Ministério Público de Pernambuco irá cobrar esclarecimentos do vereador Joab após acusação contra entidades religiosas


O Ministério Público de Pernambuco (MPPE) por meio da Promotoria do município de Santa Cruz do Capibaribe irá apurar as denúncias levantadas pelo vereador Joab do Oscarzão em entrevista a uma emissora de rádio. A informação foi concedida a nossa reportagem por meio do promotor Dr. Iron Miranda dos Anjos. O mesmo destacou que o órgão deve buscar esclarecimentos para com as declarações do parlamentar que não apresentou provas mediante ao tema.

Joab disse ao programa Agreste em Destaque, apresentado pelo comunicador Cilas Tenório, que levantaria dados para apresentar em uma outra oportunidade dando conta que igrejas evangélicas e católicas do município seriam responsáveis por gastarem por ano mais de cinco milhões de reais com eventos e outras atividades. As falas do político geraram revolta na classe religiosa do município que se posicionaram sobre o caso.

O padre Erasmo, da Paróquia de Santo Agostinho ressaltou:

“Esse vereador deveria mostrar provas. Ele é um desse povo que fala do que não tem em mãos, ele difamou o Padre kennedy e está enrolando nas respostas. O vereador é leviano. Nós queremos esclarecimentos do que ele falou. Somos homens honestos.”

Já o pastor Bruno César da 1ª Igreja Congregacional Vale da Benção em Santa Cruz do Capibaribe emitiu uma nota lamentando as falas do parlamentar e afirmando que o mesmo deve prestar esclarecimento para que o município tome conhecimento do real teor de suas abordagens que se referiu às igrejas.

“Fazemos saber ainda, que o ministério público será por nós provocado a fim de que, o citado vereador preste contas de sua fala. Solicitamos por tanto que, o vereador seja específico sobre quais igrejas ele acusa de consumir dinheiro público, que apresente as provas, já que ele diz que as possui, e identifique quais comunidades acham-se nessa prática, ou, se retrate, publicamente, por tal infelicidade”, diz um trecho da nota que pode ser lida na íntegra  a seguir.



Do Blog do Bruno Muniz

Postar um comentário

0 Comentários