Beija-flor típico da Mata Atlântica é fotografado pela primeira vez na Caatinga, em Santa Cruz do Capibaribe


Uma espécie de beija-flor típico das regiões de Mata Atlântica e pouco comum na Caatinga foi fotografado pela primeira vez em Santa Cruz do Capibaribe. O registro incomum foi feito na área urbana do município, na segunda-feira, 4 de maio de 2020, pelo fotógrafo birdwatcher Almir Neves.

De acordo com dados do WikiAves, principal site de pesquisa sobre aves do Brasil, esta foi a primeira vez que esta espécie de beija-flor foi registrado na Caatinga pernambucana.

Com a abundância de chuvas em toda região neste ano de 2020, espécies de aves nunca observadas na região começam a aparecer graças ao importante trabalho de pesquisa e registros fotográficos feitos pelos observadores de aves.

O beija-flor-de-bico-curvo é uma ave apodiforme da família Trochilidae. Mede 10 centímetros de comprimento. Possui bico longo e curvo, com a base da mandíbula vermelho-clara; plumagem superior dourado a verde-bronze brilhantes; área cinza escuro nos olhos bordeada por cima e por baixo por uma longa listra branca; partes de baixo verde-dourado iridescente; cauda arredondada, longa, verde, com ponta branca. Fêmea semelhante ao macho, mas com listras amareladas na face; queixo esbranquiçado, resto das partes inferiores amareladas, com a garganta e o peito pintados de verde. Imaturo parecido com a fêmea, com as penas da cabeça bordeadas de amarelo pálido.

Alimenta-se de néctar de flores de plantas de jardim; arbustos pouco desenvolvidos, agrupamentos de Heliconia, leguminosas, malváceas e rubiáceas. Insetos são capturados por rapinagem em voo; aranhas podem ser apanhadas nas superfícies da vegetação.
Anterior
Próxima

Blogueiro, editor do blog Merece Destaque, apaixonado por comunicação e por fotografia, Almir Neves gosta de inovar e aceitar novos desafios.

0 Comentários: