rodovia PB 214, que liga Congo e Sumé será asfaltada


A população do cariri ganhará uma nova estrada que vai ligar o município de Sumé ao Congo. Foi publicado no Diário Oficial do Estado, no último sábado, dia 9, o edital de licitação para pavimentação da rodovia PB 214.
Pelo aviso da concorrência, a abertura das propostas deverá ocorrer no próximo dia 9 de abril na Comissão Permanente de Licitação do DER.
A pavimentação da estrada Sumé/Congo tem sido uma das principais bandeiras de luta do deputado Quintans como representante majoritário do Cariri na Assembléia Legislativa. A rodovia se constitui na principal via de integração comercial entre a região do Cariri paraibano e o Agreste pernambucano. Os comerciantes do Cariri e de cidades do pajeú pernambucano, utilizam a rodovia para comprarem produtos em Santra Cruz do Capibaribe.
"Com determinação e muita luta estamos conseguindo mais esta obra importante para o Cariri, graças à sensibilidade política e decisão administrativa do governador Cássio Cunha Lima. A pavimentação da estrada do Congo em pouco tempo, será mais uma realidade do governo Cássio no Cariri", disse Quintans.

Fonte: Da Redação

Assinada ordem de serviço para duplicação da BR 104














Foi assinada na manhã de sexta (30) a ordem de serviço para a duplicação do trecho da BR- 104 que liga a cidade de Agrestina até o Distrito de Pão de Açúcar(Taquaritinga do Norte) a ´´rodovia da moda``.


A solenidade aconteceu às margens da rodovia que recebeu diversas autoridades, entre elas, o governador Eduardo Campos, o Secretário de Transportes Sebastião Oliveira, o Secretário de Recursos Hídricos, João Bosco e outras autoridades regionais.

A obra de duplicação está inclusa no Programa de Aceleração do Crescimento -PAC- e faz parte de um convênio firmado entre o Departamento Nacional de Infra-Estrutura de Transportes e o Departamento de Estradas de Rodagem do Estado de Pernambuco.

A obra está avaliada em R$ 319 milhões, onde R$ 287 milhões serão do Governo Federal. A contrapartida do Estado será de R$ 32 milhões. Onde o Pólo das Confecções será beneficiado diretamente com a execução da obra, não só pelos evidentes benefícios futuros que a obra vai trazer, mas também, pela geração imediata de centenas de empregos na região agreste.

Rabo do Pavão

O rabo do pavão fica localizado em Congo PB. Um balneário que por muito tempo atraiu pessoas de várias localidades, que vinham em busca daquele banho maravilhoso com água doce e fresquinha.
Uma espécie de chuveirão gigante localizado no açude Cordeiro, (maior reservatório de água potável da região do Cariri Paraibano, ele representa a garantia de sobrevivência para a população de diversas cidades da região e que estão ligadas por adutora. Vale ressaltar que essa região possui um período curto e irregular de chuvas. Localizado no município do Congo, tem capacidade para armazenar 69 milhões de metros cúbicos).
O rabo do pavão que já chegou a funcionar todos os dias, hoje é dúvida se funciona por um ou dois dias apenas, devido a preocupação com o desperdício de água.
A população do Congo e região aguarda resposta das autoridades para saber se no carnaval 2009 poderá contar com aquele belo banho e fazer aquela festa de sempre.

