Pesquisar neste blog

11 de agosto de 2016

Desafio no mar de Noronha complica os planos de filmagem no Câmera Selvagem deste sábado

Episódio inédito mostra os bastidores para realizar uma difícil gravação em time-lapse, num ambiente subaquático que pode colocar tudo a perder. Veja neste sábado, 13 de agosto, às 21h, no NAT GEO.


O renomado cinegrafista de natureza Cristian Dimitrius traz uma novidade para o quinto episódio da série Câmera Selvagem, que vai ao ar no sábado, 13 de agosto, no canal NAT GEO. Ao lado dos parceiros Bulba e Daniel, ele mergulha no mar de Fernando de Noronha para realizar uma gravação emtime-lapse, uma técnica de filmagem em que se capta a imagem de uma paisagem, ação ou objeto com um intervalo maior entre os quadros. Essa técnica, quando a imagem é reproduzida, sugere que o movimento está acelerado.


Cristian já realizou muitas filmagens assim em sua carreira, porém esta é a primeira vez em que utiliza esta técnica debaixo d’água. Em busca do melhor cenário para valorizar o efeito desejado, Cristian viaja até Fernando de Noronha, mas é preciso mais do que isso para conseguir colocar seu plano em prática. Para isso, o trio terá que desenvolver uma traquitana toda especial em busca dessa missão.

"Levar uma engenhoca capaz de movimentar a câmera lateralmente, enquanto registra uma foto a cada 10 segundos, foi um grande desafio. As adversidades marinhas como correntes, ondas, visibilidade, detritos, salinidade e pressão deixaram tudo mais difícil. Foi a primeira vez que alguém tentou uma imagem como essa em nossas águas e toda vez que se busca algo inédito, ainda mais debaixo d’água, temos que estar preparados para lidar com o inesperado”, comenta Cristian Dimitrius.


A série Câmera Selvagem é uma coprodução entre FOX Networks Group Brasil, Mistika, do produtor Marcelo Siqueira, e Cristian Dimitrius Produções, e, semanalmente, mostra uma equipe de multitalentos que viaja pelo Brasil em busca das melhores imagens da vida selvagem, unindo biologia e tecnologia para alcançar seus objetivos. O programa é exibido aos sábados, às 21h00, no canal NAT GEO, e inova tanto pela ideia quanto pelos equipamentos que foram usados na captação para os oito episódios de 30 minutos. 

Dirigida por Eduardo Rajabally, a série foi filmada com câmeras de cinema, a Arri Alexa Mini e a Arri Amira, com pós produção de imagem da Misitka, que também é a finalizadora da série. Esses elementos garantem uma estética cinematográfica para toda a obra. Ao todo, foram mais de 100 diárias de filmagens e passagens por sete estados: Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, São Paulo, Rondônia, Piauí e Pernambuco.

Sinopse da série – Na série Câmera Selvagem, vamos acompanhar o renomado cinegrafista de natureza, Cristian Dimitrius, em oito expedições fotográficas pelo Brasil em busca de imagens inéditas e diferenciadas. Para isso, ele vai desenvolver diversas traquitanas em um laboratório, e também em uma fábrica, com a ajuda do engenheiro mecânico Wilson Santos, conhecido como Bulba, e seu assistente, o professor de robótica Daniel Almeida. Os três vão conceber cada projeto do zero, desde sua idealização, passando pela fabricação, usinagem de suas peças, escolha de seus componentes mecânicos e eletrônicos, até a montagem final. Ao longo do processo, Cristian também vai conversar com vários especialistas e biólogos que podem fornecer informações que o ajudem no sucesso de suas missões. Depois que as traquitanas ficam prontas eles realizam alguns testes e, após tudo funcionar corretamente, Cristian e Daniel vão para os biomas mais incríveis do país como a Caatinga, o Cerrado, o Pantanal, a Floresta Amazônica e o arquipélago de Fernando de Noronha para filmar os animais em situações inusitadas dentro do habitat em que vivem. E tudo isso feito da maneira mais profissional e cuidadosa possível, sem nunca interferir na natureza e na vida animal, mas com a ajuda da tecnologia, da criatividade e da sensibilidade artística, com o intuito de capturar os momentos mais belos da fauna brasileira por meio das lentes da Câmera Selvagem.

Para mais informações, acesse: www.natgeotv.com e www.natgeowild.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Traduzir / Translate