Pessoas passam mal em posto de saúde que está sendo pintado durante horário de atendimento, em Santa Cruz


A Secretaria Municipal de Saúde de Santa Cruz do Capibaribe está realizando serviços de reforma em  algumas Unidades Básicas de Saúde do município. A ação é importante, mas tem sido alvo de reclamações por parte de servidores e pacientes dos postos de saúde, já que estão pintando os prédios durante o horário dos atendimentos e o cheiro forte das tintas tem prejudicado.


De acordo com informações repassadas por moradores do Bairro Santo Agostinho nesta segunda-feira, 4 de novembro, a situação no posto de saúde do bairro está complicada, porque as paredes estão sendo lixadas e pintadas enquanto a equipe de saúde presta os atendimentos.

"Pessoas que chegam para serem atendidas e também o pessoal que trabalha no posto não estavam aguentando o cheiro forte das tintas e a poeira é muito grande porque estão lixando as paredes. Quem trabalha lá tava ficando rouco e com dor de cabeça e eu vi gestante passando mal por causa do cheiro de tinta que é insuportável", relatou uma moradora do bairro.

A equipe do Blog entrou em contato com o secretário de saúde, Dr. Nanau e o mesmo informou que não tem o que fazer, pois é necessário pintar as unidades e que não pode parar os atendimentos enquanto a reforma acontece.

Sabemos que quem manuseia tintas e permanece em ambientes que estão sendo pintados precisa de equipamentos de proteção como óculos e máscara. Alguns tipos de tinta podem causar sérios problemas de saúde, como: irritação dos olhos, dor de cabeça, enjoos, em pessoas que ficam expostas por um período maior, como os pintores, podem causar problemas no fígado, rins e no sistema respiratório.

Sendo assim, é inviável pintar um posto de saúde durante o horário de funcionamento, tendo em vista que é um local onde sempre são atendidas gestantes, crianças e idosos.
Anterior
Próxima

Blogueiro, editor do blog Merece Destaque, apaixonado por comunicação e por fotografia, Almir Neves gosta de inovar e aceitar novos desafios.

0 Comentários: