26 de dezembro de 2018

Minha Casa Minha Vida – Saiba o que mudou e quais são as regras

Minha Casa Minha Vida. (Imagem: Divulgação).
O programa Minha Casa Minha Vida foi criado pelo governo federal brasileiro e trata-se de um programa habitacional que facilita a aquisição da casa própria por meio de condições que sejam acessíveis para famílias de baixa renda.

Além disso, o programa também facilita o financiamento imobiliário, disponibilizando condições especiais para quem deseja sair do aluguel e ter a casa própria dos seus sonhos.


O programa atende principalmente o público de baixa renda, mas também disponibiliza boas condições para quem possui uma renda maior e deseja financiar um imóvel. Todos os anos há alguma alteração nas regras do programa, por isso os interessados devem se manter atentos para que consigam contratar o financiamento sem nenhum tipo de problema.

Expectativas do Programa

Todos os anos o Minha Casa Minha Vida contrata a construção de novas moradias em todas as regiões do país, para que assim as famílias que ainda moram de aluguem consigam ser beneficiadas com uma moradia popular. Além disso, há também sempre um aumento nos subsídios que são oferecidos para aqueles que desejam financiar um imóvel.

Sempre há muita expectativa sobre o programa e sobre o que ele oferecerá em mais uma edição. Para o ano que vem, espera-se que cada município brasileiro construa pelo menos mais um empreendimento, sendo que em cada um deles cerca de 500 famílias são beneficiadas.

Como Funciona o Minha Casa Minha Vida

Saber como funciona o Minha Casa Minha Vida é fundamental para poder participar. O programa possui regras, das quais falaremos depois, que devem ser cumpridas por todas as famílias, com apenas algumas variações de renda.

O modo de participação no programa depende da faixa de renda que a família se encaixa. Aqueles de baixa renda podem concorrer às casas populares, devendo efetuar o cadastro na prefeitura municipal e participando dos sorteios.

Se for contemplado, receberá uma moradia e arcará com parcelas que não são maiores do que 30% da renda familiar. Nesses casos, é preciso acompanhar todas as instruções divulgadas pela prefeitura ou pela Secretaria de Habitação para que seja possível participar.

Já aqueles com uma renda maior, podem contratar durante o ano inteiro, quando encontrarem o imóvel desejado. A contratação geralmente é feita na Caixa ou no Banco do Brasil.
Regras do Programa

O Minha Casa Minha Vida é um programa que oferece várias condições para facilitar o financiamento imobiliário, mas para conseguir obter tais benefícios é preciso se atentar às regras do programa e respeitá-las. Por exemplo, os interessados devem se encaixar em pelo menos uma das faixas de renda do programa: faixa 1, 1,5, 2 ou 3. Somente aqueles da faixa 1 concorrem às moradias populares, sendo que o restante pode contratar diretamente na instituição bancária.

Além disso, independentemente da renda, os interessados não podem ter nenhum imóvel residencial registrado em seu nome e nem podem ter recebido qualquer outro tipo de benefício habitacional do governo. Há, então, um requisito destinado somente aos da faixa 1 de renda: devem ainda ter um cadastro no CadÚnico do governo federal brasileiro.
Renda Exigida Para Participar do Programa

O Minha Casa Minha Vida possui algumas faixas de renda e, em cada uma delas, há uma renda máxima que a família pode ter para se encaixar. Na faixa 1, a família deve ter uma renda de até R$1,8 mil para poder concorrer às moradias populares. Uma renda a partir desse valor começa a se encaixar nas outras faixas, sendo que o máximo é R$9 mil, na faixa 3.

Certifique-se de atender tais requisitos e, de acordo com sua renda, participe do programa. Se faz parte da faixa 1, efetue a inscrição na prefeitura. Se faz parte de qualquer outra faixa, contrate diretamente no banco de sua escolha.
Documentos para Entrada no Programa Minha Casa Minha Vida

São solicitados vários documentos para participar do Minha Casa Minha Vida, independentemente da faixa de renda. Em todos os casos, a família deve reunir seus documentos pessoais, residenciais, profissionais e de renda, e apresenta-los no local indicado de acordo com a faixa de renda que pertencem.

Os principais documentos que devem ser apresentados são os seguintes: RG, CPF, Carteira de Trabalho, Extrato do FGTS, comprovante de residência atual, comprovantes de renda, Certidão de Estado Civil e Certidão de Nascimento para menores de 18 anos.
Minha Casa Minha Vida Imóveis Rurais

Você sabia que também é possível financiar imóveis rurais pelo Minha Casa Minha Vida? Caso o imóvel que você deseja comprar esteja no âmbito rural, deverá seguir as mesmas instruções para contratar o financiamento em uma instituição bancária.

Como funciona o minha casa minha vida. (Imagem: Divulgação).
Os requisitos também não se alteram, nem as condições de pagamento: são até 35 anos para pagar e parcelas que não podem ser maiores do que 30% da renda familiar mensal.
Vantagens de Participar Desse Programa

O Minha Casa Minha Vida é um programa de âmbito nacional que já beneficiou milhares de famílias brasileiras com uma casa própria. Ele também oferece condições especiais de acordo com a renda. A principal vantagem dele é que você tem até 35 anos para pagar as mensalidades, independentemente da faixa de renda que faça parte. Além disso, é possível usar o FGTS para pagar parte do financiamento se você desejar.

Os juros também são negociáveis e você fica sabendo de tudo antes mesmo de contratar. Ainda é possível simular o financiamento da casa própria no site do banco que escolheu, ficando ciente assim de todos os seus gastos no futuro.

Se você ainda resolve financiar a casa própria no Minha Casa Minha Vida por meio de algum evento como o Feirão da Caixa, pode economizar ainda mais, visto que o evento disponibiliza imóveis com os menores preços do mercado e sempre há algum desconto surpresa.

Está esperando o quê para contratar a sua casa nova? Confira os imóveis disponíveis em sua região, reúna os documentos, certifique-se de preencher os requisitos e contrate o financiamento o quanto antes. Em breve as prefeituras municipais abrirão as inscrições para as moradias populares em todo o país.

Nenhum comentário: