Pesquisar neste blog

3 de dezembro de 2018

Especialistas falam de melhorias e dicas para reforçar sua segurança neste fim de ano


A chegada das festas de fim de ano traz grandes alegrias para as famílias, já que muitos terão alguns dias de descanso para aproveitar e comemorar as festividades. Mas, ao mesmo tempo, a preocupação com a segurança da casa ou do apartamento nunca é demais, mesmo para quem reside em condomínios. É nesta época do ano que muitas residências costumam ficar vazias, enquanto as ruas ficam lotadas, com um fluxo de pessoas muito maior.

Amilton Saraivaespecialista em condomínios da GS Terceirização.
Para Amilton Saraiva, que é especialista em condomínios da GS Terceirização, é essencial que o morador evite ao máximo falar sobre suas viagens e itinerários. "A dica é sempre agir com discrição, pois assim se evita que outras pessoas tenham conhecimento da casa vazia. É preciso ter cuidado com isso também no que se refere aos trabalhadores - como faxineiras e diaristas - que, sem querer, podem comentar com alguém de fora", afirma. Por isso mesmo é essencial que o morador informe ao porteiro e ao zelador sobre a sua saída, deixando uma autorização sobre quem poderá entrar no condomínio em sua ausência.

Inclusive, para ele, a portaria é de extrema importância para a segurança, devendo estar devidamente treinada e preparada para qualquer emergência. "A portaria conhece a rotina do condomínio e, quando são contratados diretamente sem ter a fiscalização de uma empresa especializada e profissional, dificilmente são capacitados para essas ocorrências, além de pouco verificarem o histórico profissional", observa. Mas logicamente que nem tudo depende da ação do ser humano, já que a tecnologia também tem sua parte na segurança. Com a conectividade é possível até mesmo controlar e observar quem entra e sai dos condomínios através do smartphone.

Walter Uvo, especialista em tecnologia
de segurança da Minha Portaria
Quem já possui a chamada portaria remota sabe das vantagens na segurança. Através da biometria é possível deixar e manter registrado quem entrou e saiu e a que horas ocorreu o fato. Tudo fica armazenado em uma central de monitoramento que conta com especialistas na administração do condomínio. "As imagens das câmeras são enviadas junto da biometria, que possui todas as informações de registro. Para cada condomínio é feito um estudo e análise dos pontos 'fracos' que precisam ser melhorados, e qualquer manutenção necessária nos equipamentos são resolvidos direto com a prestadora do serviço, diminuindo tempo de espera e, consequentemente, reduzindo os custos", explica Walter Uvo, especialista em tecnologia de segurança da Minha Portaria.

Os moradores podem ter acesso a essas informações através do monitoramento remoto do aplicativo que deve ser instalado no smartphone. "Se os pais querem sair juntos, viajar e deixar os filhos em casa, podem fiscalizar os momentos e horários que seus filhos deixaram ou retornaram à residência", conta Uvo. Independentemente de como funciona o seu condomínio, fique sempre atento e busque por melhorias - afinal, segurança nunca é demais.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Traduzir / Translate