Magalu

Pernambuco teve 541 casos confirmados de Covid-19 nesta terça (12) e totaliza 14.309 casos


A Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE) confirmou, nesta terça-feira (12/05), 541 novos casos de Covid-19 em Pernambuco. Entre os confirmados hoje, 276 se enquadram como Síndrome Respiratória Aguda Grave (Srag) e 265 são casos leves. Agora, Pernambuco totaliza 14.309 casos já confirmados, sendo 7.644 graves e 6.665 leves.

Confira o boletim detalhado da SES-PE.

Dos casos graves, 1.651 evoluíram bem, receberam alta hospitalar e estão em isolamento domiciliar. Outros 2.370 estão internados, sendo 238 em UTI e 2.132 em leitos de enfermaria, tanto na rede pública quanto privada. Além disso, o boletim de hoje registra mais 928 pacientes recuperados do novo coronavírus em Pernambuco, totalizando 2.466 pessoas curadas da Covid-19 no Estado.Até agora, os casos graves confirmados da doença estão distribuídos por 141 municípios pernambucanos, além do Arquipélago de Fernando de Noronha e da ocorrência de pacientes em outros Estados e países.

Também foram confirmados laboratorialmente 70 óbitos (sendo 36 do sexo feminino e 34 do sexo masculino), de pessoas residentes nos municípios de Recife (29), Jaboatão dos Guararapes (11), Paulista (5), Carpina (4), Olinda (2), Abreu e Lima (3), Caruaru (2), Palmares (2), Carnaíba (1), Feira Nova (1), Ferreiros (1), Goiana (1), Limoeiro (1), Passira (1), Paudalho (1), Petrolina (1), São Lourenço da Mata (1), Serra Talhada (1), Serrita (1) e Vitória de Santo Antão (1). Com isso, o Estado totaliza 1.157 mortes pela Covid-19.

As mortes ocorreram entre os dias 13.04 e 11.05 os pacientes tinham idades entre 27 e 88 anos, além de um recém-nascido com 4 dias do sexo feminino. Dos 70 pacientes que vieram a óbito, 37 apresentavam comorbidades confirmadas: hipertensão (20), diabetes (15), doença cardiovascular (8), doença renal (6), tabagismo/histórico de tabagismo (4), obesidade (4), asma (2), neoplasia (2), histórico de doença pulmonar (1), câncer (1), insuficiência respiratória aguda (1), distúrbio hidroeletrolítico (1), doença de Alzheimer (1), hepatopatia (1), esquizofrenia (1), doença de Chagas (1) e anemia falciforme (1) – o mesmo paciente pode ter mais de uma comorbidade. Um não tinha comorbidade e os demais estão em investigação pelos municípios.As faixas etárias dessas pessoas são: 0 a 9 (1), 20 a 29 (1), 30 a 39 (4), 40 a 49 (4), 50 a 59 (13), 60 a 69 (18), 70 a 79 (18), 80 ou mais (11).

Com relação à testagem dos profissionais de saúde com sintomas de gripe, em Pernambuco, até agora, 2.874 casos foram confirmados e 1.835 descartados. As testagens abrangem os profissionais de todas as unidades de saúde, sejam da rede pública (estadual e municipal) ou privada. O Estado foi o primeiro do país a criar um protocolo para testar os profissionais da área da saúde.

ATENDE EM CASA – A partir desta quarta-feira (13.05), o município de Araripina, no Sertão do Estado, entra no circuito das cidades assistidas pelo aplicativo Atende em Casa, parceria do Governo de Pernambuco e a Prefeitura do Recife. Com isso, cerca de 5,1 milhões de pessoas de 32 cidades na Região Metropolitana do Recife (RMR), Zona da Mata, Agreste e Sertão já podem fazer uso da ferramenta que orienta usuários que estejam apresentando sintomas de gripe.

O Atende em Casa tem o objetivo de passar orientações para a população, seja para manter o isolamento domiciliar ou, após uma teleorientação feita por profissional de saúde, fazer a busca qualificada por um serviço de saúde mais próximo da sua casa. A ferramenta já conta cerca de 56 mil usuários cadastrados. Até a última segunda-feira (11), foram realizadas mais de 17,9 mil teleorientações, com 6,4 mil chamadas de vídeo com um profissional. Ao todo, mais de 5,9 mil foram orientados a procurar uma unidade de saúde e mais de 10,7 mil a permanecer em isolamento domiciliar.

O aplicativo, disponível pelo sitewww.atendeemcasa.pe.gov.bre para smartphones com sistema Android, permite que médicos, enfermeiros ou residentes médicos façam videochamadas e orientações aos usuários. Mais de 100 profissionais de saúde foram treinados pela Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE), responsável por coordenar os atendimentos fora do Recife, para atuação no Atende em Casa, reforçando as escalas de plantão. Os profissionais recebem orientações quanto ao uso do aplicativo, protocolos clínicos da Covid-19 e fluxo de atendimento nas unidades de saúde.

REUNIÃO COM PREFEITOS –Em mais um encontro por videoconferência, o governador Paulo Câmara dialogou, nesta terça-feira (12.05), com quase 150 prefeitos de municípios da Região Metropolitana do Recife e da Zona da Mata, Agreste e Sertão. Acompanhado pelos secretários da Casa Civil, José Neto; Fazenda, Décio Padilha; e da Saúde, André Longo, o governador fez um detalhamento dos protocolos e ações, aquisições de equipamento e pessoal, bem como da estrutura articulada nos últimos meses pelo Governo do Estado para o combate à pandemia do novo coronavírus.

Paulo Câmara destacou a importância da infraestrutura montada com rapidez para atender aos pacientes da Covid-19. Em dois meses, o Governo de Pernambuco abriu 532 novos leitos de UTIs e 616 novos leitos de enfermaria, contratou cinco mil profissionais da área de saúde e aumentou a capacidade de testagem para o coronavírus, passando de 200 para sete mil exames semanais. O investimento na aquisição de Equipamentos de proteção Individual (EPIs) mostra a preocupação com a população e com os profissionais de saúde – médicos, enfermeiros e pessoal de apoio. Foram comprados mais de 15 milhões de EPIs, destinados a abastecer o sistema público de saúde.

“Nós estamos passando pelos momentos mais difíceis de nossas vidas. O isolamento social é responsabilidade de todos. Precisamos nos unir nesse esforço, Estados e prefeituras, com o objetivo de avançar para reduzir a capacidade de disseminação do vírus”, disse o governador.

Na pauta também estiveram os hospitais de campanha que estão sendo instalado pela Secretaria Estadual de Saúde para reforçar o atendimento médico no interior. Em Caruaru, no terreno localizado ao lado do Hospital Mestre Vitalino, serão instalados 104 leitos, sendo 76 de enfermaria, 26 semi-intensivos e dois de estabilização. A unidade de Serra Talhada, na área do Hospital Governador Eduardo Campos, terá 95 leitos (72 de enfermaria, 22 semi-intensivos e um leito para estabilização). O Hospital de Campanha Petrolina, no terreno do Hospital Universitário da Univasf, terá capacidade para 102 leitos (74 de enfermaria, 26 de tratamento semi-intensivo e duas vagas para estabilização).
Paulo Câmara lembrou aos prefeitos que, a essas unidades, somam-se outras estruturas no interior, com 139 enfermarias e 78 UTIs já em funcionamento em Caruaru, Garanhuns, Araripina, Salgueiro, Serra Talhada, Arcoverde, Afogados da Ingazeira, Limoeiro, Palmares e Petrolina.

Postar um comentário

0 Comentários