Pesquisar neste blog

4 de dezembro de 2018

Eleição tensa define nova mesa diretora da Câmara de Santa Cruz do Capibaribe

Mesa Diretora eleita tem augusto Maia como presidente. Foto: Almir Neves.
Na tarde desta terça-feira (04) foi eleita a nova mesa diretora da Câmara de Vereadores De Santa Cruz do Capibaribe, em uma eleição marcada por negociações entre as bancadas e momentos de grande tensão entre vereadores devido à pressão em alguns momentos durante as negociações entre vereadores e líderes dos grupos políticos.

Após quase uma hora de conversas, incertezas e reviravoltas, foi formada uma chapa única para a eleição, a qual foi composta integralmente por vereadores de oposição ao governo de Edson Vieira, tendo Augusto Maia como presidente, Ronaldo Pacas como vice-presidente, Júnior Gomes como primeiro secretário e Carlinhos da Cohab como segundo secretário. A bancada de situação não lançou chapa tendo em vista que não teria chances e os vereadores se abstiveram de votar na chapa.

Mesa Diretora eleita comemora junto com Diogo Moraes e Fernando Aragão. Foto: Almir Neves.
De acordo com vereadores da bancada governistas, havia um acordo de uma composição entre vereadores ligados a José Augusto Maia e a bancada ligada ao prefeito Edson Vieira, que teria Helinho Aragão como candidato a presidência, porém este acordo não prevaleceu.

Algumas lideranças políticas estiveram presentes e participaram das articulações, a exemplo do deputado estadual Diogo Moraes (PSB), do ex-vereador Fernando Aragão (PTB), do ex-deputado federal José Augusto Maia e seu filho Tallys Maia (Avante) do vice-prefeito Dida de Nan (PSB), além do secretário municipal de Saúde, Dr. Nanau.

Rompimento

A tensão entre negociações e acordos entre bancadas gerou um clima de revolta e o vereador Capilé anunciou seu rompimento político com José Augusto Maia. Capilé disse que continuará fazendo oposição ao governo Edson Vieira, mas que não terá mais ligação política com Zé Augusto.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Traduzir / Translate