86,83% das pessoas confirmadas com Covid-19 em Pernambuco estão curadas

Foto: Silvio Avila/AFP.

Nesta segunda-feira (7), o boletim da Secretaria Estadual de Saúde de Pernambuco (SES-PE) apontou que 114.990 pessoas diagnosticadas com o novo coronavírus no Estado atingiram a cura clínica. Isso equivale a 86,83% do total de pacientes oficialmente notificados com a Covid-19 em Pernambuco - 132.420. Desse grupo, 15.115 foram pacientes que desenvolveram a Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) associada à doença e, por isso, necessitaram de internamento hospitalar, enquanto 99.875 apresentaram sintomas leves. 

Isso, no entanto, não deve significar relaxamento nos cuidados preventivos, uma vez que, assim como as curas, os registros de novos casos continuam a acontecer diariamente. Só nesta segunda, foram notificados 38 novos casos graves da Covid-19, além de 230 casos leves. No total, são 25.589 casos graves e 106.831 casos leves registrados desde o início da epidemia no Estado. 

Atualmente, os casos ativos, ou seja, pacientes com a doença em curso, são 9.709 - com diagnóstico laboratorial e notificação oficial. Desses, 2.753 apresentam SRAG, estando 63 em isolamento domiciliar e 2.690 internadas (2.500 em leitos de enfermaria e 190 em Unidade de Terapia Intensiva).

Nesta segunda, foram notificados ainda mais 19 óbitos em decorrência da Covid-19 com confirmação laboratorial. Com isso, o Estado passa a somar 7.721 mortes pela doença - 5,83% do total de notificações da SES-PE. Há ainda 43 óbitos com suspeita de ligação com o novo coronavírus aguardando investigação laboratorial. 

Os 19 óbitos recém-notificados são de pessoas residentes nos municípios de Araripina (1), Belo Jardim (1), Bonito (1), Camaragibe (1), Caruaru (2), Frei Miguelinho (1), Garanhuns (1), Lagoa do Ouro (1), Olinda (3), Paulista (2), Pesqueira (1), Petrolândia (1), Petrolina (1), Santa Cruz do Capibaribe (1) e Tracunhaém (1). 

Esses pacientes (10 do sexo masculino e nove do sexo feminino) tinham idades entre 40 e 93 anos - 40 a 49 (2), 50 a 59 (1), 60 a 69 (3), 70 a 79 (8), 80 anos ou mais (5). Das 19 vítimas, 14 apresentavam comorbidades confirmadas: doença cardiovascular (10), diabetes (10), hipertensão (5), imunossupressão (1), histórico de tabagismo (1), doença pulmonar (1), câncer (1), obesidade (1) e doença respiratória (1) - um paciente pode ter mais de uma comorbidade. As demais estão em investigação.

Postar um comentário

0 Comentários