9 de janeiro de 2019

Petrobras reduz preço da gasolina ao menor valor em 14 meses


A Petrobras reduzirá o preço médio da gasolina em suas refinarias ao menor nível em cerca de 14 meses a partir desta quarta-feira, 9. O preço do litro nas refinarias passará para 1,4337 real, uma diminuição de 1,38%. É o valor mais baixo desde o 1,4259 real visto em 24 de outubro de 2017.

A mudança acontece em meio a uma redução na cotação do dólar ante o real, um dos parâmetros utilizados pela companhia em sua sistemática de reajustes. Só neste ano, o dólar já caiu 3,65%.

O outro componente de peso seguido pela estatal em seu mecanismo de reajustes é o mercado internacional de petróleo, que também apresentou quedas recentemente.

Os reajustes quase diários da Petrobras começaram em meados de 2017. No acumulado de todo esse período, a gasolina da estatal apresenta alta de 3,60%.

Já no caso do diesel, a cotação média na refinaria segue em 1,8545 real por litro desde o começo do ano.

No fim de 2018, a empresa anunciou um mecanismo financeiro de proteção complementar à política de preços do diesel, semelhante a um já utilizado na gasolina, que permite à companhia manter a cotação do produto estável nas refinarias por um período de até sete dias em momentos de elevada volatilidade.

Preço nos postos

Nos postos de gasolina, entretanto, o preço da gasolina não cai na mesma velocidade dos cortes aplicados no valor para as refinarias. Pesquisa de preços da Agência Nacional do Petróleo (ANP) mostra que o preço médio do litro da gasolina caiu de 4,344 para 4,330 reais na semana encerrada no último dia 5. O menor preço médio é o do Amazonas, onde o litro é vendido por 3,888 reais. Já a gasolina mais cara é a do Acre, onde é vendida por 4,823 reais.

O preço do diesel S10 recuou de 3,563 reais para 3,548 reais. O diesel mais barato é o do Paraná (3,313 reais) enquanto o mais caro é o do Acre (4,445 reais)

O litro do etanol nos postos passou de 2,831 para 2,830 reais. O etanol mais barato é o de São Paulo (2,643 reais) e a mais cara é a do Acre (4,041 reais).

O preço do gás de cozinha foi o único a registrar alta de preço, subindo de 69,21 reais para 69,34 reais. Na Bahia, o botijão tem o preço médio de 63,09 reais, o menor do país. Já o maior preço é do Mato Grosso (99,36 reais).

Blog Merece Destaque com informações de Veja e Reuters

Nenhum comentário:

Conteúdo correspondente