Bebê de 7 meses morre com suspeita de sarampo em Taquaritinga do Norte

Caso está sendo investigado e amostras laboratoriais da criança foram encaminhadas para análise.

Casos de sarampo já foram confirmados em Caruaru, Recife e Taquaritinga (Fotos Públicas).
Um menino de sete meses de Taquaritinga do Norte, no agreste, morreu com suspeita de sarampo nesse sábado (17). O caso foi divulgado pela Secretaria Estadual de Saúde de Pernambuco, que foi notificada pela prefeitura do município. A situação está sendo investigada e as amostras laboratoriais da criança foram encaminhadas para análise para que seja confirmada ou descartada a hipótese da doença.

A Secretaria Estadual informou também que, até a manhã desta segunda-feira (19), recebeu da Fiocruz Rio de Janeiro cinco resultados laboratoriais positivos para sarampo em Pernambuco. Desses, quatro casos estão relacionados a pacientes que participaram de uma excursão para Porto Seguro, entre o final de junho e início de julho. O quinto caso é de um adolescente de 18 anos de Taquaritinga do Norte, que foi notificado no dia 30 de julho. Até o momento, foram confirmados dois casos no Recife, dois em Caruaru e um em Taquaritinga do Norte.

"As equipes da vigilância epidemiológica das Geres e do nível central estão empenhadas nas investigações dos casos suspeitos e nas atividades de prevenção e controle. Nós continuamos reforçando a importância da população estar devidamente imunizada contra o sarampo. A vacina é gratuita e a medida mais eficaz para evitar que haja a reintrodução do vírus da doença em nosso Estado", alerta o secretário estadual de Saúde, André Longo.

As pessoas que já tomaram as duas doses da vacina, pelo menos uma vez na vida, estão imunes e não precisam tomá-la novamente. O alvo do reforço da vacina devem ser crianças menores de cinco anos, principalmente as de um ano (1ª dose) e de um ano e três meses (2ª dose). Para adultos com até 29 anos, é necessário apresentar duas doses da vacina tríplice viral. Já em adultos com até 49 anos, é preciso apresentar ao menos uma dose da vacina tríplice viral. A vacina é contraindicada para gestantes e imunodeprimidos.

As vacinas são aplicadas em unidades básicas de saúde. É importante levar um documento de identidade, cartão de vacina , cartão do Sistema Único de Saúde (SUS) e comprovante de residência.

Todo paciente que apresentar febre e exantema (manchas vermelhas) acompanhados de um ou mais dos sintomas de tosse, coriza e conjuntivite é caracterizado como caso suspeito de sarampo e precisa procurar uma unidade de saúde para avaliação

Sobre a doença

O sarampo é uma doença infecciosa aguda, de natureza viral e grave. É muito contagiosa e pode ser transmitida pela fala, tosse e espirro. Pessoas de qualquer idade podem contrair a doença. As complicações infecciosas contribuem para a gravidade do sarampo, principalmente em crianças desnutridas e menores de um ano de idade.

Fonte: NE10
Anterior
Próxima

Blogueiro, editor do blog Merece Destaque, apaixonado por comunicação e por fotografia, Almir Neves gosta de inovar e aceitar novos desafios.

0 Comentários: