Jovem que gravou vídeo exibindo gato do mato que teria matado é localizado pela polícia


Policiais do Malhas da Lei AIS 17 tomaram conhecimento de um vídeo postado nas redes sociais e em blogs de um homem exibindo um Gato Maracajá, que supostamente teria sido caçado por ele. (Relembre o fato aqui)

O delegado Seccional da 17ª DESEC, Julio Porto, determinou à equipe Malhas que realizassem diligências no sentido de esclarecer o fato e identificar o caçador. Os policiais iniciaram uma investigação e conseguiram identificar a pessoa de Marcos Queiroz da Silva, de 23 anos (foto ao lado), o qual foi conduzido à Delegacia de Santa Cruz, onde o acusado foi apresentado a autoridade policial titular da 128ª DP, o qual determinou abertura de procedimento policial para apuração do fato.

O acusado nega ter matado o animal silvestre e diz ter encontrado o mesmo já morto na PE-160, próximo ao lugar onde mora e fez o vídeo para se engrandecer perante os amigos. O vídeo teve grande repercussão no município e no estado, deixando várias pessoas revoltadas com a situação.
Anterior
Próxima

Blogueiro, editor do blog Merece Destaque, apaixonado por comunicação e por fotografia, Almir Neves gosta de inovar e aceitar novos desafios.

1 Comentários:

Roberto Inacio disse...

Nojo de tanto mimimi, Não vejo tanta comoção com os infantes mortos pela demência de mentes insanas e depravadas atravéz do aborto.