24 de abril de 2018

Marco Histórico e religioso de Santa Cruz do Capibaribe é demolido


Durante uma obra de "revitalização" da Avenida Padre Zuzinha, feita pela Prefeitura Municipal de Santa Cruz do Capibaribe, o Cruzeiro localizado na "Rua Grande", um marco da História e também da religião do município foi, lamentavelmente, demolido, de acordo com várias pessoas que residem próximo ao local.

De acordo com o historiador Jota Oliveira, o Cruzeiro que tinha quase a idade da cidade de Santa Cruz foi inaugurado no dia 05 de setembro de 1960, na gestão do então prefeito Pedro Neves. Santa Cruz do Capibaribe tem 64 anos de emancipação política e o cruzeiro que foi demolido iria completar 58 anos, ou seja, sua construção se deu quando a cidade estava com apenas seis anos.

Inauguração do Cruzeiro na Gestão do prefeito Pedro Neves, em 05 de setembro de 1960.

A demolição do Cruzeiro gerou revolta em muita gente e foi alvo de muitas críticas nas redes sociais e grupos de Whatsapp, bem como vem sendo um dos assuntos mais comentados entre aqueles que conhecem a história de Santa Cruz do Capibaribe.


A versão da Prefeitura


A equipe da prefeitura responsável pela execução das obras na Avenida Padre Zuzinha nega que tenha havido demolição. Entramos em contato com o secretário de Desenvolvimento Urbano do município, Gilson Julião, o qual falou sobre o caso.
"Vai ser refeito esse [Cruzeiro] do mesmo local e outro a pedido da igreja no local original dele em frente à Igreja Matriz. Não houve demolição, de forma alguma, o que houve é que foi tentando restaurar, mas o ferro por dentro estava todo corroído/enferrujado e quando mexeu nele foi abaixo. Em virtude disso foi feito outro do mesmo jeito pra colocar no local", disse.

Do Blog Merece Destaque

Nenhum comentário:

Postar um comentário

AddToAny

Traduzir / Translate