Covid-19 e inverno causam alerta para a saúde dos olhos

Conjuntivite e alergias oculares são comuns nessa época do ano.


Pernambuco regista temperaturas até 4 graus abaixo da média histórica no inverno, de acordo com a Agência Pernambucana de Águas e Climas (Apac). Essa época do ano costuma ser mais propícia para o surgimento de alergias oculares e doenças como conjuntivite alérgica. E em 2020, com a pandemia do Novo Coronavírus, os olhos, portas de entrada para o Covid-19, devem receber atenção redobradas. 

Para a oftalmologista Catarina Ventura, diretora do Instituto de Olhos Fernando Ventura, atitudes comuns, como o ato de coçar um olho irritado, precisam ser evitadas ao máximo. A conjuntivite e a sensação de inchaço nos olhos podem, inclusive, ser os primeiros sintomas da Covid-19. O gesto de levar o dedo aos olhos pode causar a infeção do Coronavírus.

"A transmissão do coronavírus se dá de forma viral, pelo contato. Gotículas de saliva quando uma pessoa infectada fala muito próximo ou mãos contaminadas levadas aos olhos são as formas mais frequentes. Mas os pacientes precisam estar atentos também a sintomas como dor de garganta, febre, falta de ar e dores no corpo", explicou Catarina Ventura. 

As alergias oculares são causadas pela proliferação de ácaros e fungos somados à poeira e poluição, agravados pela baixa umidade do ar. As pessoas que sofrem com sinusite, rinite, dermatite nessa época do ano precisam de cuidado maior. Medidas simples, como manter os ambientes em casa arejados e limpos, são eficazes. Já a conjuntivite alérgica é uma inflamação da membrana que recobre o olho e a superfície interna das pálpebras, que causa vermelhidão nos olhos, coceira, irritação, lacrimejamento, inchaço e aumenta a sensibilidade à luz. Ela pode ser desencadeada por alérgenos e é muito comum no inverno.

"A conjuntivite pode ter causa viral, bacteriana, fúnginca e alérgica. Muitas conjuntivites se instalam conjuntamente a um quadro viral e respiratório, logo, com o Coronavírus é possível termos um quadro de olhos vermelhos, lacrimejando e sensação de areia como uma outra conjuntivite viral", acrescentou Catarina Ventura.

Postar um comentário

0 Comentários