Slide

10/recent/ticker-posts

Morre aos 94 anos, Dalgas Frisch, “senhor das aves” do Brasil

Pioneiro na gravação do canto das aves no país, ainda na década de 60, Dalgas dedicou sua vida à observação, promoção e conservação da avifauna brasileira.

Dalgas Frisch teve sua vida inteira dedicada ao estudo e conservação das aves. Foto: Bruno Santos/Folhapress.

Um dos grandes nomes da ornitologia brasileira – o que lhe rendeu o apelido de “senhor das aves” – Johan Dalgas Frisch faleceu no sábado (22), aos 94 anos, em São Paulo. Ao longo de sua vida, acumulou contribuições para a pesquisa e conservação da avifauna, além de ter sido uma peça fundamental para criação do Parque Nacional Montanhas de Tumucumaque, o maior do país, criado em 1968 na Amazônia com cerca de 3,8 milhões de hectares.

Dalgas Frisch, brasileiro de ascendência dinamarquesa, estava internado nos últimos meses e seu velório foi realizado no domingo (23), na capital paulista.

Sua paixão pelas aves vinha desde a infância e não esmoreceu mesmo quando escolheu seguir a formação de engenheiro. Pelo contrário, Dalgas uniu os dois campos e desenvolveu um equipamento pioneiro para gravação de cantos de aves em 1962. Com este instrumento, dotado de uma enorme antena parabólica, o ornitólogo percorreu a Amazônia e o Pantanal, onde não apenas registrou os cantos das aves, mas transformou essas “vozes” em discos e CDs que foram vendidos em diferentes países.

Um dos cantos mais emblemáticos que gravou foi o do uirapuru, pássaro amazônico considerado o “músico das matas”. Com seu equipamento, Dalgas registrou de forma inédita oito variações do canto da ave, o que lhe rendeu na imprensa o apelido de “pai do uirapuru”.

Essa coletânea musical é considerada uma das grandes contribuições que ajudaram, não apenas a conhecer melhor as aves brasileiras, mas também a popularizá-las no Brasil em um tempo em que a observação da avifauna era praticamente inexistente.

Em 1964, trabalhou em parceria com seu pai, Svend Frisch, para fazer as ilustrações que deram vida ao livro “Aves Brasileiras”, o primeiro guia de campo lançado no país.

Dalgas também é considerado um dos patronos do programa Terra da Gente, criado em 1997. A história do engenheiro-ornitólogo foi contada recentemente no documentário “Eu Passarinho – a história da observação de aves no Brasil”, produzido pela equipe do programa em parceria com o Avistar Brasil.

Fonte: O Eco, com informações do Terra da Gente

Postar um comentário

0 Comentários