Ampliado o número de transportadoras que poderão receber entregas no Moda Center e Calçadão


Em reunião realizada na manhã desta quinta-feira (7), na Promotoria Pública de Santa Cruz do Capibaribe, ficou definida a ampliação de 30 para 50 o número de transportadoras (ônibus ou caminhões) que poderão receber encomendas no Moda Center Santa Cruz. Também foi ampliado para 50 o número de vans que poderão realizar a mesma atividade no Calçadão Miguel Arraes.

Para isso, as transportadoras, precisam fazer o agendamento para a semana seguinte a partir da quinta-feira, em horário comercial, no Departamento Comercial do Moda Center, por meio do WhatsApp (81) 99652-0590, seja para receber no Moda Center ou no Calçadão.

Para o recebimento de mercadorias em outros locais, é necessário que o transportador ligue para a Prefeitura de Santa Cruz no número (81) 98258-1833.

Também ficou definido que os condôminos do Moda Center poderão fazer retiradas de mercadorias dos boxes e lojas de segunda à sexta-feira, das 8h às 17h, entrando pela entrada principal. Entretanto, às segundas-feiras, a entrada dos condôminos para retirada de mercadorias deve acontecer somente pelo portão de emergência, localizado na lateral do estacionamento do Setor Laranja. O acesso estará devidamente sinalizado. Essa medida visa otimizar o fluxo das entregas, que acontecerão normalmente pela entrada principal do Moda Center.

A reunião contou com representantes do Moda Center, Prefeitura de Santa Cruz, polícias Civil e Militar, entidades da indústria e comércio (ASCAP e CDL) e o próprio Ministério Público de Pernambuco (MPPE).

“Pudemos, com base no resultado positivo que tivemos, discutir com prefeitura e entidades a ampliação do número de transportadoras. Estamos muito felizes com isso, pois continuaremos a obedecer aos decretos, zelando pela saúde e segurança das pessoas e ainda movimentando a economia nesse período tão complicado que vivenciamos”, pontuou o síndico do Moda Center, José Gomes Filho.

As demais regras seguem em vigor. Confira as orientações na íntegra:


Postar um comentário

0 Comentários