Pesquisar neste blog

8 de outubro de 2018

Moda Center Santa Cruz comemora 12 anos e abre o Museu da Sulanca

Museu da Sulanca vai contar a história da economia confeccionista da região.
O Moda Center Santa Cruz, maior centro atacadista de confecções do Brasil, situado em Santa Cruz do Capibaribe, coração do Polo de Confecções de Pernambuco, completou 12 anos de funcionamento neste domingo (7). No entanto, as comemorações serão realizadas nesta e na próxima segunda (8 e 15), no espaço de compras. “É uma data muito importante, que mostra a consolidação do parque e do Polo. É um momento para comemorar o sucesso do Moda Center e de quem integra a cadeia produtiva de confecções”, afirma Allan Carneiro, síndico do Moda Center.

O destaque é a abertura do Museu da Sulanca, que aconteceu nesta segunda (8), às 17h, no Centro de Eventos e Moda de Pernambuco. O local vai contar a história da economia confeccionista da região, desde o seu surgimento, e conta com um acervo de máquinas, equipamentos e utensílios antigos, assim como fotografias e documentos. “É uma ação de resgate da história do Moda Center e do Polo de Confecções, para manter as memórias vivas e poder contar para as gerações atuais e posteriores como tudo começou”, comenta Allan.

No dia 15, das 9h às 13h, entre os setores Branco e Amarelo, será montada uma área de recreação com brinquedos como pula-pula e cama elástica para as crianças, além de lanches como algodão doce e pipoca grátis. Às 16h, entre os setores Azul e Laranja, será realizado o corte do bolo, que terá 12 metros de comprimento, em alusão aos 12 anos do Moda Center.

Um dos pilares do Polo de Confecções do estado, o Moda Center foi inaugurado no dia 7 de outubro de 2006. Composta por seis módulos, que ocupam uma área coberta de 120 mil m², construída num espaço de 32 hectares, a ampla estrutura do Moda Center Santa Cruz reúne mais de 10 mil pontos comerciais, entre lojas e boxes, onde é comercializado um mix de produtos variados – roupas e acessórios – especialmente no atacado.

O local recebe clientes de todo o País, com predominância dos estados do Norte e Nordeste. Nos últimos anos, tem crescido a procura de compradores vindos do Centro-Oeste e, mais ainda, do Sudeste, a exemplo dos estados de Minas Gerais e Espírito Santo. A alta temporada de compras ocorre em junho/julho e novembro/dezembro.

O Moda Center Santa Cruz foi inaugurado com quatro módulos (setores vermelho, laranja, azul e verde) e, em 2010, ganhou mais dois (branco e amarelo). Hoje, o parque disponibiliza seis praças de alimentação com restaurantes e lanchonetes, rede própria de hotéis e dormitórios com mais de dois mil leitos, posto ambulatorial, caixas eletrônicos, banheiros, fraldários, carrinhos de compras, sistema de som e TV e circuito interno de segurança. Na baixa temporada, o centro atacadista recebe uma média de 150 a 200 ônibus de todo o país. Na alta, cerca de 500 por feira.

As feiras no Moda Center Santa Cruz ocorrem tradicionalmente às segundas e terças, das 7h às 18h. Nesses dias, todas as unidades de vendas estão em funcionamento. Não há feira de quarta a sábado, mas dezenas de boxes e lojas abrem de acordo com a determinação de cada comerciante.

HISTÓRIA - O centro atacadista surgiu da necessidade de se criar um espaço adequado para que a antiga Feira da Sulanca, que acontecia no centro de Santa Cruz do Capibaribe entre 1960 e 2006, pudesse crescer. A estrutura limitada, sem área para estacionamento de ônibus, alimentação ou banheiros para os clientes, dificultava o processo de evolução dos negócios e de aumento do volume de produtos comercializados. A ideia dos comerciantes poderem contar com uma estrutura mais adequada começou a ser trabalhada na década de 1990, por parte do poder público e da iniciativa privada.

O espaço começou a ser erguido em 2002 em um terreno cedido pelo poder público e passou a ser um grande condomínio, resultando no crescimento da importância da cidade para o setor de confecções e para a economia do Estado. Desde então, o Moda Center contribui diretamente para a melhoria da qualidade dos produtos e o profissionalismo das empresas de confecções da região. “Temos o maior orgulho da nossa história, fruto do espírito empreendedor do povo de Santa Cruz do Capibaribe. Foi um passo crucial para sermos atualmente a capital pernambucana da moda e para projetarmos a qualidade da confecção produzida no Agreste de Pernambuco para todo o Brasil”, comentou Allan Carneiro, síndico do Moda Center.

IMPACTO - O empreendimento é referência até mesmo para os concorrentes. A administração do Moda Center Santa Cruz recebe visitas de empresários do Ceará, do Acre, de São Paulo, de Minas Gerais e da Bahia interessados em se inspirar para implantar projetos similares. Essa solidificação do Moda Center como centro atacadista de confecções é fruto do trabalho de muitos atores e do processo de profissionalização sistemático da sua gestão. “Podemos dizer que somos um case de sucesso em empreendedorismo e em geração e distribuição de renda. Nosso equipamento conseguiu agregar muitos produtores. Por volta de 54 municípios de Pernambuco e adjacências produzem para vender no Moda Center semanalmente e atender clientes de todo o país, principalmente das regiões Nordeste e Norte”, comenta Allan Carneiro, ressaltando que a importância do centro atacadista é regional.

A estimativa é que o comércio realizado no centro de compras gere 150 mil empregos (confeccionistas e vendedores), sem contar na geração direta de 342 postos de trabalho do quadro próprio do Moda Center. Os colaboradores são responsáveis pela administração, manutenção, segurança e acolhimento dos clientes do centro de compras. “Reconhecemos a importância de cada um para a qualidade do serviço que prestamos aos clientes e condôminos. Costumamos dizer que nos preparamos todos os dias para um jogo de Copa do Mundo, já que recebemos milhares de pessoas semanalmente. Por isso, investimos em treinamentos, capacitação e atividades que valorizam a dedicação de cada um. Eles são fundamentais para esse processo e para o sucesso do Moda Center”, ressaltou.

Moda Center Santa Cruz em números

· 12 anos de fundação (inauguração em outubro de 2006)
· 120 mil m² de área construída num espaço de 32 hectares
· Mais de 10 mil pontos comerciais (9.672 boxes e 707 lojas)
· Já chegou a ter mais de 150 mil clientes por feira na alta temporada; 40 mil na baixa estação
· 6.000 vagas de estacionamento
· Média de 150 a 200 ônibus na baixa temporada, chegando a mais de 500 na alta temporada
· Receita média mensal chega a R$ 1,5 milhão (mensalidades do condomínio)
· R$ 1,5 milhão investido em ações de marketing em 2017 e quase R$ 1 milhão em 2016
· 342 colaboradores
· 150 mil empregos gerados (confeccionistas, vendedores e atividades afins)
· Comercializa a produção de 54 municípios pernambucanos e da Paraíba
· Facebook: @modacentersantacruz (mais de 185 mil seguidores)
· Instagram: @modacentersantacruz (mais de 153 mil seguidores)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Traduzir / Translate