CAIXA JÁ PAGOU 52,3 MILHÕES DE PESSOAS, COM R$ 49,9 BILHÕES CREDITADOS DO AUXÍLIO EMERGENCIAL

Lucro Líquido Recorrente de R$ 3,0 bilhões, queda de 7,5% em relação ao 1T19.


A CAIXA, o maior banco brasileiro em número de clientes, anuncia o seu resultado consolidado do primeiro trimestre (1T20).

DESTAQUES DO RESULTADO:

  • Lucro líquido recorrente de R$ 3,0 bilhões em 1T20, um crescimento de 21,2% sobre 4T19.
  • ROE recorrente de 14,4% no 1T20, com aumento de 2,0 p.p. em relação ao 1T19.
  • ROE contábil de 23,9% no 1T20, com aumento de 10,2 p.p. em relação ao 1T19.
  • 40,6 milhões de contas Poupança Social Digital abertas.
  • R$ 37,1 bilhões pagos para 52,3 milhões de pessoas na 1º parcela do auxílio emergencial.
  • R$ 12,8 bilhões pagos para 18,0 milhões de pessoas na 2º parcela do auxílio emergencial.
  • R$ 1,9 bilhão pago a mais de 2 milhões de trabalhadores no Benefício Emergencial BEm.
  • Redução de 59,4% no custo dos IHCD, em relação ao 1T19, devido ao pre pagamento de R$ 11,35 bilhões.
  • Redução de 63,0 % na taxa do cheque especial no 1T20, ante o 1T19. 
  • Oferta de crédito de mais de R$ 154 bilhões para a economia.
  • Crescimento de 81,9% em contratações de crédito imobiliário SBPE e 6,5% em contratações FGTS no 1T20, em relação a 1T19.
  • Crescimento de 30,7% na contratação de crédito consignado no 1T20, ante o 1T19.
  • Redução de 17,1% no saldo comercial PJ no 1T20, em relação ao 1T19.
  • Índice de inadimplência de 3,14%, alta de 0,68 p.p. em relação ao 1T19.
  • Índice de Basileia de 18,7% no 1T20, ante 19,0% em 4T19, recuo de 0,3 p.p.

RESULTADOS E INDICADORES DO 1T20

O lucro líquido recorrente da CAIXA atingiu R$ 3,0 bilhões no 1º trimestre de 2020. Com esse resultado, o retorno sobre ativos totalizou 0,93% e retorno sobre o patrimônio líquido 14,40%, com um crescimento, em 12 meses, de 0,14 p.p. e de 2,0 p.p., respectivamente.

O resultado bruto da intermediação financeira atingiu R$ 8,6 bilhões, com destaque para a redução de 12,1% no custo de captação em relação ao mesmo período do ano anterior, refletindo o comportamento da taxa básica de juros e a estratégia de gestão das fontes de recursos.

As receitas com prestação de serviços e tarifas bancárias totalizaram R$ 5,8 bilhões no 1T20, estáveis frente ao apurado no 1T19, com destaque para o aumento de 12,5% em crédito e 2,4% em cartões.

As despesas administrativas totalizaram R$ 7,9 bilhões no 1T20, uma redução de 7,5% em relação ao 4T19, impactado pela redução de 1,6% com despesa de pessoal e 17,1% com outras despesas. Na comparação 12 meses, essas despesas apresentaram redução de 1,7%.

O resultado operacional cresceu 178,3% em comparação com o 4T19, totalizando R$ 3,9 bilhões no 1T20, proveniente da estabilidade da margem financeira. Em 12 meses apresentou uma evolução de 4,0%.

O retorno sobre o patrimônio líquido médio (ROE) registrou 14,4% no 1T20, apresentando uma evolução de 2,0 p.p. em 12 meses, pela estabilidade do PL médio associado a evolução de 20,8% no lucro recorrente acumulado entre os períodos comparados.

O índice de cobertura das despesas administrativas evoluiu em 2,9 p.p. do 1T19 para 1T20 e atingiu 76,1%. O índice de cobertura das despesas de pessoal totalizou 119,5%, uma evolução de 3,4 p.p. em relação ao 1T19.

O Índice de Basileia atingiu 18,7%, sendo superior em 7,7 p.p. ao mínimo exigido de 11,0%. O índice de capital principal totalizou 12,6%, enquanto o de nível I 12,9%, mantendo-se acima do mínimo regulatório de 8,0% para o de capital principal, e 9,5% para o de capital nível I.

EFICIÊNCIA E REDUÇÃO DE CUSTO DE CAPITAL

No 1T20 houve uma redução de 59,4% no valor da atualização monetária dos IHCD (Instrumento Híbrido de Capital e Dívida), em relação ao 1T19, decorrente do pagamento de R$ 11,35 bilhões ocorrido em 2019.

