Parede do Açude da Manhosa vira lixão a céu aberto, em Santa Cruz do Capibaribe


Não é de hoje que a administração pública de Santa Cruz do Capibaribe virou as costas para o Açude da Manhosa, localizado no perímetro urbano do município, entre os bairros Dona Dom e Santo Agostinho.

O reservatório consegue acumular uma grande quantidade de água que até hoje serve para a população que usa a água na construção civil, porém a administração pública do município não tem dado importância para a área da barragem, autorizando a venda de lotes sem a devida infraestrutura e as construções civis feitas no entorno, acabam levando uma grande quantidade de esgoto para dentro do açude.


Como se não bastasse, a falta de fiscalização e cuidados faz com que algumas pessoas joguem animais mortos e muito lixo nas imediações. Um verdadeiro lixão a céu aberto está se formando sobre a parede do açude sem que ninguém tome nenhuma providência. A poluição provocada pela fumaça da queima do lixo tem prejudicado pessoas que residem em bairros próximos.


A queima de lixo no local gera problemas ambientais que prejudicam a fauna e a flora, além de gerar também um problema de saúde pública, prejudicando a saúde da população.

O problema do lixo no município é crônico. O atual prefeito desativou o aterro sanitário que existia e todo lixo produzido passou a ser transportado para a cidade de Caruaru.

Do Blog Merece Destaque - Fotos: Arnaldo Vitorino

Postar um comentário

0 Comentários