Hilux capota e mais duas pessoas perdem a vida em acidente na PE-160

Nenhum comentário:

Na madrugada desta quarta-feira (23), por volta das 2h, mais um grave acidente na PE-160 tirou a vida de duas pessoas.

Segundo informações, Elio Santos da Silva, de 29 anos e Jatanael Monteiro da Silva de 21, estavam em uma Hilux, de cor preta e placas EEY 7240 trafegando entre o Distrito de Pão de Açúcar e a cidade de Santa Cruz do Capibaribe quando, ao tentar desviar de buracos na pista, o motorista perdeu o controle e colidiu em um ônibus de placas EDZ 7068 que vinha na faixa contrária. Em seguida a Hilux capotou.

Elio, que dirigia a Hilux, morreu no local do acidente e a segunda vítima foi socorrida pelo SAMU mas morreu no hospital. Ambos residiam na cidade de Toritama, 

Os corpos das vítimas foram conduzidos para o IML da cidade de Caruaru.

Foto: Alberes Xavier

PÁSCOA: Escola Dinâmica entregou donativos para instituições carentes de Santa Cruz do Capibaribe

Nenhum comentário:

A Escola Dinâmica realizou desde o início do mês de abril a campanha "A verdadeira Páscoa tem sabor de solidariedade". Durante o período da campanha, a escola arrecadou alimentos, brinquedos e roupas para serem doadas a algumas instituições carentes de Santa Cruz do Capibaribe.

Na última quarta-feira, dia 16 de abril, a Escola Dinâmica realizou a entrega dos donativos. Uma equipe de alunos acompanhada por membros da secretaria da escola visitou a creche Olavo Bilac e ao Lar do Idoso Irmã Dulce, instituições selecionadas para receberem as doações adquiridas pela campanha.

O gesto de solidariedade foi um sucesso, a campanha foi parte integrante das comemorações da Páscoa na escola. A iniciativa contou com a participação de alunos, professores e pais da escola, que irmanados conseguiram arrecadar uma grande quantidade de donativos.

Durante a entrega, a equipe da escola pôde conhecer as principais dificuldades enfrentadas pelas instituições, uma triste realidade existente por esse imenso país à fora. Na ocasião, os alunos estavam muito felizes ao entregarem os brinquedos e roupinhas a creche Olavo Bilac, localizada no bairro da Cohab, e que atende uma quantidade de quase cem crianças, segundo a senhora Dona Dezinha, uma das responsáveis pela creche.

Já no Lar do Idoso Irmã Dulce, a emoção tomou conta da equipe Dinâmica ao visitar as acomodações dos idosos e conferir de perto a situação complicada de muitos deles. Além de roupas e alimentos, a equipe levou muito carinho e atenção para os idosos. Um momento que deixou fortes imagens marcadas na mente e no coração dos alunos e fez todos refletirem sobre a importância da solidariedade tanto para quem pratica como quem recebe.

O Lar do Idoso Irmã Dulce fica localizado no Sítio Barrinha em Santa Cruz do Capibaribe. A instituição merece mais atenção da sociedade, dos governantes e de órgãos públicos para que possa oferecer uma melhor estrutura aos mais de quarenta idosos residentes no local.

Ações como essas são de extrema importância para a sociedade como um todo, pois proporcionam momentos que colaboram para a construção da verdadeira cidadania.

Informações da Assessoria

Ator global Juliano Cazarré ironiza camisa comprada no Moda Center e tenta consertar após reação negativa

Nenhum comentário:
O ator global Juliano Cazarré, que atuou na novela “Amor à Vida”, publicou uma mensagem em uma rede social, nesta terça-feira (22), ironizando sobre uma camisa comprada no Moda Center Santa Cruz, em Santa Cruz do Capibaribe.

O ator teria comprado a camisa por R$ 8,00 e usou hashtags com termos como: “lavô cabô”, “não paga nem a linha”, “fique longe do fogo” e “inflamável”.

Após ser criticado por usuários da rede social, o ator voltou atrás e mudou a postagem afirmando que estava feliz com a nova camisa e espera que ela dure muito.

Confira as postagens:

 Primeira postagem

Postagem após reação popular

Alguns comentários sobre o ocorrido

Do Blog do Ney Lima
Nenhum comentário:

Palestras marcam a Semana do Contabilista 2014 na FADIRE

Nenhum comentário:
Teve início na noite desta terça-feira o ciclo de palestras que marcarão as comemorações da semana do contabilista 2014 da Faculdade de Desenvolvimento e Integração Regional - FADIRE de Santa Cruz do Capibaribe.

O Dia do Contabilista é comemorado no dia 25 de Abril.

Tivemos na primeira noite a palestra com o tema: Por que as pessoas se demitem ou são demitidas? O palestrante foi o especialista em Gestão de Serviços e graduado em Gestão de Pessoas, Expedito Tavares Nonato.

Cerca de 120 estudantes do curso de Ciências Contábeis da FADIRE assistiram a primeira palestra.

O professor e coordenador do curso de Ciências Contábeis da FADIRE, Teófilo Soares enfatizou o compromisso da instituição em oferecer cada vez mais condições para que o estudante saia realmente capacitado para ser um grande profissional.

O estudante do sétimo período de Ciências Contábeis, Gustavo Nascimento, falou da importância do esforço por parte do estudante em busca do aprendizado e sobre sua recente aprovação no exame de suficiência do Conselho Regional de Contabilidade. Gustavo, assim como outros estudantes da FADIRE foram aprovados no exame de suficiência ainda cursando o  sétimo período.

Nesta quarta-feira a programação da semana do contabilista terá continuidade com mais palestras no auditório da FADIRE a partir das 19h30.

Taça da Copa do Mundo 2014 já está no Brasil e viajará por 27 cidades brasileiras

Nenhum comentário:
Após passar por 89 países ao longo de mais de 220 dias e rodar mais de 150 mil quilômetros, o Tour do Troféu da Copa do Mundo da FIFA chegou ao Brasil nesta terça-feira (22/04). A primeira parada é o Rio de Janeiro, onde a taça ficará até o dia 25 de abril. O capitão do tricampeonato, Carlos Alberto Torres, fará a apresentação à imprensa no Rio de Janeiro.

O troféu fará uma viagem por 27 cidades ao longo de seis semanas. O ponto final será em São Paulo, cidade-sede do jogo de abertura da Copa.

Confira as cidades brasileiras por onde o troféu passará:

22 a 25 de abril - Rio de Janeiro
26 e 27 de abril - Porto Alegre
28 e 29 de abril - Belo Horizonte
30 de abril e 1 de maio - Salvador
2 de maio - Cuiabá
3 de maio - Curitiba
4 de maio - Florianópolis
6 de maio - Campo Grande
7 de maio - Goiânia
8 de maio - Vitória
9 de maio - Aracaju
10 de maio - Maceió
11 de maio - João Pessoa
13 de maio - São Luis 
14 de maio - Palmas
15 de maio - Macapá
16 de maio - Boa Vista
17 de maio - Rio Branco
18 de maio - Porto Velho
19 de maio - Manaus
20 de maio - Belém
21 de maio - Teresina
22 de maio - Natal
23 e 24 de maio - Recife
25 e 26 de maio - Fortaleza
27 e 28 de maio - Brasília
29 de maio a 1 de junho - São Paulo

Regime Próprio de Previdência Municipal: vantagens e desvantagens

Nenhum comentário:
Com a imposição clara do governo municipal de Santa Cruz do Capibaribe de um regime de previdência própria municipal contra a vontade dos servidores, o Blog traz, a pedidos de vários servidores e representantes de classes, algumas informações sobre o tema.

Quando um município quer adotar o regime próprio de previdência social (RPPS) ou previdência municipal, que na verdade é sair do INSS, que gere o regime geral de previdência social (RGPS), os respectivos gestores tentam convencer, a todo custo, os servidores das inúmeras vantagens do regime próprio de previdência.

SE HÁ TANTAS VANTAGENS, UMA VEZ CRIADO O RPPS, ELAS SE CONCRETIZAM? E O QUE PODE SER CONSTATADO EM MUNICÍPIOS E ESTADOS QUE ADOTARAM OS RPPS HÁ MAIS TEMPO?

Em toda argumentação de municípios e estados, ao buscar mudar do regime geral para o regime próprio, não existem desvantagens. SÓ GANHOS! O CAMINHO PARA O PARAÍSO SONHADO POR TODOS E PARA TODOS. SERÁ?

Importante destacar a diferença que costuma existir no Brasil, entre a intenção contida na Constituição Federal e demais leis e a realidade sociológica, que é bem diferente, Bastando dar como exemplo o direito ao salário mínimo e a igualdade entre homens e mulheres, que são previsões perfeitas na norma, mas completamente inexistentes, quando não opostas, na realidade social.

Tanto o regime geral, quanto o regime próprio, como também o regime complementar de previdência, terão vantagens e desvantagens. Importante afastar-se de qualquer nuance partidária ou ideológica, cingir-se, quanto ao Regime Próprio de Previdência Social (RPPS), às suas vantagens e desvantagens. Tudo a partir da realidade constatada, fruto de uma cultura política no país onde prevalece interesses de grupos políticos sobre os interesses públicos, o clientelismo, o patrimonialismo, a falta de transparência no setor público, bem como a pouca seriedade e compromisso da maioria dos políticos com a coisa pública e os direitos humanos fundamentais.

