Magalu

Ministério Público recomenda que fogos de artifício não sejam usados em eventos políticos, em Santa Cruz do Capibaribe


Uma reunião realizada na tarde desta terça-feira (22) entre o Ministério Público Eleitoral (MPE), Ministério Público Criminal (MPC), pré-candidatos a prefeito de Santa Cruz do Capibaribe e representantes jurídicos das coligações, os pré-candidatos foram orientados a evitarem aglomerações com mais de 100 pessoas durante os eventos políticos. Além disso foi recomendado aos pré-candidatos que não seja feita a queima de fogos de artifícios durante a pré-campanha e campanha eleitoral no município.

“Os fogos de artifícios têm causado danos terríveis e que evitemos a utilização deles, pois de fato não traz benefício algum, até porque a campanha é dar ciência as propostas políticas dos candidatos. O que representa os fogos de artifícios senão a perturbação de todos que estão nas proximidades da área em que são deflagrados?” - disse o promotor Dr. Iron Miranda.

O promotor Dr. Lúcio Malta, falou sobre divisão da cidade, caso haja eventos dos três três grupos políticos nos mesmos dias e horários. “Solicitei que seja feita uma divisão de quadrante, e que cada assessoria se reúna e traga ao Ministério as datas, para que cada agremiação partidária determine um espaço e que tenha acesso de maneira única, para que não haja nenhum tipo de conflito” – disse.

Com informações do Blog do Ney Lima

Postar um comentário

0 Comentários