Coxixola PB


HISTÓRIA DA CIDADE








Ao Norte do riacho Espinheiro, o primeiro morador foi o senhor Félix Tito, trineto e vaqueiro do capitão Domingos de Farias Castro, português que veio possuir terras e gados no Brasil em 1700, adquirindo terras dos Oliveira Ledo.
Este capitão teve 10 filhos e entre eles existiram duas filhas que geraram descendentes que possuiram terras ou moraram em Coxixola.
A filha Izabel de Farias casou-se com José da Costa Romeu que após ficar viúvo, casou-se com Izabel Bezerra, sendo os pais de Hilário da Costa Romeu, pai do Major Domingos da Costa Ramos, nosso primeiro habitante, nascido em 7 de Maio de 1797.Ele foi pioneiro no carri, na ultilização da prensa para enfardamento de algodão.
Outra filha de Domingos Faria Castro, foi Ana de Faria Castro, descende Inácio de Faria Castro neto de Antão da Cruz Porto e Ana de Oliveira irmã de Teodósio de Oliveira Ledo, fundador de Campina Grande. Desse, nasceu Porfilio José Limeira, pai de Firmino José Limeira que residiu em Coxixola. Pois, seu inventário iniciado em 1916 fala de um sítio de nome Muqueca, próximo ao nosso povoado.
Também era filho e Inácio Faria Castro, Tito de Sousa Aragão, pai de Felix Tito nascido em 1854, um dos primeiros moradores de Coxixola.
Nosso morador da parte Sul, o Major Domingos faleceu em 1878 deixando aqui o Major Domingos II. Que daqui retirou-se em 1892 vendendo suas terras ao senhor Zeca Cipriano que era casado com Dona Florzinha com quem teve 17 filhos. O mais novo, o senhor João Zeca nascido em 9 de Maio de 1902 e falecido em 22 de dezembro de 1999. Segundo ele seu pai tinha adqurido o vapor de algodão que ocupava a vida de todos o filhos, tropeiros que descaroçavam o algodão e o conduizam para Campina Grande, em seus burros que ficavam amarrados onde hoje é a Praça da Bandeira.

Significado do Nome

O nome Coxixola, provavelmente deriva da palavra Cochicholo, que em Tupi-Guarani significa, fazer uma casa pequena de tijolos.A cidade foi inicialmente um distrito de São João do Cariri, passando em 1960 a ser distrito de Serra Branca. Foi emancipada em 29 de Abril de 1994.

Xote das Meninas- Luíz Gonzaga / Zé Dantas


Xote das Meninas
Luíz Gonzaga
Composição: Luiz Gonzaga / Zé Dantas







Mandacaru
Quando fulora na seca
É o siná que a chuva chega
No sertão
Toda menina que enjôa
Da boneca
É siná que o amor
Já chegou no coração...

Meia comprida
Não quer mais sapato baixo
Vestido bem cintado
Não quer mais vestir de mão...

Ela só quer
Só pensa em namorar
Ela só quer
Só pensa em namorar...

De manhã cedo já tá pintada
Só vive suspirando
Sonhando acordada
O pai leva ao dotô
A filha adoentada
Não come, nem estuda
Não dorme, não quer nada...

Ela só quer
Só pensa em namorar
Ela só quer
Só pensa em namorar...

Mas o dotô nem examina
Chamando o pai do lado
Lhe diz logo em surdina
Que o mal é da idade
Que prá tal menina
Não tem um só remédio
Em toda medicina...

Ela só quer
Só pensa em namorar
Ela só quer
Só pensa em namorar...

Mandacaru
Quando fulora na seca
É o sinal que a chuva chega
No sertão
Toda menina que enjôa
Da boneca
É sinal que o amor
Já chegou no coração...

Meia comprida
Não quer mais sapato baixo
Vestido bem cintado
Não quer mais vestir de mão...

Ela só quer
Só pensa em namorar
Ela só quer
Só pensa em namorar...

De manhã cedo já está pintada
Só vive suspirando
Sonhando acordada
O pai leva ao doutor
A filha adoentada
Não come, num estuda
Num dorme, num quer nada...

Porque ela só quer, hum!
Porque ela só quer
Só pensa em namorar...

Mas o doutô nem examina
Chamando o pai do lado
Lhe diz logo em surdina
Que o mal é da idade
E que prá tal menina
Não tem um só remédio
Em toda medicina...

Porque ela só quer, oh!
Mas porque ela só quer, ai!
Mas porque ela só quer
Oi, oi, oi!
Ela só quer
Só pensa em namorar
Mas porque ela só quer
Só pensa em namorar
Ela só quer
Só pensa em namorar...

Sociedade Esportiva Ypiranga Futebol Clube


A Sociedade Esportiva Ypiranga Futebol Clube é um clube brasileiro de futebol, da cidade de Santa Cruz do Capibaribe, no Estado de Pernambuco. Tem como símbolo uma máquina de costura, referência ao polo têxtil da cidade.



TÍTULOS

Estaduais:
Campeonato Pernambucano - Série A2: 2004.
outras conquistas:
Copa dos Clubes Profissionais do Interior: 1994.

Histórico em competições oficiais:
Campeonato Pernambucano: 1995, 1996, 1997, 2005, 2006, 2007 e 2008.
Campeonato Brasileiro da Série C: 1995 e 2006.

Apesar de poucos recursos financeiros o Ypiranga tem se destacado no Campeonato pernambucano, ficando sempre em boas colocações. Levando cada vez mais longe o nome de Santa Cruz do Capibaribe. Por isso merece destaque.

Cruzeiro do Carmo, Beleza Natural





Este é o cruzeiro do Carmo, um lindo agrupamento de pedras com um cruzeiro de madeira no seu ponto mais alto. Localizado na Vila do Carmo, 18 km da sede do município do Congo PB.
Suas pedras guardam algumas pinturas rupestres, uma herança arqueológica incomum em nossa região.

Açude Cordeiro, Congo PB


Maior reservatório de água potável da região do Cariri Paraibano. Ele representa a garantia de sobrevivência para a população de diversas cidades da região e que estão ligadas por adutora. Vale ressaltar que essa região possui um período curto e irregular de chuvas.
Localizado no município do Congo, tem capacidade para armazenar 69 milhões de metros cúbicos.

Serra do Pará em Santa Cruz do Capibaribe







A Serra do Pará, patrimônio turístico, arqueológico e ambiental do município de Santa Cruz do Capibaribe-PE, tem um valor incalculável como área a ser preservada, tendo em vista, a existência de diversas formas de vida naquela localidade e uma herança arqueológica incomum em nossa região, o que já tem se tornado material de estudo por diversos pesquisadores, entidades e universidades de vários estados.

RIQUEZAS DA SERRA
.............................................................................
Refúgio de várias espécies da fauna e flora de nossa região, além de berçário de espécies raras, como a Águia Chilena, que não são comuns em todo o território nacional, observando-se ainda, a existência de um grandioso patrimônio arqueológico e ambiental.

Santa Cruz do Capibaribe





Fotos da feira da sulanca ainda no centro da cidade.
E fotos do Moda Center Santa cruz, onde a feira funciona hoje.


Santa Cruz do Capibaribe é um município brasileiro do estado de Pernambuco. Sendo a terceira maior cidade da Agreste Pernambucano em população com 73.680 habitantes segundo IBGE/2007, atrás apenas de Caruaru e Garanhuns. Santa Cruz do Capibaribe além de uma cidade pólo é a maior produtora de confecções de Pernambuco segundo o Senai e, possuí o maior parque de confecções da América Latina em sua categoria, o Moda Center Santa Cruz. É também conhecida como a Capital da Sulanca ou Capital das Confecções.

Santa Cruz do Capibaribe é o principal ponto de escoação e vendas de confecções de Pernambuco, que com Toritama e Caruaru formam o destacado Triângulo das confecções.


História

Sua história remonta a 1750, quando o português Antônio Burgos, que por recomendações médicas procurava um local que favorecesse sua saúde, construiu uma cabana de taipa para se alojar com sua família e escravos na confluência do rio Capibaribe com o riacho Tapera. O seu nome se origina da grande cruz de madeira que colocou em frente a uma capela que mandou construir próxima a sua casa, a partir da qual teve início o povoamento. O crucifixo é conservado até hoje na igreja matriz.

O distrito de Santa Cruz foi criado pela lei municpal nº 2, de 18-04-1892, subordinado ao município de Taquaritinga. Pelo decreto-lei estadual nº 952, de 31-12-1943, o distrito de Santa Cruz passou a denominar-se Capibaribe e o município de Taquaritinga a denominar-se Taquaritinga do Norte. Foi elevado à categoria de município com a denominação de Santa Cruz do Capibaribe, através da lei estadual nº 1818, de 29-12-1953, data anualmente comemorada.

Em 1953, Santa Cruz do Capibaribe de vila se tornou cidade. Como tantas que sobrevivem do feijão, milho e outras culturas de sobrevivência e já existindo as tradicionais colchas de retalhos, saiu da rotina, alguém de forma inteligente, ao separar os retalhos de tecidos, usou os de maior tamanho para confeccionar shorts, que desta forma, lhe daria mais lucro. A nova idéia se multiplicou em todas as costureiras da região e, por se tratar, na época, de algo reciclável, o preço daquele produto era irresistível, ganhando qualquer concorrência. Como o produto era de fácil venda, os homens se transformaram em mascates e percorreram inúmeras feiras do nosso nordeste, vendendo os produtos, enquanto as mulheres em casa, usando de criatividade, inovavam produzindo outros artigos de vestuário, como: saias, blusas, camisas, conjuntos infantis, anáguas e outras.

Nos anos 90, novos mercados eram conquistados, e se tornou O Maior Pólo de Confecções do Nordeste e hoje Santa Cruz do Capibaribe é uma cidade exemplo de empreendedorismo, trabalho e conquista.

Geografia

Administrativamente, o município é formado pela cidade e pelos distritos, Pará e Poço Fundo e pelo povoado de Oscarzão. Limita-se ao norte e ao oeste pelo estado da Paraíba, ao sul pelos municípios de Jataúba e Brejo da Madre de Deus, e ao leste pelo município de Taquaritinga do Norte.Vias de acesso pela BR-232, BR-104 e PE-160. Com uma latitude de 07º51'27"S e uma longitude de 36º12'17"W.

Situa-se na bacia hidrográfica do Rio Capibaribe (o mais importante de PE). A vegetação nativa consiste em caatinga hiperxerófila e um clima tropical seco. Seu solo é tipo argiloso, arenoso, pedregoso e rochoso. Com uma área territorial de 335,5 Km² e uma altitude 438 metros possui um relevo ondulado, predominante do Planalto da Borborema onde se localiza. A zona urbana (97% da população total residente) está em meio a um pequeno vale neste planalto suave ondulado, assim, dificultando a passagem das massas de ar úmida vindas do Oceano Atlântico. Por isso, o clima da cidade é seco, com o índice de pluviosidade inferior às outras cidades do agreste.

O dinamismo com sua economia gerou grande crescimento populacional, após a construção do maior parque de venda de confecções da América Latina na cidade. Já possui uma população de aproximadamente 74.000 habitantes (2007) e uma densidade demográfica de 162,36 hab./km². Segundo o IBGE, foi a cidade que mais cresceu no estado de Pernambuco nos últimos 10 anos.


Economia

A atividade econômica predominante é indústria e comércio (sulanca) com maior potencialidade de desenvolvimento para confecções.

Cidade que deu certo (fenômeno conhecido como Milagre da Sulanca) no Polígono das Secas. Modelo criado pelo próprio povo gera milhares de empresas e de empregos, ao contrário do capital globalizado que reduz o número de empresas e desemprega milhares. Os dias da feira são de segunda-feira a quarta-feira. Atualmente é após a ilha de Fernando de Noronha a cidade com menos pobres em relação a sua população total no estado de Pernambuco, seguida de Toritama, segundo o Pnud/Ipea/FJP, Atlas do Desenvolvimento Humano do Brasil, pesquisa realizada em 2006.

Parque de Confecções

Foi inaugurado em outubro de 2006 o maior parque de confecções da América Latina, o gigante construído no agreste setentrional pernambucano e denominado de "Moda Center Santa Cruz", distante do centro 3 km, que abriga, de modo permanente, a feira de confecções (sulanca) que antes funcionava como feira livre no centro da cidade. Construído em 65 hectares ao lado da cidade de Santa Cruz do Capibaribe a 180km do Recife, que com Toritama e Caruaru formam o destacado triângulo das confecções em Pernambuco.

Números do parque

Os números seguintes dão idéia do tamanho do Moda Center Santa Cruz:

320 mil m² de área total.
80 mil m² de área coberta, maior que a do Anhembi em São Paulo.
6.208 boxes de feira e 528 lojas.
Quatro praças de alimentação com 28 restaurantes e 116 lanchonetes.
Setor bancário.
Postos de saúde, segurança e informações.
Oito conjuntos de sanitários com 179 gabinetes.
Estacionamento para mais de 3.000 veículos.
Dormitórios com dois mil leitos.
Área de show para 50.000 pessoas.
Investimentos de R$ 60 milhões.

A cidade de Santa Cruz do Capibaribe, no último dia 29 de dezembro completou 55 anos de emancipação política.
Parabéns Santa Cruz, cidade destaque no Nordeste, no Brasil e no mundo.