O que se constata na realidade dos regimes próprios de previdência que difere da intenção do contido na norma e nos argumentos que estados e municípios utilizam para mudança de regime? Eis então, item a item:

Melhor qualidade de atendimento para o servidor- não é verdade, sobretudo o Estado do Ceará, onde dos 184 Municípios cearenses, 54 deles, os maiores, adotaram o regime próprio. Os municípios contratam pessoas desqualificadas, que pouco sabem informar sobre o tema, como também não são treinadas para o bom atendimento.

Mais facilidade de diálogo- totalmente inexistente. Na medida em cada Município ou Estado entende o regime próprio como patrimônio do ente público, como um departamento da prefeitura, seus dirigentes, cargos de confiança do prefeito, o servidor não tem conhecimento do que seja regime próprio e o movimento sindical dá prioridade às lutas dos servidores da ativa. NÃO HÁ DIÁLOGO, nem quando vão criar o RPPS. O Poder Executivo decide, o Poder Legislativo obedece e aprova. O Servidor é apenas um detalhe. Até mesmo o seu direito à participação, garantido pela Constituição e por Lei Federal são violados. A VIOLAÇÃO COMEÇA NO PROCESSO DE ADOÇÃO DO NOVO REGIME, ISTO É, JÁ COMEÇA MAL, EXATAMENTE PELA FALTA DE DIÁLOGO.

Maior valor do benefício, verdade em parte, porque grande parte dos servidores públicos municipais recebem abaixo do salário mínimo e a maioria são assalariados. Tal vantagem é para poucos - médicos, dentistas, professores... Servidores que têm formação em nível superior e ganham bem mais. Assalariado não sofre os efeitos do fator previdenciário. Bom lembrar ainda que com as mudanças, via recentes emendas constitucionais, o cálculo do benefício previdenciário, mesmo no regime próprio, passou a ser pela média salarial a partir de julho de 1994. O maior valor do benefício não é assim tão grande e a tendência é de perda com redução de direitos, mesmo no campo dos valores, pois o que é comum, sobretudo nos municípios, é o não envio do projeto de lei anual para correção das aposentadorias ou mesmo do salário família.PREFEITOS E GOVERNADORES FAZEM O QUE QUEREM!

Não é limitado ao teto do INSS - Todavia poucos ganham acima do teto, uma minoria, que talvez não chegue a 10% do total dos servidores de um Município (exceção: médicos, advogados, enfermeiros, contadores, etc.). Ainda assim, com as recentes mudanças nas regras do regime próprio, pensionistas e aposentados, tiveram reduzidos valores dos benefícios, que são calculados pela média desde julho de 1994. Poucos se enquadram no direito de aposentar-se com integralidade e paridade, mesmo assim tendo que cumprir sérios requisitos, sendo categoria em extinção e que antes das emendas constitucionais nº 20/9841/2003 e47/2005, caminhavam para o direito adquirido.

Carteira de investimento - Não sei qual é a vantagem nem para o servidor, nem para o ente, seja Estado, seja Município. Até porque em se tratando dos 54 municípios cearenses, incluindo a Capital Fortaleza, 51 são deficitários, com pouco dinheiro para aplicar a curto prazo e inviáveis a médio e longa prazo. Bastando analisar a tabela abaixo, elaborada a partir de demonstrativos atuariais acessíveis no site do Ministério da Previdência: 

Acesso mais rápido às informações - sobretudo a garantia do acesso do servidor à ficha financeira individual, onde pode ter acesso aos extratos dos repasses não apenas do servidor, mas do ente público. Tal direito previsto na Lei Federal nº 9717/98. Os municípios não cumprem a exigência da lei, o servidor não sabe que tem tal direito. Uma vantagem que se circunscreve ao campo da intenção. Há municípios que alegam que sequer têm as fichas financeiras, sobretudo os mais antigos, que chegam a dizer que prefeitos anteriores deram sumiço a todos os documentos.

Não utiliza fator previdenciário - Vantagem que só beneficia alguns poucos, pois a maioria dos servidores públicos, sobretudo os municipais, ganha bem abaixo do salário mínimo e se não fosse a previsão constitucional que o benefício previdenciário não pode ser inferior ao salário mínimo, calculando-se os proventos pela média, desde 1994, bastaria esse fato para levar a maior parte a receber proventos abaixo do mínimo. Até porque a valorização do salário mínimo ocorreu nos últimos 08 anos, quando a média para cálculo recua a 1994, período em que o mínimo estava profundamente desvalorizado e defasado.

Maior segurança - no campo da intenção. Pois a própria tabela acima, que demonstra que a maioria quase absoluta dos regimes próprios de previdência dos municípios cearenses é deficitária. O déficit indica que tais regimes são inviáveis a médio e longo prazo. Que segurança pode existir naquilo que é inviável? CREIO QUE A MESMA REALIDADE DO CEARÁ SE REPETE NO RESTANTE DO BRASIL.

Melhor sistema de previdência - Na verdade melhor seria o regime administrado com maior seriedade. Nesse sentido, os regimes próprios, por não serem seguros, apesar de oferecerem mais vantagens no campo da intenção para os servidores públicos, acabam perdendo para o regime geral de previdência, que é mais seguro, vez que nunca faltará dinheiro, pois a União tem a chave da casa da moeda. Já os Estados e Municípios da Federação, em grande parte, governados por quem tem a chave da porta da corrupção!

Órgão gestor ligado ao ente federativo sem custas - No Estado do Ceará isso é um problema. Pois há prefeitos que nomeiam parentes sem qualquer condição técnica de gerir o fundo de previdência. Sem condições de gerenciar até uma simples bodega de esquina de distrito do sertão, que só vende cachaça e onde a geladeira é um pé de pote! Quando criam a autarquia para administrar o regime próprio não é gratuito, existe a autorização legal de utilizar até 2% da folha dos ativos, inativos e pensionistas, do ano anterior, para custeio das despesas. NO REGIME GERAL O SERVIDOR FILAIDO NADA PAGA, QUEM GERE É O INSS, UMA AUTARQUIA FEDERAL. Se há crime contra o INSS, quem fiscaliza é a Polícia Federal, já no regime próprio é a Polícia Civil, o mesmo se repetindo quanto ao Ministério Público e Poder Judiciário. O que envolve a INSS sempre um órgão federal, envolvendo RPPS de Estado ou Município, órgãos estaduais.

Gestão própria dos recursos - que a tabela acima, onde restam claros déficits como regra, de forma profundissimamente incompetente. Competência não é sinônimo de gestão própria. Pelo contrário, nesse ponto está a maior insegurança nos RPPS no Brasil. Aqui está o calcanhar de Aquiles.

Economia de até 11% da folha de pagamento– TAL ECONOMIA É PARA O MUNICÍPIO OU ESTADO, QUE RECOLHE 21% COMO FORMA PATRONAL E ADOTAREM O REGIME PRÓPRIO. Ninguém diz que a maioria dos servidores, por serem assalariados, pagava a alíquota mínima para o regime geral de 8% e, de repente, passam a pagar 11%, mesma alíquota paga pelos servidores que ganham até 10 vezes mais no âmbito Federal. Por fim, os demonstrativos atuarias acessíveis no site do Ministério da Previdência, deixam claro que quanto menos paga o ente federativo de alíquota, que pode ser o dobro do valor pago pelo servidor, maior é mais rápido é o déficit. Logo economia da folha inicialmente representa despesas para administrações futuras e insegurança para o servidor.

Compensação previdenciária não é vantagem, é apenas devolução do que foi passado do servidor para o regime geral. Todavia, do mesmo jeito que há compensação para o regime próprio há para o regime geral, que diz respeito a servidor que mudou para outro Município que não adota o regime próprio ou mesmo para a iniciativa privada. A compensação é via de mão dupla, não beneficia apenas o regime próprio. Sendo importante lembrar que tal valor só é repassado quando o servidor se aposenta. Que a averbação do tempo de contribuição tanto ocorre do servidor que migrou do regime geral para o regime próprio, como do servidor que passou do regime próprio para o regime geral.

Leis próprias regendo o regime de previdência- mas sem dissociar-se dos princípios contidos em leis federais, na Constituição Federal. Autonomia relativa, que tem sido usada mais para aprovar parcelamentos da parte patronal referentes a contínuos déficits, fruto da apropriação indébita, do não repasse da parte patronal ou da apropriação indébita (eles não resistem ao dinheiro). São Tântalos que podem alcançar sempre a água e a comida... Não tem favorecido a boa administração da coisa pública, mas o mau uso das verbas previdenciárias, a possibilidade das câmaras municipais legislarem e omitirem-se na fiscalização...

Participação dos segurados na gestão- Tal ponto significa pouco avanço. Sequer permitem a participação quando vão mudar do regime geral para o regime próprio. Embora a Constituição declare tal direito do servidor em seu artigo 10 e 194, § único, VII, bem como a Lei Federal nº 9.717, em seu artigo 1º, inciso VI, além de previsão em resoluções e portarias do Ministério da Previdência. Sequer o segurado tem acesso à sua ficha financeira individual contábil ou as avaliações atuarias. Quanto a participar do Conselho de Administração e do Conselho Fiscal do RPPS, pouco representa. Pois os representantes da categoria, de fato, são minoria, o servidor conselheiro pouco conhece do tema que é muito técnico. Por outro lado os conselheiros, mais que simples representantes da categoria, deveriam ser canais, para manter estreito contato com todos os servidores, de forma que sua participação e decisões no conselho espelhassem realmente a vontade da categoria. Poderá ser interessante com a correção das deficiências, UM DIA, NO FUTURO! COM A PALAVRA O MOVIMENTO SINDICAL.

Acompanhamento dos recursos através da fichas contábeis individualizadas – A maioria das entidades gestoras do regime próprio de previdência nos municípios cearenses, sequer tomou tais providências. Não há transparência. Acessibilidade aos dados comprometida. Não disponibilizam na internet, a maioria dos RPPS não tem sites, os poucos que têm, pouquíssima informação disponibilizam. HÁ TOTAL FALTA DE TRANSPARÊNCIA NOS RPPS.

Prestação de contas bimestral - não basta ser um fato em si mesmo. Deveria ocorrer em audiência pública, na Câmara Municipal ou Assembléia Legislativa, com ampla explicação e debate, com a presença de toda a categoria dos segurados e seus representantes legais. Na realidade tal prestação de contas ocorre em total segredo e sem publicidade. DEVERIA HAVER PRESTAÇÃO DE CONTAS, DIAGNÓSTICO DOS PROBLEMAS, SOLUÇÕES APROVADAS POR TODOS E METAS A SEREM EFETIVADAS DEVIDAMENTE ACOMPANHADAS MÊS A MÊS.

Contas prestadas a tribunais de contas estaduais ou municipais - que nada fiscalizam in loco, que emperram a concessão de benefícios que deveriam homologar. Fiscalização sem qualquer eficácia, o mesmo podendo-se dizer quanto à fiscalização por parte do Ministério da Previdência. PURA FICÇÃO!

Proximidade do segurado com entidade gestora - que é a mesma com a Administração do Município. Marginalização. A diferença é que a humilhação e o assédio moral passam a ser locais. Não se traduz em participação eficaz, tampouco em transparência, ou mesmo qualquer vantagem. Por fim, o acompanhamento dos investimentos, o que não significa nada. ATÉ PORQUE SÓ PODE HAVER INVESTIMENTO QUANDO HÁ SUPERÁVIT. A REALIDADE É QUE A MAIORIA DOS RPPS É DEFICITÁRIA.

C O N C L U S Ã O

Percebe-se que há grande distância entre o previsto na Lei Federal nº9717/98, a Constituição Federal e, portarias e resoluções do Ministério da Previdência e a realidade, que envolve os regimes próprios de previdência social. Tudo porque entre um extremo e outro há requisitos que têm a ver com a cultura política brasileira. Não se podendo esquecer que o Brasil está entre os países mais corruptos do mundo, que o Poder Executivo está alicerçado numa cultura política do mais arraigado clientelismo, que o Poder Legislativo não tem autonomia, quase um departamento do Poder Executivo, e que o Poder Judiciário, nos últimos dias foi citado em toda a imprensa brasileira, devido à entrevista da corregedora geral do Conselho Nacional de Justiça, que acusou de existirem bandidos de toga. Entre a intenção da lei, o objetivo de qualquer política pública, as previsões da Constituição Federal e restante do ordenamento jurídico nacional e internacional estão os citados poderes, que tem governantes, seres humanos, nem sempre compromissados com a coisa pública.

Os mesmos desmandos que prejudicam os regimes próprios de previdência também prejudicam o regime geral, o que deixa claro que não existe este ou aquele regime melhor que o outro. Bom mesmo é quando qualquer política pública ou qualquer regime de previdência seja administrado com seriedade, de acordo com os fundamentos da República, com os bons princípios da Administração Pública contidos no artigo 37, da Lei Maior. Segurança, credibilidade, transparência, ética, participação são fundamentais. Por fim, seja qual for o regime adotado por ente da federação, que ouçam os servidores, futuros segurados, para terem acesso aos prós e contras de qualquer regime. Com certeza chegar-se-á à melhor escolha. Eis a conclusão final. O MELHOR REGIME SERÁ AQUELE PRODUTO DA ESCOLHA PELO SERVIDOR BEM INFORMADO, MAS TÃO INFORMADO QUE ENTENDA CADA VANTAGEM E DESVANTAGEM DE CADA REGIME, SEJA O REGIME PRÓPRIO OU O GERAL, BEM COMO POSSA COMPREENDER COMO FUNCIONA OU FUNCIONARIA CADA REGIME NO SEU CONTEXTO POLÍTICO, SOCIAL, ECONÔMICO E CULTURAL LOCAL. Fora disso, o resto é falácia. 

DIREÇÃO DA PESQUISA: Dr. Valdecy Alves
PESQUISADORA: Ilíada Karnak Dantas Alves

22 de Abril dia do Descobrimento do Brasil

Nenhum comentário:
Em 22 de abril de 1500 chegava ao Brasil 13 caravelas portuguesas lideradas por Pedro Álvares Cabral. A primeira vista, eles acreditavam tratar-se de um grande monte, e chamaram-no de Monte Pascoal. No dia 26 de abril, foi celebrada a primeira missa no Brasil.

Após deixarem o local em direção à Índia, Cabral, na incerteza se a terra descoberta tratava-se de um continente ou de uma grande ilha, alterou o nome para Ilha de Vera Cruz. Após exploração realizada por outras expedições portuguesas, foi descoberto tratar-se realmente de um continente, e novamente o nome foi alterado. A nova terra passou a ser chamada de Terra de Santa Cruz. Somente depois da descoberta do pau-brasil, ocorrida no ano de 1511, nosso país passou a ser chamado pelo nome que conhecemos hoje: Brasil. 

A descoberta do Brasil ocorreu no período das grandes navegações, quando Portugal e Espanha exploravam o oceano em busca de novas terras. Poucos anos antes da descoberta do Brasil, em 1492, Cristóvão Colombo, navegando pela Espanha, chegou a América, fato que ampliou as expectativas dos exploradores. Diante do fato de ambos terem as mesmas ambições e com objetivo de evitar guerras pela posse das terras, Portugal e Espanha assinaram o Tratado de Tordesilhas, em 1494. De acordo com este acordo, Portugal ficou com as terras recém descobertas que estavam a leste da linha imaginária (370 léguas a oeste das ilhas de Cabo Verde), enquanto a Espanha ficou com as terras a oeste desta linha. 

Mesmo com a descoberta das terras brasileiras, Portugal continuava empenhado no comércio com as Índias, pois as especiarias que os portugueses encontravam lá eram de grande valia para sua comercialização na Europa. As especiarias comercializadas eram: cravo, pimenta, canela, noz moscada, gengibre, porcelanas orientais, seda, etc. Enquanto realizava este lucrativo comércio, Portugal realizava no Brasil o extrativismo do pau-brasil, explorando da Mata Atlântica toneladas da valiosa madeira, cuja tinta vermelha era comercializada na Europa. Neste caso foi utilizado o escambo, ou seja, os indígenas recebiam dos portugueses algumas bugigangas (apitos, espelhos e chocalhos) e davam em troca o trabalho no corte e carregamento das toras de madeira até as caravelas. 

Foi somente a partir de 1530, com a expedição organizada por Martin Afonso de Souza, que a coroa portuguesa começou a interessar-se pela colonização da nova terra. Isso ocorreu, pois havia um grande receio dos portugueses em perderem as novas terras para invasores que haviam ficado de fora do tratado de Tordesilhas, como, por exemplo, franceses, holandeses e ingleses. Navegadores e piratas destes povos, estavam praticando a retirada ilegal de madeira de nossas matas. A colonização seria uma das formas de ocupar e proteger o território. Para tanto, os portugueses começaram a fazer experiências com o plantio da cana-de-açúcar, visando um promissor comércio desta mercadoria na Europa.

Jovem de 16 anos foi assassinado próximo ao Açude da Manhosa em Santa Cruz do Capibaribe

Nenhum comentário:

Mais um homicídio aconteceu em Santa Cruz do Capibaribe. O crime ocorreu na manhã desta terça-feira (22), em um matagal próximo ao Açude da Manhosa em Santa Cruz do Capibaribe, Agreste de Pernambuco.

Um jovem identificado como Paulo Sérgio da Silva, 16 anos, foi assassinado a tiros. A vítima era filho do popular conhecido como "Cabelo de Ouro".

Do Blog Merece Destaque
Fotos: Almir das Neves

Torneio poliesportivo em prol do Lar dos Idosos Irmã Dulce

Nenhum comentário:

Armando tem apoio de vice-prefeito pedetista de Taquaritinga do Norte

Nenhum comentário:
Dois vereadores do PSB e outro do PTB no município também declararam apoio a Armando

O senador Armando Monteiro recebeu nesta quinta-feira (17) o vice-prefeito de Taquaritinga do Norte, Ivanildo Bezerra (LERO), do PDT, e mais um grupo de três vereadores, dois deles do PSB, Geovane e Luquinhas da Saúde, e um do PTB, o vereador Batata. Eles estiveram com Armando para garantir o apoio à sua pré-candidatura ao Governo de Pernambuco.

O vice-prefeito disse que Armando é hoje o nome que melhor corresponde aos anseios da população de Pernambuco e, especificamente, do Agreste. “Armando tem visão de desenvolvimento e é a pessoa que tem defendido a causa do pequeno empresário. Nós do Agreste, que temos o comércio e o setor de confecções como principal atividade econômica, reconhecemos isto e não poderíamos deixar de apoiar este projeto”, afirmou, lembrando do trabalho de Armando em defesa da redução de impostos para micro e pequenas empresas.

Fonte: www.filadelfiafm.net
Nenhum comentário:

Vacinação contra gripe começa na próxima terça-feira em Santa Cruz do Capibaribe

Nenhum comentário:
Seguindo o calendário nacional, a Secretaria Municipal de Saúde de Santa Cruz do Capibaribe, dará início na próxima terça-feira (22), nos seus 18 PSF’s e na Policlínica Valter Aragão, a aplicação das dosagens da Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza (Gripe) de 2014.

A campanha com duração de 22 de abril a 09 de maio ou assim que atingir a meta, terá seu dia D, Dia Nacional de Vacinação, no sábado, 26 de abril, no qual as pessoas serão vacinadas das 8h às 16h, em todos os locais de vacinação da campanha (PSF’s e Policlínica Valter Aragão).

Nesta edição, além de indivíduos a partir dos 60 anos (principais alvos da imunização), serão vacinados os trabalhadores de saúde, gestantes, puérperas (mulheres com até 40 dias pós-parto), e haverá um acréscimo de faixa etária, crianças serão vacinadas a partir dos 6 meses e abaixo de 5 anos.

A Coordenadora Municipal de Imunização, Fabrícia Neves, pede que as mães procurem vacinar seus filhos o mais rápido possível. “É muito importante que as mamães iniciem a vacinação das suas crianças o mais rápido possível, pois irão deixá-las imunes contra a gripe em uma campanha que se expandiu e além de imunizar os idosos, também deixará as crianças protegidas”, enfatizou.

Informações da Assessoria.

Narrador esportivo Luciano do Valle morreu aos 66 anos

Nenhum comentário:
O narrador esportivo Luciano do Valle, de 66 anos, morreu na tarde deste sábado (19) em Uberlândia, depois de passar mal e ser internado em um hospital particular da cidade. Ele saiu de São Paulo (SP) e foi socorrido ainda no aeroporto do município mineiro, pelo Corpo de Bombeiros. A morte do narrador foi confirmada pela Band, emissora para a qual ele prestava serviços.

O narrador chegava a Uberlândia para cobrir o jogo entre Atlético-MG e Corinthians, que acontece neste domingo (20) no Estádio Parque do Sabiá, pela 1ª rodada do Campeonato Brasileiro (Brasileirão).

Segundo assessoria da Infraero, Luciano do Valle estava no voo da TAM (3244), de Congonhas-Uberlândia. Ele passou mal ainda no avião, que pousou às 14h30 na cidade. A Infraero disponibilizou um desfibrilador e bombeiros do aeroporto, que o conduziu até o hospital. Um médico cardiologista de Uberlândia, que estava no voo, auxiliou nos primeiros socorros.

De acordo com assessoria de imprensa do Hospital Santa Genoveva, o narrador deu entrada às 15h10 com parada respiratória e foi direto para Unidade de Terapia Intensiva (UTI). O óbito foi confirmado às 16h15 .

O jornalista da TV Globo Marco Aurelio Souza estava no mesmo voo do narrador e contou ao GloboEsporte.com o que se passou no avião. "Ele não se sentiu bem durante o voo. Não teve nenhum rebuliço no avião. Ele só comunicou à comissária que não se sentia bem e pediu que, quando o avião descesse, chamassem um médico. Estava na primeira fileira. Todos os passageiros saíram, mas ele permaneceu. Quando eu saía, o comandante já tinha saído da cabine e conversava com ele indicando que tinha chamado um médico. A gente ficaria no mesmo hotel. Quem me relatava as coisas era o Fernando Fernandes, da Band. O Luciano já foi muito mal para o hospital. Meia hora depois, o Fernando me ligou para dizer que ele tinha morrido de um problema do coração", relatou o jornalista.

No início da noite, o corpo foi levado para o Instituto Médico Legal (IML) de Uberlândia e segundo o diretor geral da Bandeirantes Triângulo, Ricardo Cunha Soares, será transportado para São Paulo entre 21h ou 21h30. A família do narrador deve chegar a Uberlândia no voo das 19h30. “Não se sabe o motivo ainda, por isso a necropsia será importante. Ele veio cobrir o jogo e estava tudo norma, mas infelizmente foi uma surpresa que pega todos do grupo Bandeirantes. Ele estava com o Fernando Fernandes, o produtor e toda equipe”, disse o diretor

Histórico Luciano do Valle

Luciano do Valle Queiroz era natural de Campinas e trabalhava atualmente na TV Bandeirantes. Ele foi narrador esportivo da TV Globo por onze anos. Era considerado um dos principais profissionais da imprensa do país, transmitindo Fórmula 1, Fórmula Indy Olimpíadas, Copa do Mundo, e também apresentador do tradicional Globo Esporte.

Segundo depoimento de Luciano do Valle ao "Memória Globo", ele nasceu em de julho de 1947. Seu pai, Rubens do Valle, trabalhava como comerciante, e sua mãe, Tereza de Jesus Leme do Valle, era professora. Começou sua carreira profissional aos 16 anos, como locutor na Rádio Educadora, ao lado do radialista Lombardi Netto. Pouco tempo depois, já fazia narração de futebol para a Rádio Brasil de Campinas. Convidado pelo locutor esportivo Pedro Luís Paoliello, mudou-se para a capital paulista e foi trabalhar na Gazeta. Em 1968, foi para a antiga Rádio Nacional de São Paulo, tomando parte na equipe de esportes da emissora. Na época, fazia a narração de diversas modalidades, como vôlei e basquete. Em 1970, pela Rádio Nacional, participou da cobertura da conquista do tricampeonato mundial de futebol na Copa do Mundo do México.

No início da década de 1970, Luciano do Valle veio com os jornalistas Ciro José e Juarez Soares para a divisão de Esportes da Globo. A primeira transmissão de que participou foi o torneio de basquete masculino, o Troféu Governador do Estado de S. Paulo, disputado no estádio do Ibirapuera. Também nessa época, chegou a apresentar por um breve período o programa Dois minutos com João Saldanha, substituindo o jornalista esportivo e ex-técnico da seleção brasileira João Saldanha.

Luciano do Valle participou da equipe da Globo na cobertura dos Jogos Olímpicos de Munique, em 1972. Durante a Copa da Alemanha, em 1974, acompanhou os jogos na sede da emissora no Rio. Logo depois do mundial, após a saída do locutor Geraldo José, tornou-se o principal locutor da Globo na época.

Narrou várias provas de Fórmula-1, acompanhando o bicampeonato de Emerson Fittipaldi no Grande Prêmio dos Estados Unidos, em Watkins Glenn (1974), a vitória de José Carlos Pace no Grande Prêmio do Brasil (1975), o acidente do piloto Nikki Lauda no circuito de Nurburgring, no Grande Prêmio da Alemanha (1976), entre outros momentos marcantes. Participou também das coberturas dos Jogos Pan-americanos de Cáli (1971), dos Jogos Olímpicos de Montreal (1976), da Copa do Mundo da Argentina (1978), das Olimpíadas de Moscou (1980) e da Copa do Mundo da Espanha (1982).

No final da Copa do Mundo de 1982, transferiu-se para a TV Record e, pouco tempo depois, foi apresentar o programa Show do Esporte, na TV Bandeirantes. O locutor foi um dos responsáveis por popularizar modalidades como vôlei, Fórmula Indy e jogos da associação norte-americana de basquete profissional. Este ano, Luciano do Valle, que era torcedor da Ponte Preta, completaria 51 anos de carreira.

A morte de Luciano do Valle foi lamentada por esportistas e jornalistas do país. O narrador da TV Globo, Galvão Bueno, disse em entrevista à Band, que tinha orgulho de ter um colega e um concorrente como Luciano. "Ele morreu indo trabalhar. Como será fazer a Copa sem ter ele na outra linha? Vai ser difícil. É um momento de muita emoção. Como foi bom tê-lo como amigo, como referência e como grande concorrente nesses quase 40 anos. Fica muito mais pobre a comunicação desse país a partir de hoje com a morte de Luciano do Valle", disse Galvão.

Informações do G1

Morre o radialista Jota Jota

Nenhum comentário:
Santa Cruz do Capibaribe perdeu na madrugada deste sábado (19), o radialista José Inaldo da Silva, popularmente conhecido como Jota Jota.

O radialista vinha há alguns dias tendo complicações de saúde e chegou a ser hospitalizado diversas vezes com infecções. Nos últimos dias sua saúde teve uma piora e ele faleceu devido a um quadro de hemorragia interna e infecções generalizadas.

Jota Jota era solteiro e passou a residir em Santa Cruz do Capibaribe a partir do convite de Jason Lagos para integrar o quadro de locutores da Rádio Polo FM, onde apresentou os programas Mistura Nordestina e Clube da insônia. Em 2013, passou a fazer parte da Rádio Comunidade FM, mantendo ouvintes fieis durante as madrugadas.

O sepultamento do locutor deverá acontecer na cidade e Bonito-PE.

Foto: Blog do Jairo Gomes - Arquivo
 
::.Blog Merece Destaque.:: © 2012 / Desenvolvido por Almir das Neves. Contato: (81) 92896794. Santa Cruz do Capibaribe - PE, Brasil