Polícia divulga retrato falado de suspeito de matar o radialista Claudemir Nunes


Na manhã desta quarta-feira (27), o delegado titular da Delegacia de Santa Cruz do Capibaribe, no Agreste de Pernambuco, Bruno Machado, apresentou o retrato falado do suspeito de matar o radialista Claudemir Nunes na quinta-feira, 21 de março.

O radialista foi assassinado a tiros após sair de uma emissora de rádio onde trabalhava, no bairro São Cristóvão. Ele foi atingido por seis disparos. Ainda não há informações sobre o que motivou o crime.

A perícia iconográfica, mais conhecida como retrato falado, foi confeccionada pelo Instituto de Identificação Tavares Buril (IITB). Segundo a polícia, o suspeito é magro, tem a pele parda escura, o nariz afilado, a boca pequena e o formato do rosto é triangular. A idade é entre 30 e 35 anos e a altura, entre 1,67 e 1,72 m. No momento do crime, ele usava um boné de cor cinza e uma camisa de mangas compridas tipo UV na cor vermelha, trajava calça jeans azul de cor desbotada e tênis acinzentado.

A partir da divulgação, a polícia conta com o apoio da população para conseguir identificá-lo. As denúncias podem ser feitas por meio do número da delegacia (81) 9.9488.7041 ou pelo Disque Denúncia: (81) 3719.4545. O anonimato é garantido.

Em um vídeo também divulgado pela polícia, é possível ver que o assassino pede para o radialista retirar o capacete. A vítima tira e entrega para o executor, que deixa o capacete no chão antes de atirar contra a vítima e fugir. O capacete, que poderia ser utilizado para ajudar nas investigações, não foi encontrado no local. O delegado ressaltou na coletiva que não iria mais tolerar a violação do local de crime, pois isto acarreta na destruição de provas importantes.

Veja o vídeo a seguir:



Blog Merece Destaque com informações do NE10
Próxima
« Anterior
Anterior
Próxima »