Pesquisar neste blog

12 de agosto de 2018

Dia dos Pais: Psicólogo traça quatro desafios da paternidade nos dias atuais


No segundo domingo do mês de agosto, em todo o Brasil, é comemorado o Dia dos Pais. Além das comemorações em família e compras de presentes, muitos pais se indagam e se preocupam com os desafios que têm que enfrentar no dia a dia, sobretudo numa sociedade cada vez mais digital. O psicólogo e Coordenador do curso de Psicologia da Faculdade UNINASSAU Caruaru, Carlos Mendonça, traça quatro dos principais desafios da paternidade.

O primeiro, segundo o psicólogo, é a questão do tempo, em virtude dos muitos compromissos à sobrevivência. "É preciso entender que o problema não é o tempo de ausência, mas, sim, a qualidade de sua presença. Deste modo, deve-se prezar por um tempo, por pouco que seja, vivendo-o integralmente, visto que a pior ausência é aquela em que a pessoa se encontra presente", explica. O segundo dos desafios seria relativo a educação. "Hoje, se terceiriza a paternidade, entregando a outros, ou sobrecarregando a mãe, das atitudes exclusivas do pai. Não reconhecer autoridade na infância predisporá ao não reconhecimento de quaisquer autoridades. Os resultados estão aí", destaca o coordenador.

Já o terceiro, elenca Carlos Mendonça, é ser pai e não amigo dos filhos. Ele explica que "parece truculento, mas, os filhos precisam saber quem manda. Não se trata de um mandar abusivo, incoerente, autoritário, mas, suficientemente capaz de não deixar um ser humano em formação, entregue aos desejos insaciáveis da sua natureza". Para o psicólogo, o quarto e último desafio é o pai ser o exemplo para os filhos. "Isto dispensa palavras, comentários, preocupações, pois, os filhos certamente marcados por bons exemplos, apenas irão reproduzir o que apreenderam da convivência e saudável relação com o pai", conclui.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Traduzir / Translate