Magalu

Às vésperas do Dia Mundial da Saúde Bucal, dentista do SESI Odonto dá dicas de prevenção


Instituído em 2007 pela Federação Dentária Internacional (FDI), o Dia Mundial da Saúde Bucal é comemorado no próximo sábado (20), com o objetivo de conscientizar a população sobre como manter o sorriso saudável é essencial e contribui para a qualidade de vida, o bem-estar, a autoestima e a capacidade de realizar diversas atividades. Os cuidados diários preventivos, tais como uma boa escovação e o uso diário do fio dental, ajudam a evitar doenças bucais e que os problemas dentários se tornem graves.

A dentista do SESI Odonto Ana Paula Mendes conta que existem algumas medidas simples que cada um de nós pode adotar para conservar a saúde dos dentes e diminuir as chances de desenvolver cárie, gengivite e demais problemas bucais. “Manter uma boa rotina de higiene bucal é de extrema importância. O ideal é primeiro usar o fio dental para tirar a sujeira entre os dentes e criar espaços para que as cerdas da escova penetrem melhor, depois realizar a escovação com creme dental que contenha flúor e finalizar com enxaguante bucal de preferência sem álcool em sua composição a fim de evitar o ressecamento da mucosa oral e a alteração do paladar. Também não podemos esquecer da higienização da língua. A dica é usar raspadores linguais que são instrumentos específicos para essa região e fáceis de ser encontrados em farmácias e supermercados. Fazendo tudo isso, a pessoa estará protegida e com o sorriso em dia”, disse.

Segundo dados da FDI, 90% da população terá alguma doença bucal ao longo da vida. Por ser a porta de entrada para bactérias e outros microrganismos prejudiciais à saúde, a boca traz consequências para todo o corpo. E é por isso que os problemas bucais podem comprometer a saúde como um todo e estão ligados a doenças cardiovasculares e estomacais. Um exemplo disso é que as bactérias podem se espalhar pela corrente sanguínea e gerar diversas complicações ao paciente, impedindo que ele coma, sorria ou fale.

Para evitar esses transtornos, a dentista recomenda não deixar o fio dental esquecido na gaveta e passá-lo suavemente entre todos os dentes, friccionando de baixo para cima. “O uso correto do fio dental garante a eliminação dos restos de comidas que ficam entre os dentes e que podem causar cárie, placa bacteriana e mau hálito. A má higiene oral pode também desenvolver doenças periodontais e causar até a destruição e a perda do dente”, comentou.

Outro cuidado necessário é adotar uma alimentação balanceada e ficar atento aos alimentos ingeridos, porque os que contêm açúcar e amido favorecem o aparecimento das cáries. “Alimentos açucarados e bebidas ácidas, como refrigerantes e sucos industrializados, alteram o PH bucal e propiciam o surgimento das cáries. Também é importante moderar na ingestão de bebidas alcoólicas e evitar o fumo”, pontuou Ana Paula.

Além de tudo isso, a dentista do SESI Odonto recomenda fazer um check-up odontológico com frequência. “O indicado é ir ao dentista a cada seis meses para fazer a profilaxia, a famosa limpeza nos dentes. Com os dentes e as gengivas sadias, o paciente poderá mastigar sem dores e ter dentes claros e saudáveis, assim como mais bem-estar, confiança e qualidade de vida”, explicou.

Postar um comentário

0 Comentários