10 de janeiro de 2017

Vídeo mostra festa com drogas e álcool em presídio feminino no Recife


Imagens feitas dentro de um presídio feminino em Pernambuco e que teve autenticidade confirmada pelo Governo do Estado, mostra uma festa com direito a álcool e drogas realizada pelas presas. As imagens foram gravadas dentro da Colônia Penal Feminina do Recife.

Nas imagens, é possível ouvir as detentas chamando o evento de ‘Bonde do Prato’, fazendo referência ao consumo de drogas, possivelmente cocaína. Na gravação, presidiárias também aparecem tirando fotos com celulares, ouvindo músicas e dançando. A maioria se exibe com copos na mão, em clima de muita animação.

Gravadas no dia 31 de dezembro de 2016 em uma festa de réveillon feita pelas detentas, as imagens acabaram parando nas redes sociais, no último domingo (8). 

Detentas falam ao celular,  dançam, bebem e usam drogas dentro do presídio. Foto: Reprodução de vídeo.

Diante das cenas , o secretário de Justiça e Direitos Humanos, Pedro Eurico, informou que as presidiárias receberam as devidas punições. 

Um inquérito administrativo foi aberto para apurar as circunstâncias da festa. "Isso é afrontoso. Nove [presas] forma identificadas por consumo de drogas, estão em celas de disciplina e vão responder a inquérito administrativo", detalhou Pedro Eurico.

O vídeo

Nas primeiras imagens, o vídeo mostra uma detenta falando ao celular, no meio do corredor da unidade. Outras detentas estão em volta. Em seguida, a câmera focaliza uma das celas. O espaço está ornamentado com panos e tem paredes pintadas em várias cores.

Nesse momento do vídeo, uma das presas afirma que aquele local é chamado de ‘Bonde do Prato’. Logo em seguida, aparece uma das mulheres cheirando algo que parece ser cocaína. Outra presa exibe, com ‘orgulho’, cigarros de maconha. "É massa", declara outra presidiária, usando uma gíria local para falar sobre o entorpecente.

Depois das imagens captadas na cela, a câmera focaliza de novo a festa no corredor da unidade. O som alto, de uma música brega, vem de um pequeno aparelho e anima as mulheres. Elas dançam, bebem e tiram fotos.

Lotação

A Colônia Penal Feminina do Recife tem capacidade para 200 detentas. Hoje, abriga 691, de acordo com no Sindicato dos Agentes Penitenciários de Pernambuco (Sindasp-PE). O número de responsáveis pela guarda, conforme a entidade, não é suficiente.

“São três a quatro pessoas por plantão para dar conta dessa população. O ideal seria contar com pelo menos 30 servidores”, afirma o presidente da entidade, João Carvalho. 

Diante do problema, ele voltou a cobrar uma posição do governo de Pernambuco sobre o concurso para agentes. “Eles tinham prometido para 2016, mas foi adiado outra vez”, afirmou."

Com informações do G1

Nenhum comentário:

Postar um comentário

AddToAny

Traduzir / Translate