A devolução do IHCD significa uma economia direta para a CAIXA, considerando que o custo dessa dívida é muito superior à Selic (Sistema Especial de Liquidação e Custódia), a taxa básica de juros da economia, e reflete a premissa de preservação da sustentabilidade dos balanços financeiros do Banco, sendo parte do planejamento estratégico o pagamento do restante dos contratos.

CARTEIRA DE CRÉDITO AMPLA TOTALIZA SALDO DE R$ 699,6 BILHÕES

A carteira de crédito ampla da CAIXA fechou com saldo de R$ 699,6 bilhões em março de 2020. Essa carteira reverteu o movimento de queda e apresentou crescimento de 2,0% em relação ao 1T19, influenciado principalmente pelos aumentos de pelo crescimento de 5,2% em habitação, de 1,2% em saneamento e infraestrutura e de 1,8% em crédito comercial PF, compensado pela redução de 17,1% na carteira comercial PJ. No trimestre a carteira apresentou evolução de 0,9%.

PARTICIPAÇÃO DA CAIXA NO CRÉDITO IMOBILIÁRIO ATINGE 69,1%.

A CAIXA continua na liderança da contratação com recursos SBPE. O saldo da carteira de crédito habitacional cresceu 5,2% em 12 meses e chegou a R$ 470,4 bilhões em março de 2020, dos quais R$ 293,1 bilhões foram concedidos com recursos FGTS e R$ 177,4 bilhões com recursos CAIXA. A CAIXA detém a liderança desse mercado com 69,1% de participação.

No primeiro trimestre de 2020, foram contratados na CAIXA R$ 7,4 bilhões no Programa Minha Casa Minha Vida, o equivalente a 66,5 mil unidades habitacionais.

No final de fevereiro/2020, a CAIXA anunciou o lançamento de uma nova linha de crédito imobiliário com juros prefixados. Trata-se de uma modalidade de financiamento com taxa de juros a partir de 8,00% ao ano, sem indexação a nenhum índice financeiro, possuindo opções de Sistema de Amortização Constante (SAC), para contratos de até 360 meses, e Price, para financiamentos de até 240 meses.

No 1º trimestre de 2020 foram firmados um total de 9,7 mil contratos relativos às modalidades indexadas ao IPCA e prefixados (SBPE – Sistema Brasileiro de Poupança e Empréstimo), totalizando um montante de R$ 2,5 bilhões contratados.

ATUAÇÃO DA CAIXA PARA MITIGAÇÃO DOS IMPACTOS DO COVID-19

Auxílio Emergencial

Na primeira parcela do auxílio foram creditados R$ 37,1 bilhões para 52,3 milhões de pessoas e na segunda parcela, R$ 12,8 bilhões creditados para 18,0 milhões de pessoas.

Até o dia 21/05/20, foram feitos 101,2 milhões de cadastros, com mais de 1 bilhão de visitas ao site e mais de 190 milhões de ligações na central 111. O aplicativo Auxílio Emergencial teve 87,0 milhões de downloads e o aplicativo CAIXA Tem teve 95,7 milhões de downloads. Além disso, foram abertas 40,6 milhões de contas poupança digital, sendo a maior ação de inclusão bancária já realizada no Brasil.

Benefício Emergencial de Preservação do Emprego e da Renda– BEm

Referente ao pagamento do Benefício Emergencial, de 04/05 a 20/05 a CAIXA pagou R$ 1,9 bilhão para mais de 2 milhões de trabalhadores.

Oferta de Crédito

A CAIXA disponibilizou mais de R$ 154 bilhões para a economia, dos quais R$ 60 bilhões foram para o capital de giro de micro, pequenas e médias empresas; R$ 43 bilhões direcionados para o crédito imobiliário; R$ 40 bilhões para a compra de carteiras, R$ 6 bilhões para o crédito agrícola e R$ 5 bilhões para crédito às Santas Casas.

Reduções das Taxas de Juros

Em consonância com a redução da taxa básica de juros da economia brasileira, a CAIXA promoveu novas reduções de juros dos seus principais produtos. A medida visa proporcionar alívio financeiro aos clientes e auxiliar as empresas a recomporem seu fluxo de caixa.

As taxas de juros do cheque especial para pessoas físicas que sejam clientes com crédito do salário na CAIXA, foram reduzidas de 4,95% para 2,90% a.m., o que representa uma queda de 41,4%. Já o parcelamento de fatura do cartão de crédito passou de uma taxa média de 7,7% a.m. para taxas a partir de 2,90% a.m., representando uma redução de 62,3%. (Condições especiais com validade de 90 dias e início em 01/04/20)

Destaca-se a redução das taxas de juros para a linha de crédito que tem como público alvo os hospitais e entidades filantrópicas que prestam serviços ao Sistema Único de Saúde (SUS), que passou a ter taxas de juros mínimas de 0,80% a.m. em operações com prazos de até 60 meses, e de 0,87% a.m. para operações com prazos de 61 a 120 meses.

