Magalu

"Schumacher está lutando", diz presidente da FIA após visita a ex-piloto

Michael Schumacher e Jean Todt, chefe da Ferrari em 2004, em comemoração do título na Bélgica. Imagem: AFP PHOTO JEAN-CHRISTOPHE VERHAEGEN.

Jean Todt, atual presidente da FIA (Federação Internacional de Automobilismo) e ex-diretor esportivo da Ferrari, disse que o ex-piloto Michael Schumacher segue “lutando” para se recuperar de lesões cerebrais que sofreu em um grave acidente de esqui em dezembro de 2013.

“Eu vi Michael na última semana. Ele está lutando. Espero que o mundo possa vê-lo novamente. É nisso que ele e sua família estão trabalhando”, disse Todt em entrevista ao jornal Daily Mail, durante o Grande Prêmio da Hungria, realizado ontem.

Desde o acidente, a família não divulga o real estado de saúde nem imagens de Schumacher. Todt tem uma relação de pai e filho com ex-piloto alemão e visita ele sempre que possível.

Questionado sobre quem seria o melhor piloto de todos os tempos, Schumacher ou Lewis Hamilton, Todt disse que tal comparação era irrelevante para ele.

“Pode ser que Lewis quebre o recorde de Michael como o piloto com mais títulos da história. Todos os ingredientes estão aí para que isso aconteça pela Mercedes. Eu, honestamente, não me importo”.

“Eu amo Michael. Mas é impossível dizer quem foi o melhor de todos. Existe Juan Manuel Fangio, Kim Clark, Ayrton Senna e Michael. Você só consegue pensar em termos de quem é o melhor de certa geração”, completou.

Ontem, o britânico Lewis Hamilton conquistou sua 86ª vitória na Fórmula 1 ao ganhar o Grande Prêmio da Hungria, se aproximando ainda mais do recorde de 91 corridas vencidas por Michael Schumacher.

Fonte: uol.com.br

Postar um comentário

0 Comentários