Inflamações na região da garganta são comuns após o Carnaval


Passada a temporada da folia, é comum aparecerem nos centros de atendimento médico pessoas com sintomas como dor e irritação na garganta. “A aglomeração de pessoas nesse período facilita a contaminação por vírus e bactérias acarretando infecções das vias aéreas”, explica a otorrinolaringologista Ana Elizabeth, do Hospital de Olhos de Pernambuco (HOPE).

Uma dessas inflamações é a faringite, que afeta a parte superior da garganta – a faringe. Dor para engolir e falar, vermelhidão e coceira são alguns dos sintomas. O tratamento, prescrito por um médico, comumente associa analgésico e antitérmico. “No entanto, se a infecção for bacteriana, é necessário prescrever antibiótico. Por isso a avaliação especializada é importante, para tratar adequadamente a causa”, reforça. Outra inflamação é a amigdalite, que provoca sintomas semelhantes ao da faringite dor de garganta , febre e indisposição, além de sintomas como vermelhidão e dificuldade para engolir. “O tratamento também é definido pela causa, se é viral ou bacteriana”, completa a médica. E ambas podem cursar com placas na garganta.

Já a laringite, vem acompanhada de rouquidão ( disfonia ) e tosse seca. “Além do tratamento inicial, é necessária uma reavaliação médica caso a rouquidão persista por mais de duas semanas, sobretudo se o paciente fumar ou beber frequentemente, para prevenir o câncer de laringe”, orienta.

Cuidados – Para evitar o agravamento das inflamações é recomendado reforçar a ingestão de água, se alimentar bem, não se automedicar e repouso. Outra precaução é evitar respirar pela boca. “Além de ressecar a mucosa, essa atitude facilita o alojamento de bactérias”, explica a otorrinolaringologista Ana Elizabeth.

Postar um comentário

0 Comentários