Estudo diz que corpo humano não cria resistência contra o Coronavírus

Segundo o estudo, com apenas três meses após o contágio, os anticorpos do organismo já não reconhecem mais o vírus.

Estudo aponta que o sistema imunológico do corpo humano não é capaz de criar resistência contra o SARS-CoV-2 - FOTO: DENIS CHARLET/AFP.
Um estudo divulgado pelo jornal The New York Times apontou que o sistema imunológico do corpo humano não é capaz de criar resistência contra o SARS-CoV-2, que é responsável por causar a covid-19. Segundo o estudo, com apernas três meses após o contágio, os anticorpos do organismo já não reconhecem mais o vírus, sobretudo nos casos menos graves.

A diferença desse vírus para outros é que, normalmente, quando um ser humano é infectado e se recupera de alguma doença, o sistema imunológico faz um "registro" e quando atacado novamente, faz o reconhecimento do agente causador e para combatê-lo, monta uma "barreira de proteção".

"Esses dados indicam os riscos do uso de 'passaportes de imunidade' da covid-19 e a necessidade de apoiar o prolongamento de intervenções em saúde pública, incluindo distanciamento social, higiene, isolamento de grupos de alto risco e testes em massa", disseram os pesquisadores responsáveis pelo estudo publicado também na revista Nature Medicine na última terça-feira (18).

Em entrevista concedida para a Revista Saúde Abril, o pesquisador Daniel Dourado, do Centro de Estudos e Pesquisas de Direito Sanitário da Universidade de São Paulo (Cepedisa/USP), disse que pesquisas identificaram que o corpo cria uma reação ao vírus, no entanto, não há evidências de que ela seja capaz de eliminá-lo em uma segunda tentativa de invasão ao corpo humano.

Mesmo que isto vá na contramão da pesquisa publicada pela Nature Medicine, pesquisadores fizeram análises de apenas 74 pacientes, que é um número considerado baixo. Para que os resultados sejam mais consistentes é necessário que uma pesquisa mais ampla seja realizada.

Postar um comentário

0 Comentários