Financiamento a Estados e Munícipios

A CAIXA aumentou o volume de empréstimos para os Estados e Municípios através do Financiamento à Infraestrutura e Saneamento Ambiental (FINISA) e os financiamentos com recursos do FGTS. O limite, aberto no dia 02/03/20 e utilizado em apenas 15 dias, resultou em R$ 3,7 bilhões em contratações, para 216 tomadores espalhados por todas as regiões do país.

Adicionalmente, para estimular a economia regional, a CAIXA disponibilizou assistência técnica gratuita para acompanhamento e orientações aos Estados e Municípios na equalização da sua saúde financeira, podendo, assim, retomar as condições de financiamento.

Apoio às Micro e Pequenas Empresas

A CAIXA firmou, em 20/04/20, parceria com o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas – SEBRAE, para reforçar ainda mais as ações adotadas por cada entidade. O montante aportado pelo SEBRAE poderá chegar a R$ 500 milhões, possibilitando à CAIXA injetar R$ 7,5 bilhões em linhas de crédito facilitado para o setor, atendendo a um potencial de 250 mil empresas. Por meio da parceria, serão disponibilizadas operações de crédito com garantia do Fundo de Aval às Micro e Pequenas Empresas – FAMPE.

Além disso, pela oferta da linha de crédito Giro CAIXA Folha, as empresas acessarão recursos exclusivos para o financiamento do pagamento do salário de seus trabalhadores. A operação terá carência de 6 meses e taxa de 3,75% a.a.; como contrapartida, as empresas beneficiadas pelo programa se comprometerão a não rescindir, sem justa causa, o contrato de trabalho de seus empregados no período compreendido entre a data da contratação da linha de crédito e o 60º dia após o recebimento da última parcela.

Medidas de Apoio à Habitação

A CAIXA possibilitou a suspensão no pagamento de empréstimos habitacionais que beneficiou, até 18/05/20, mais de 2,0 milhões de famílias.

Em Complemento, com o objetivo de proteger e estimular a construção civil, a CAIXA anunciou mais medidas para atender tanto às pessoas físicas quanto às construtoras e incorporadoras.

Para as pessoas físicas, o Banco implementou as seguintes ações:

  • Prazo de carência de 180 dias para novos contratos de financiamento;
  • Possiblidade de pausa ou pagamento parcial de 90 dias no pagamento das prestações, incluindo os clientes que utilizam a conta vinculada do FGTS para pagamento de parte da prestação;
  • Renegociação de contratos com clientes em atraso entre 61 e 180 dias, permitindo pausa de até 3 prestações;
  • Recepção de documentos em meio digital e atendimento remoto;
  • Liberação antecipada de até 2 parcelas, sem a vistoria, para os clientes que constroem com financiamento da CAIXA (construção individual).

Para as construtoras e incorporadoras, a CAIXA implementou as seguintes ações:

  • Redução das taxas de juros do crédito imobiliário para as empresas da construção civil, com a taxa mínima passando de TR + 9,25% para TR + 6,50% ao ano;
  • Antecipação de até 20% dos recursos do Financiamento à Produção de empreendimentos para obras a iniciar;
  • Inclusão do valor do terreno doado pelo Poder Público como contrapartida da pessoa física;
  • Antecipação de até 3 meses do cronograma para obras em execução, limitado a 10% do total financiado;
  • Possibilidade de pausa ou pagamento parcial de até 3 prestações;
  • Inclusão ou prorrogação de carência por até 180 dias, para os projetos com obras concluídas e em fase de amortização;
  • Possibilidade de prorrogação do início das obras por até 180 dias;
  • Admissão da reformulação do cronograma de obra, nos casos de contingência na execução por questões decorrentes da pandemia;
  • Criação de novas linhas de financiamento imobiliário PJ indexadas ao IPCA (Índice Nacional de Preço ao Consumidor Amplo) e ao CDI (Certificado de Depósito Interbancário).

Ações do FGTS

Em março/2020, o Governo Federal publicou a Medida Provisória (MP) nº 927, que suspende a exigibilidade do depósito de FGTS referente aos meses de março, abril e maio do exercício corrente. Com impacto de até R$ 25,5 bilhões, cerca de 4 milhões de empresas e 1,2 milhão de empregadores domésticos poderão ser contemplados. Além disso, a referida MP prorrogou a validade dos Certificados de Regularidade do FGTS (CRF) dos empregadores.

Ainda, foi publicada pelo Governo Federal, em abril/2020, a MP nº 946, que libera o valor de R$ 1.045 do saldo de FGTS por trabalhador. Os pagamentos poderão liberar até R$ 36,2 bilhões para 60,8 milhões de trabalhadores.

Atendimento

Para reduzir a concentração de clientes nas agências, e assim mitigar o risco de contágio entre clientes e/ou empregados nas unidades, a CAIXA ampliou a disponibilidade de produtos e serviços no Internet Banking, no Mobile Banking (App), Agência Digital e Salas de Autoatendimento.

Em complemento, foi disponibilizado via WhatsApp o atendimento da Agência Digital para todos os clientes correntistas e poupadores da CAIXA. Através da digitação da agência e número da conta, o cliente é direcionado para atendimento na sua agência de forma remota, e o serviço está disponível de segunda a sexta-feira, das 08:00h às 22:00h.

Empregados e Colaboradores

A CAIXA distribuiu mais de 2,5 milhões de máscaras para empregados e colaboradores, e disponibilizou álcool em gel para uso em todas as unidades, sendo priorizadas as de atendimento ao público, em especial aquelas localizadas nas cidades e regiões mais afetadas pela pandemia. As agências e salas de autoatendimento recebem higienização 5 vezes ao dia.

Visando reduzir as filas para atendimento ao público e preservar a integridade física dos clientes, empregados, colaboradores e das agências, cerca de 5 mil novos vigilantes e recepcionistas foram disponibilizados como reforço às unidades.

A CAIXA incluiu o teste para detecção do novo coronavírus no plano de Saúde CAIXA, bem como antecipou a vacinação 2020 contra a gripe, além de disponibilizar a modalidade de teleorientação médica para todos os seus empregados.

Em mais uma ação para mitigar os efeitos da pandemia na economia, a CAIXA antecipou o crédito do 13º salário dos adolescentes e jovens vinculados ao Programa de Aprendizagem CAIXA, representando um repasse de mais de R$ 3,4 milhões. Com um público composto de jovens entre 15 e 19 anos em situação de vulnerabilidade social, cuja renda per capita familiar é de no máximo meio salário mínimo, cada um dos mais de 4 mil colaboradores receberam entre R$ 397,00 e R$ 954,00.

PAGAMENTO FGTS e PIS

Em março/2020 encerrou-se o pagamento do Saque Imediato do FGTS, iniciado em setembro/2019, com valores da ordem de R$ 28,1 bilhões, para 60,4 milhões de pessoas. Os trabalhadores puderam sacar até R$ 500,00 por conta vinculada do saldo de FGTS, e aqueles que possuíam, em 24/07/2019, um saldo de até R$ 998,00 puderam sacar todo o recurso existente.

A maior parte dos valores do Saque Imediato do FGTS foi movimentada por créditos em conta, realizados automaticamente nas contas poupanças CAIXA ou nas contas de outro banco, indicadas pelos trabalhadores no App FGTS, totalizando R$ 17 bilhões pagos para 39,3 milhões de trabalhadores. Nos canais físicos de atendimento, 21,1 milhões de trabalhadores receberam R$ 11,1 bilhões, que foram sacados nas unidades lotéricas, correspondentes CAIXA Aqui, terminais de autoatendimento e agências da CAIXA. Para garantir maior comodidade ao trabalhador, as agências tiveram horários estendidos e abertura em alguns sábados.

No âmbito do pagamento das Cotas do PIS, a CAIXA viabilizou o saque para 139,7 mil cotistas no 1º trimestre de 2020, injetando R$ 172,8 milhões em recursos na economia.

Em função da Resolução nº 1 do Conselho Diretor do Fundo PIS/PASEP, de 15/04/2020, o pagamento das Cotas PIS do calendário 2019/2020 teve o encerramento antecipado para 30/04/2020, de forma a viabilizar a migração dos recursos do fundo para o FGTS, em atendimento a Medida Provisória nº 946 de 07/04/2020.

LOTERIAS ARRECADAM R$ 4,0 BILHÕES, COM 22,4% DE AUMENTO SOBRE 1T19

As Loterias CAIXA arrecadaram R$ 4,0 bilhões no 1T20, sendo 22,4% maior que o apurado no 1T19.

Dentre os valores arrecadados no trimestre, cerca de R$ 1,5 bilhão foram transferidos aos programas sociais do Governo Federal nas áreas de seguridade social, esporte, cultura, segurança pública, educação e saúde, o que corresponde a 37,2% do total arrecadado.
Anterior
Próxima

Blogueiro, editor do blog Merece Destaque, apaixonado por comunicação e por fotografia, Almir Neves gosta de inovar e aceitar novos desafios.

0 Comentários: