STF nega embargos e ex-prefeita de Barra de São Miguel, Luci Lopes, fica inelegível


O Supremo Tribunal Federal, última instância do Poder Judiciário no País, negou provimento aos embargos declaratórios solicitados pela defesa da ex-prefeita de Barra de São Miguel, Luci Lopes. A gestora foi condenada por improbidade administrativa, devido ao excesso de contratação quando administrava Barra de São Miguel, na Paraíba e mesmo após todos os recursos, o processo transitou em julgado na última instância.

Com a condenação confirmada, a ex-prefeita Luci Lopes está inelegível e não pode colocar seu nome para as próximas eleições, uma vez que havia rumores dessa possibilidade.

O tribunal determinou a certificação do trânsito em julgado e a imediata baixa nos autos ao juízo de origem.

Luci atualmente ocupa o cargo de secretária na gestão do prefeito, João Batista e nos bastidores comentava-se que a ex-prefeita teria o desejo de disputar em 2020 a Prefeitura de Barra de São Miguel. Com a decisão, a ex-gestora deve adiar os planos e deixar o caminho livre para a postulação à reeleição do atual prefeito.

Fontes: De Olho no Cariri e Bruno Lira
Anterior
Próxima

Blogueiro, editor do blog Merece Destaque, apaixonado por comunicação e por fotografia, Almir Neves gosta de inovar e aceitar novos desafios.

0 Comentários: