27 de novembro de 2015

Polícia Civil de Pernambuco pode entrar em greve


Insatisfeitos com a falta de respostas do Governo do Estado em relação às reivindicações salariais e de melhorias no ambiente de trabalho, policiais civis realizam assembleia geral na tarde desta sexta-feira (27) para decidir os rumos do movimento. Representantes do Sindicato dos Policiais Civis de Pernambuco (Simpol) informaram ao RondaJC que diante do atual cenário será discutida a possibilidade de deflagração da greve da categoria.

A assembleia acontecerá a partir das 17h, na sede do Simpol, no bairro de Santo Amaro, no Recife.

A greve pode ser anunciada em um momento bastante delicado para a segurança pública. Nesta semana, Pernambuco ultrapassou a marca de 3.440 homicídios registrados neste ano. O número superou a quantidade de assassinatos contabilizada ao longo de todo o ano de 2014. Isso significa que pela segunda vez consecutiva o Pacto pela Vida fechará o ano com resultado negativo. A informação foi antecipada pelo RondaJC com exclusividade.

Desde maio deste ano, o Simpol vem realizando uma série de mobilizações na tentativa de pressionar o Governo do Estado. Houve até paralisação de advertência, restringindo serviços no Instituto de Medicina Legal (IML) e no Instituto de Criminalística. No mês seguinte, preocupado com a possibilidade de greve, o Governo do Estado entrou com pedido no Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE) para que determinasse que os policiais civis que faziam paralisação de advertência voltassem imediatamente ao trabalho. O pedido foi acatado. Na época, a categoria optou por não deflagrar a greve.

Fonte: Uol
Foto: Polícia Civil / Divulgação

Nenhum comentário:

Postar um comentário

AddToAny

Traduzir / Translate