O Tomate e sua Relação na Prevenção do Câncer de Próstata

O câncer de próstata é a 4°causa de morte por neoplasias no Brasil e a 2° causa de morte por câncer em homens.

Foto: reprodução/Internet.
Existe evidências de que 35% dos cânceres tem relação com hábitos alimentares inadequados, como o alto consumo de alimentos processados e açúcares, alem de fatores associados ao consumo excessivo de álcool e tabagismo.

Uma dieta rica em frutas, verduras, legumes, grãos e cereais integrais, não só diminuem o risco de doenças oncológicas, como também de outras doenças crônicas: diabetes, hipertensão, obesidade,etc.

Em relação ao câncer de próstata, os alimentos de coloração vermelha, possuem uma substância chamada LICOPENO, que é antioxidante, capaz de combater os radicais livres, que podem causar danos ao organismo, entre eles o câncer.

E porque enfatizar o tomate e não outros alimentos vermelhos como: acerola, melancia, goiaba e pitanga por exemplo? Por que o tomate possui maior concentração de licopeno. E quanto mais avermelhado for, mais licopeno terá. Para melhorar a biodisponibilidade dessa substância, ou seja, para ser melhor aproveitado pelo nosso organismo, é interessante consumir em forma concentrada ou em molhos, pois em alta temperatura o seu efeito é ainda mais benéfico. Lembrando que é importante que esse molho ou extrato seja feito a partir do próprio tomate in natura, evitando aqueles processados que encontramos nas prateleiras do supermercado, mas caso consuma deste tipo, melhor a versão com apenas 3 ingredientes: tomate, açúcar e sal. Atente-se ao rótulo!

Finalizo, enfatizando que além de manter hábitos saudáveis (alimentação e exercícios regulares) é importante o homem manter seus exames em dias, procurando ajuda de um profissional de sua confiança.

Por Cristina Albuquerque - Nutricionista Oncológica
Anterior
Próxima

Blogueiro, editor do blog Merece Destaque, apaixonado por comunicação e por fotografia, Almir Neves gosta de inovar e aceitar novos desafios.

0 Comentários: