Entidades do Polo de Confecções defendem retomada das feiras junto à Secretaria de Desenvolvimento Econômico de Pernambuco


O síndico do Moda Center Santa Cruz, José Gomes Filho, integrou o grupo de gestores que participou, ontem (11/6), de reunião com o secretário de Desenvolvimento Econômico de Pernambuco, Bruno Schwambach, para reforçar o pleito de estabelecer uma data para o retorno das feiras no Polo de Confecções. Na conversa com gestor, foi demonstrado o anseio e a necessidade da maioria dos confeccionistas de retomar o quanto antes às atividades, tomando todos os cuidados e obedecendo um protocolo sanitário e de saúde único para Santa Cruz do Capibaribe, Toritama e Caruaru.

O secretário informou que Governo de Pernambuco está finalizando o protocolo específico para a retomada das atividades dentro do cronograma do Plano de Convivência das Atividades Econômicas com a Covid-19 na região. Ele se comprometeu em levar a demanda dos confeccionistas para reunião do Comitê Estadual Socioeconômico de Enfrentamento ao Coronavírus, que está prevista para a próxima segunda-feira (15).

Participaram do encontro a secretária Executiva de Políticas de Desenvolvimento Econômico do Estado, Maíra Fischer; o presidente da Câmara Setorial Têxtil e de Confecções, Valmir Ribeiro; o síndico do Shopping Center Parque das Feiras em Toritama, Camilo Brito; o presidente da Associação Comercial e Industrial de Toritama (Acit), Luiz Viegas; o presidente da Associação Comercial e Industrial de Caruaru (Acic), Luverson Ferreira; e o presidente da Associação dos Sulanqueiros de Caruaru; Pedro Moura, entre outros representantes de entidades do Polo de Confecções. 

CAUTELA - O Governo de Pernambuco anunciou ontem (11) que 85 municípios do Agreste, das Matas Sul e Norte de Pernambuco não vão avançar na próxima segunda-feira (15/6), para a terceira etapa do Plano de Convivência com a Covid-19. As cidades das regiões de Palmares, Goiana, Caruaru - entre as quais Santa Cruz do Capibaribe - e Garanhuns não mostraram a mesma tendência de queda no número de novos casos, como o restante do estado e apresentaram um aumento na demanda por leitos de terapia intensiva. 

A determinação é que esses municípios mantenham fechados o comércio de rua e atividades como salões de beleza e estética, previstos no Plano de Convivência com a Covid-19. O secretário de Saúde de Pernambuco, André Longo, também destacou um aumento na demanda por leitos de UTI nas quatro regiões. O detalhamento sobre a decisão pode ser conferido no site: www.pecontracoronavirus.pe.gov.br.

Postar um comentário

0 Comentários