23 de março de 2018

Vereadores denunciam superfaturamento na compra de água mineral pela prefeitura de Santa Cruz que divulga nota sobre o caso


Vereadores de oposição de Santa Cruz do Capibaribe protocolaram na quinta-feira (22) no Ministério Público, uma denúncia contra o poder público municipal de superfaturamento na compra de água mineral.

Os vereadores alegam que o preço pago pela prefeitura na compra da água mineral fornecida em escolas do município está acima do valor de mercado . O contrato exposto na denúncia foi celebrado com a empresa Água Mineral e Gelo da Ilha LTDA-ME.

De acordo com a denúncia, no contrato 006/2017 consta o valor de R$ 6,20 por cada garrafão de 20 litros e que para o ano de 2018, existe uma nova licitação fixando o valor em R$ 6,80.

O líder da bancada de oposição na Câmara, o vereador Carlinhos da Cohab (PTB), afirma que esteve na sede da empresa, em Santa Cruz, onde encontrou do mesmo garrafão de água, sendo vendidos ao preço de R$ 4,50 para vendas a partir de 5 unidades e com entrega em domicílio e que sem a entrega o preço cai para R$ 3,50.

Por meio de nota, Prefeitura contesta a denúncia

Confira a nota na íntegra:

“A Prefeitura de Santa Cruz do Capibaribe vem a público esclarecer sobre a questão da licitação do fornecimento água mineral (botijão de 20 litros). O certame aconteceu no dia 24/01, e como todos processos licitatórios, buscou contratar o menor preço entre os participantes.

Na data mencionada, apenas a empresa Água Mineral e Gelo da Ilha Ltda participou e venceu o certame. Os valores contratados estão dentro dos parâmetros de mercado levando em consideração os impostos, custeio com combustível e manutenção dos veículos distribuidores do produto que se deslocam, conforme a demanda, para as secretarias municipais, além das unidades escolares localizadas na zona rural do município (Poço Fundo, Pará, Cacimba de Baixo)”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

AddToAny

Traduzir / Translate