaritinga. Por volta das 11:00 a fome bateu e viemos até a cidade para almoçarmos. Após o almoço, para distrair a preguiça, resolvemos parar o carro ao lado do açude de Santo Amaro.

Estava até meio sonolento devido ao cansaço e aquela preguicinha normal que nos dá depois do almoço. Ficamos observando as andorinhas que bebem água sem pousar, raspando seu bico na água. Tentei registrar, mas elas são muito rápidas pra mim... Observei também um bando de gansos que mora ali naquele açude, assim como diversas outras espécies de pássaros que vão matar a sede no local.

Para minha surpresa, entre os arbustos surgiu uma ave diferente das que estavam lá. Logo me chamou a atenção pela cor azul metálica que ficava linda e cintilante à luz do sol.
Era o frango d'água azul. Quando o avistei pela primeira, ele estava na margem oposta a que nós estávamos, mas mesmo assim, consegui bons registros.

A essa altura, a preguiça e sonolência deram lugar para a alegria de ter a oportunidade de registrar essa ave tão bela, ali, fácil, fácil, desfilando sua bela plumagem.
A luz do sol estava perfeita para fotografar. Eu estava na sombra, às margens do açude.

Os filhotes dessa espécie possuem a plumagem bege escuro, creio que seja para se camuflarem melhor e escapar dos predadores. A natureza é perfeita. O registro do filhote foi feito na cidade de Lagoa dos Gatos.

Fui fazendo tantos registros quanto fossem possíveis, até que algo inusitado ocorreu...

Geralmente, a maioria das aves tem visão periférica aguçada e para que seja possível a aproximação, se faz necessário o uso de vários equipamentos de camuflagem, inclusive o posicionamento no mato. Só que eu não estava tão escondido, apenas com a habitual roupa camuflada. Eu jurava que já havia sido avistado a tempos e devido à distância, a ave permitiu que eu a observasse.

Foi quando ela voou em nossa direção. Meu coração quase parou de tão imóvel que eu fiquei. Lentamente fui posicionando a câmera para registrar o fato, agora bem de pertinho.
Ela realmente não tinha me visto e continuou seu trabalho de procurar alimento na margem do açude.


Minutos depois, ela começa a se afastar da água e caminha em direção aos arbustos, como quem estivesse caçando algum inseto. Veio bem na minha direção... Aí não teve jeito. Fui descoberto! Rsrs.

A ave foi embora voando assustada, mas me deixou de presente vários registros, nos quais, divido alguns aqui com vocês. Consegui o último registro dela olhando diretamente para mim.

Desde então, tenho passado com frequência pelo local, mas nunca mais avistei a ave. Quero acreditar que tenha sido pela estiagem, que fez o açude baixar muito o nível de suas águas. Não creio que a ave tenha se assustado tanto assim comigo... Não sou tão feio assim...rsrsrs

Admilson Gomes

Anuncie Aqui

Postar um comentário

Ao enviar um comentário, aguarde até que nossa equipe o analise e o publique. Isso é necessário para evitarmos que comentários impróprios sejam mostrados. Comentários com agressões, palavrões ou qualquer tipo de ofensas não são aceitos.

Traduzir / Translate

 
Topo