27 de maio de 2018

Governo Temer pode cair a qualquer momento diante da greve dos caminhoneiros


A greve dos caminhoneiros autônomos iniciada na última segunda-feira (21) tomou proporções gigantescas, chegou ao sétimo dia e poderá derrubar o governo de Michel Temer a qualquer momento. A paralisação da categoria, além de provocar caos nas estradas, ocasionou o desabastecimento dos centros urbanos. Já não há mais combustível em quase nenhum posto pelo país e já começa a faltar gás de cozinha e itens essenciais como alimentos e medicamentos. O governo se segura como pode, mas a queda do presidente se mostra quase inevitável.
Os caminhoneiros resolveram parar após a Petrobras divulgar um novo aumento do valor do Óleo Diesel, passando de R$ 2,3302 o litro para R$ 2,3488 nas refinarias. O valor do diesel subiu 12,5% apenas em maio e durante esse mês a Petrobras já anunciou 13 alterações de valor dos combustíveis derivados do petróleo, sendo nove altas. O valor nos postos chegou a R$ 4,00 por litro.

Entre as reivindicações dos motoristas de caminhões estão a diminuição do preço do diesel, com a redução de impostos e a paralisação da classe conta com um apoio maciço da população brasileira que também não aguenta o preço da gasolina e agora espera ver a queda do presidente da república, o qual não tem nenhum apoio popular.

O país continua "parado" enquanto o governo tenta desesperadamente encontrar uma solução para tentar se manter mesmo perante a insatisfação e reprovação por parte, praticamente, de uma nação inteira.

Por Almir Neves

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ao enviar um comentário, aguarde até que nossa equipe o analise e o publique. Isso é necessário para evitarmos que comentários impróprios sejam mostrados. Comentários com agressões, palavrões ou qualquer tipo de ofensas não são aceitos.

AddToAny

Traduzir / Translate