Nelson Teich entrega o cargo de ministro da Saúde após divergências com Bolsonaro


O ministro da Saúde, Nelson Teich, entregou o cargo na manhã desta sexta-feira (15). Ele pediu demissão ao presidente Jair Bolsonaro. É o segundo ministro que deixa a pasta da Saúde em meio à pandemia do coronavírus.

Teich completaria um mês à frente do Ministério da Saúde neste sábado (16). O oncologista Nelson Teich sucedeu Luiz Henrique Mandetta na pasta da Saúde.

Nos últimos dias, as divergências de Bolsonaro e Nelson Teich foram evidenciadas. O presidente defende abertamente o uso da hidroxicloroquina e da cloroquina em pacientes com coronavírus, apesar dos riscos dos medicamentos para pacientes mais graves, enquanto Teich não demonstrava a mesma opinião em entrevistas coletivas.

O presidente Bolsonaro também defende flexibilização do isolamento social. Ainda no cargo, Nelson Teich dizia que não defendia uma “saída brusca” para o isolamento durante o avanço da covid-19 no Brasil.

Veja a nota oficial do Ministério da Saúde

“O ministro da Saúde, Nelson Teich, pediu exoneração nesta manhã. Uma coletiva de imprensa será marcada nesta tarde".

Postar um comentário

0 Comentários