Pesquisar neste blog

20 de novembro de 2018

Médicos Cubanos não podem mais atuar em Santa Cruz do Capibaribe, diz secretário


Na noite desta terça-feira (20) o secretário de Saúde de Santa Cruz do Capibaribe, Dr. Nanau, informou que os médicos cubanos que atendiam no município não poderão mais atuar a partir de agora. Os médicos continuavam atendendo até que fossem resolvidas questões com as passagens aéreas para que os mesmos retornassem para Cuba, porém de acordo com o secretário a atuação destes médicos torna-se ilegal no país a partir do momento que Cuba saiu do programa Mais Médicos.


"No início da noite, recebi um comunicado do CONASEMS (Conselho Nacional de Secretarias Municipais de Saúde), informando e orientando que: a partir da cessação do vínculo do governo de Cuba com o Programa Mais Médicos e o anúncio da data de seus retornos ao seu país, os médicos perdem automaticamente as prerrogativas que legalizaram suas permanências e seus trabalhos no Brasil, tornando ilegais as suas atividades como profissionais em saúde, não podendo mais atuar como médicos. Irei atender a orientação e já convoquei os profissionais cubanos que atuam no nosso município, para que, de forma justa, possamos ajudar nos seus retornos com dignidade. Quero tranquilizar a população que já estamos tomando as devidas medidas para não deixar as áreas que serão afetadas desassistidas, isso se dará em um curto espaço de tempo. Já estou em contato com alguns amigos médicos, que me sinalizaram positivamente, e logo iremos normalizar o atendimento na atenção básica. Os PSF's que não mais terão atendimento dos cubanos são: COHAB, SÃO MIGUEL, BELA VISTA, DONA DOM, DONA LICA, SANTO AGOSTINHO, PALESTINA, SANTA TEREZA, RIO VERDE e CRUZ ALTA. Quero reforçar que estamos empenhados em solucionar este problema o mais rápido possível e que iremos repassar as informações necessárias, esclarecendo as dúvidas e orientando os usuários da atenção básica". Disse Dr. Nanau.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Traduzir / Translate