6º Festival Nacional de Curta-Metragem, Curta Taquary, acontece de 4 a 8 de novembro em Taquaritinga do Norte

201 curtas serão exibidos em 22 mostras e cinco dias; evento começa segunda (4/11) com oficinas, palestras e homenagens a JC Bernardet, Zé Dumont e Prazeres Barbosa


De 4 a 8 de novembro, no Cine Teatro Santo Amaro, centro de Taquaritinga do Norte (a 190 km do Recife), exibirá 201 filmes, compondo um vasto panorama do curta-metragem brasileiro. O evento ainda sediará seminários, oficinas, palestras e homenagens a personalidades do cinema. O Curta Taquary também preparou uma programação especial latino-americana e duas de animação, em parceria com os festivais Brasil Stop Motion e Animage.

A organização do evento trará mais de 150 convidados, entre atores, diretores e jornalistas da imprensa nacional e prevê um público de cinco mil pessoas ao longo dos cinco dias de atividades, incrementando o turismo local. “Não queremos apenas exibir filmes, mas promover um grande encontro, voltado para ideias e bons negócios”, diz Alexandre Taquary, diretor do festival.

Das 22 mostras, três são competitivas: Nacional (ficção, documentário e animação), Primeiros Passos e Dálias da Serra, esta última voltada para cidades da região e diretores capacitados por oficinas do festival. Entre os curtas da mostra nacional está o maranhense “Acalanto”, de Arturo Saboia, que ganhou cinco prêmios, entre eles, o de melhor curta no Festival de Gramado e o documentário pernambucano “Tubarão”, de Leo Tabosa, que vem colhendo elogios em festivais nacionais.

Entre os programas especiais está a Mostra da Diversidade, com curadoria do realizador paulista Ricky Mastro e mesa de discussão sobre o atual panorama brasileiro, com participação do crítico paulista Christian Petermann. O festival também promove panoramas de três estados: Goiás, Rio Grande do Norte e Alagoas. São vitrines da produção desses estados, com curadoria da Associação Brasileira dos Documentaristas – ABD.O júri oficial do 6º Curta Taquary será presidio pela realizadora Clara Angélica e o júri Primeiros Passos pelo produtor do Goiana Mostra Curtas, Itamar Borges. Haverá ainda júris para a mostra local e os formados pela Federação Pernambucana de Cineclubes, Associação Brasileira de Cineclubes e o júri popular, que participará de uma oficina de crítica, a ser ministrada ao longo do festival.

Com informações do Blog Curta Taquary
Anterior
Próxima

Blogueiro, editor do blog Merece Destaque, apaixonado por comunicação e por fotografia, Almir Neves gosta de inovar e aceitar novos desafios.

0 Comentários: