Estamos sempre querendo ser vistos...

Imagem reprodução/Internet.

Acordamos muito preocupados com nossa própria imagem, pois não importa como estamos, mas como somos vistos...

Temos a obrigação de sorrir em todas as fotos, aparecer nas redes sociais como se fôssemos felizes, num mundo perfeito...

Não importa o que sentimos, mas que impressão estamos passando...

Como se a felicidade fosse fruto da forma como os outros nos vêem e não como somos...

É como se fôssemos uma pintura que precisa ser admirada para ter sentido e assim, sem perceber, perdemos o prazer de viver cada momento...

Conectados a um celular, estamos longe de todos os que estão perto e encenamos um sorriso falso para que aqueles que estão longe nos vejam felizes...

O tempo vai passando, não volta, e vamos nos perdendo em mergulhos fantasiosos em redes sociais, registrando momentos, não por que os vivemos, mas para que os outros vejam...

Quando saímos desses devaneios percebemos que não estamos vivendo nem sentindo, pois registramos com fotos e vídeos para sermos apenas vistos...

Um dia, não tão longe, veremos que fomos figuras tristes fotografando os próprios sorrisos forçados e que no desejo de sermos vistos por muitos sentimos muito pouco, pois...

Nunca fomos aquilo que queríamos mostrar que éramos e nem vivemos aquilo que realmente fomos...

As fotos que jogávamos nas redes sociais eram recortes passageiros de quem não compartilhava o que vivia, mas somente como queria ser visto!!!

Artigo de Clécio Dias!

Postar um comentário

0 Comentários