‘Cuidados com a boca podem evitar problemas de saúde em todo o corpo’, diz especialista

Dia Nacional da Saúde Bucal é celebrado nesta sexta (25). Cirurgiã-dentista dá dicas sobre o assunto.


Quando falamos em problemas na boca, muita gente pensa logo em mau hálito ou cárie. Porém, ela pode trazer muito mais informações sobre a saúde de todo o corpo humano. Na semana em que celebramos o Dia Nacional da Saúde Bucal e Dia do Dentista, a cirurgiã-dentista e tutora da Faculdade Pernambucana de Saúde Thaís Lisboa esclarece que várias doenças que acometem diversos órgãos no corpo podem ter a boca como diagnóstico importante.

Como nosso organismo é um sistema complexo e interligado, um problema na boca pode desencadear disfunções digestivas, imunológicas e até cardíacas, já que as bactérias podem migrar até outros órgãos através da corrente sanguínea.

“Pela boca, podemos identificar doenças sexualmente transmissíveis ou o risco de prematuridade em gestantes, por exemplo. A saúde bucal, que representa muito mais que ausência de doenças, é considerada um estado de equilíbrio e bem-estar no que se refere a região oral”, destacou a tutora da FPS.

Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, o creme dental, escova de dentes e fio dental são usados por apenas 53% da população. E 89% realiza a higienização menos de duas vezes por dia. Ou seja, não é cumprido a “regra básica” de realizar a escovação após cada refeição.

“Além disso, é inegável a importância do sorriso para relações interpessoais e autoestima das pessoas nas diversas fases da vida. A saúde bucal é imprescindível para o bem-estar. Diversos estudos nacionais e internacionais apontam as condições de saúde bucal interferindo diretamente na qualidade de vida das pessoas. Por isso, entidades importantes como a Organização Mundial de Saúde tem estimulado o debate acerca da qualidade de vida relacionada à saúde bucal”, acrescentou Thaís Lisboa.

De acordo com a OMS, a saúde bucal compreende um estado em que a pessoa está livre de dores, desconfortos e alterações na boca e na face, abrangendo as condições de câncer oral ou na garganta, infecções e ulcerações bucais, doenças e quaisquer distúrbios que possam afetar a qualidade de vida, impedindo que o paciente coma, sorria, fale ou se sinta socialmente confortável.
Anterior
Próxima

Blogueiro, editor do blog Merece Destaque, apaixonado por comunicação e por fotografia, Almir Neves gosta de inovar e aceitar novos desafios.

0 Comentários: