Pernambuco tem mais 458 casos confirmados e 38 mortes por coronavírus nesta sexta-feira (01/05)


O Estado de Pernambuco confirmou, nesta sexta-feira (01.05), 458 novos casos da Covid- 19, sendo 314 casos que se enquadram como Síndrome Respiratória Aguda Grave (Srag), portanto internados e/ou mais graves, além de outros 144 casos leves. Agora, o Estado totaliza 7.334 casos confirmados (4.685 casos graves e 2.649 casos leves).

Dos casos graves, 1.748 evoluíram bem, receberam alta hospitalar e estão em isolamento domiciliar. Outros 1.239 estão internados, sendo 212 em UTI e 1.027 em leitos de enfermaria, tanto na rede pública quanto privada. Além disso, há 1.095 pacientes recuperados da doença.

Até agora, os casos graves confirmados da doença estão distribuídos por 121 municípios pernambucanos (tabela 1), além do Arquipélago de Fernando de Noronha e da ocorrência de pacientes em outros Estados e países. Para visualizar os casos leves por cidade, é possível acessar a página no endereço: https://dados.seplag.pe.gov.br/apps/corona.html#painel.

Também foram confirmados laboratorialmente 38 óbitos (sendo 17 mulheres e 21 homens), de pessoas residentes nos municípios de Recife (9), Olinda (7), Jaboatão dos Guararapes (5), Paulista (1), Aliança (1), Amaraji (1), Araçoiaba(1), Bonito (1), Cabo de Santo Agostinho (1), Camaragibe (1), Caruaru (1), Catende (1), Condado (1), Gravatá (1), Ibimirim (1), Igarassu (1), Jataúba (1), Sairé (1), Vitória de Santo Antão (1) e 1 paciente de outro Estado. Com isso, o Estado totaliza 603 mortes pela Covid-19.

Os pacientes dos óbitos confirmados neste boletim tinham idades entre 24 e 103 anos e faleceram entre os dias 16 e 30 de abril. Dos 38 pacientes que vieram a óbito, 17 apresentavam comorbidades como hipertensão (7), diabetes (6), doença cardiovascular (3), doença renal (2), câncer (2), tabagismo (2), doença neurológica (1), AVC (1), DPOC (1), obesidade (1), etilismo (1) - o mesmo paciente pode ter mais de uma comorbidade. Uma não tinha comorbidades e os demais estão em investigação pelos municípios. As faixas etárias dessas pessoas são: 20 a 29 (2), 30 a 39 (1), 40 a49 (4), 50 a 59 (5), 60 a 69 (11), 70 a 79 (10), 80 ou mais (5).

Com relação à testagem dos profissionais de saúde com sintomas de gripe, em Pernambuco, até agora, 1.938 casos foram confirmados e 1.263 descartados. As testagens abrangem os profissionais de todas as unidades de saúde, sejam da rede pública (estadual e municipal) ou privada. O Estado foi o primeiro do país a criar um protocolo para testar os profissionais da área da saúde.

REGISTRO DE INFORMAÇÕES - A Secretaria Estadual de Saúde de Pernambuco (SES-PE) decretou a obrigatoriedade, por parte de hospitais com sede no Estado, das redes pública e privada, a encaminharem à Central de Regulação de Leitos o registro de taxa de ocupação, número de ventiladores e de pacientes internados. Os dados devem ser encaminhados, diariamente, em dois horários (às 7h e às 19h), através do sistema regulador, ou pelo número 0800.281.3555. A Portaria com as medidas foi publicada no Diário Oficial desta sexta-feira (1º/05).

O descumprimento das obrigações estabelecidas será considerado infração sanitária e pode acarretar em cancelamento de autorização para funcionamento, cancelamento do alvará de licenciamento, além de multa, conforme a Lei nº 6.437, de 20 de agosto de 1977.

As informações deverão detalhar os leitos por faixa etária e sexo, bem como as especialidades (obstétricos e destinados a receber pacientes com Síndrome Aguda Respiratória - com suspeita ou diagnóstico de Covid-19). A SES-PE poderá realizar visitas aos estabelecimentos e auditorias periódicas para atestar as informações fornecidas.

“Este é um momento de muita pressão sobre os hospitais, sejam públicos, ou privados. Por isso é de extrema importância o máximo de colaboração e o trabalho coordenado. Temos realizado diversas reuniões com o Sindicato dos Hospitais Privados do Estado de Pernambuco e já realizamos uma série de contratualizações de leitos nestes serviços. O objetivo desta Portaria é a coleta das informações sobre a ocupação dos hospitais de forma célere e qualificada com o objetivo de acompanharmos pari passu o avanço da Covid-19”, destaca o secretário André Longo.

LIDERANÇA NA TRANSPARÊNCIA - Pela quinta vez consecutiva, Pernambuco desponta na liderança em transparência na divulgação de informações sobre o enfrentamento à Covid-19, de acordo com a nova rodada da pesquisa feita semanalmente pela seccional brasileira da Open Knowledge International (OKBR) – organização não-governamental presente hoje em 66 países, com atuação nas áreas de transparência das gestões e abertura de dados públicos. Esta quinta edição reitera a eficiência do Estado na divulgação dos números, e o coloca no topo da lista, com 98 pontos, no patamar de “alto nível”.

A posição conquistada por Pernambuco se deve à absoluta transparência quanto aos índices de adoecimento, mortalidade e cura, ocupação de leitos, testagem e investimentos, bem como pela divulgação detalhada de cada ação implementada pelo Governo do Estado no combate à pandemia do novo coronavírus. Todos os dias, boletins de saúdesão liberados e ficam acessíveis à população no site www.pecontracoronavirus.pe.gov.br. Na atual rodada do levantamento, Pernambuco aparece empatado com Rondônia, que cresceu de desempenho, seguidos de Ceará e Espírito Santo.

A pesquisa da OKBR é baseada em uma série de micro dados divulgados pelos Estados sobre os casos da doença. De acordo com Fernanda Campagnucci, diretora-executiva da OKBR, porém, apenas Amapá, Ceará, Distrito Federal, Espírito Santo, Minas Gerais, Paraná, Pernambuco, Rio de Janeiro e Rondônia têm cumprido à risca a publicação. "Quanto mais detalhados e fáceis de reutilizar, maior o valor dos dados disponibilizados, e mais recompensados tornam-se os esforços empreendidos para coleta e publicação", acrescenta Camille Moura, coordenadora de e Pesquisa da OKBR.
Anterior
Próxima

Blogueiro, editor do blog Merece Destaque, apaixonado por comunicação e por fotografia, Almir Neves gosta de inovar e aceitar novos desafios.

0 Comentários: