9 de junho de 2018

MPPE recomenda que prefeitura não gaste com o São João da Moda antes de resolver problemas na saúde


O Ministério Público de Pernambuco (MPPE) recomendou que a Prefeitura de Santa Cruz do Capibaribe se abstenha de aplicar recursos milionários no São João da Moda 2018, conforme está previsto, caso não sejam sanados no prazo máximo de vinte dias, problemas como a falta disseminada de diversos medicamentos nos Postos de Saúde e escassez de insumos médicos tais como gazes, esparadrapos, sondas etc.; Marcações de consultas médicas prejudicadas em razão da ausência de médicos especialistas nesta cidade, tais como Médico Reumatologista, além de que não há recursos financeiros para construção de um CAPS-AD que tinha previsão para ser entregue em 9 de julho de 2017, estando atualmente com as obras suspensas.

O Ministério Público ressaltou que os gastos com as atrações para o São João da Moda 2018 chegam a quase 3,5 milhões de reais e que a contratação de todas as atrações se mostra incompatível com a realidade financeira deste município, o qual alega, muitas vezes, dificuldades financeiras para implementação da reforma dos equipamentos públicos de saúde e educação.

Confira abaixo a recomendação completa do MPPE:






Nenhum comentário:

Postar um comentário

AddToAny

Traduzir / Translate