Abril Lilás: Exames de imagem são de extrema importância no diagnóstico do câncer de testículos


O câncer de testículo é um tumor menos frequente, mas com o agravante de ter maior incidência em pessoas jovens em idade produtiva. Dentre os tumores malignos do homem, 5% ocorrem nos testículos, atingindo principalmente homens entre 15 e 50 anos de idade. O fato de ter maior incidência em pessoas jovens e sexualmente ativas possibilita a chance do câncer de testículo ser confundido ou até mesmo mascarado por orquiepididimites, que são inflamações dos testículos e dos epidídimos, geralmente transmitidas sexualmente, no entanto, quando diagnosticado ele é facilmente curado.

Para lutar como aliado no diagnóstico precoce e preciso, os exames são de muita importância. “Os exames de imagem são de extrema valia no auxílio do manejo das neoplasias do testículo. Ajudam a localizar o tumor, determinar sua relação com as estruturas adjacentes e a avaliar a sua extensão no próprio testículo e para órgãos adjacentes”, afirma o radiologista Dr Lucilo Maranhão Neto, do Lucilo Maranhão Diagnósticos. 

"Geralmente começa-se a avaliação por imagem através da ultrassonografia com Doppler, método que é muito sensível na detecção e caracterizado das lesões do testículo". Outro método diagnóstico é a ressonância magnética. "Com a ressonância conseguimos determinar o tamanho, localização e avaliar a presença ou não de metástases regionais ou a distância, possibilitando o estadiamento do tumor para melhor definir o tratamento a ser proposto ao paciente", complementa o radiologista Dr Lucilo Maranhão Neto, do Lucilo Maranhão Diagnósticos.
Anterior
Próxima

Blogueiro, editor do blog Merece Destaque, apaixonado por comunicação e por fotografia, Almir Neves gosta de inovar e aceitar novos desafios.

0 Comentários: