O velocímetro do FIAT Punto marcava 220 km/h


Polícia identifica a causa da morte de jovens na Bahia.


"Carro foi encontrado dentro de um lago com os pneus para cima". Foto:Divulgação/Polícia Rodoviária.

SÃO PAULO - Os corpos dos cinco jovens que estavam desaparecidos desde a última sexta-feira, 20, foram liberados do Instituto Médico Legal (IML) no início da tarde desta quarta-feira, 25. De acordo com o IML, por volta das 14h faltavam apenas dois corpos para serem liberados. As famílias não quiseram divulgar os locais dos enterros.

Em entrevista ao estadão.com.br, o delegado da Polícia Civil da Bahia responsável pelas investigações, Marcos Vinícius Almeida Costa, afirma que a causa da morte dos cinco jovens foi um acidente seguido de capotamento e, provavelmente, afogamento.


'Ao que tudo indica, o carro seguiu reto em uma curva que leva para a esquerda e, como o carro foi encontrado, com os quatro pneus para cima, dentro de um lago, não podemos descartar a hipótese de que eles poderiam ter se afogado'.

Segundo Costa, a polícia não identificou marcas de frenagem no asfalto. Além disso, o velocímetro no veículo, um Fiat Punto, marcava 220km/h. 'Como o grupo estava viajando durante a noite, por volta das 22h, o condutor - identificado como André pelo delegado - não teria visto a curva e passado reto'.

O delegado afirma que o carro capotou e caiu em um lago, onde todos os passageiros poderiam ter morrido afogados. 'Apenas um menino, o Marlon, que seguia no banco do passageiro, foi encontrado fora do veículo e não sabemos ainda se ele foi arremessado durante a queda ou se ele chegou a tentar sobreviver'.


A polícia descartou, de acordo com o delegado responsável pelas investigações, quaisquer outras hipóteses sobre a morte dos jovens. Segundo Costa, o laudo da perícia vai determinar se houve afogamento, ou não, mas que a polícia afirma que o carro saiu da pista acidentalmente.

Caso. Os universitários Amanda Oliveira, de 22 anos, Izadora Ribeiro, de 21, Marllonn Amaral, de 21, Rosaflor Oliveira, de 24, e André Galão, de 28, estavam em um Fiat Punto de cor bege, placas ODC 6985, a caminho de Prado, na Bahia, onde iriam participar de uma festa de aniversário da mãe de Izadora.

Fonte: Estadão
Anterior
Próxima

1 Comentários:

Fênix27 disse...

Lamentavel,jovens com as vidas interrompidas.Sou mãe e avó,sinto a dor da família de cada um deles.
Tenho 3 filhos,um tem carro o outro tem moto,rezo pedindo a Deus os leve e os traga.Além de pedir muito a ambos que não abusem,na velocidade.
Bem mas adorei vir aqui e já estou a te seguir.
Felicidades e parabéns pelo seu blog.
http://wwwavivarcel.blogspot.com.br