Blog Merece Destaque Blog Merece Destaque Author
Title: Alimentação contribui para vida saudável e aumento da expectativa de vida
Author: Blog Merece Destaque
Rating 5 of 5 Des:
Dicas básicas indicam caminhos para a qualidade de vida nos dias de hoje que envolvem entre outras coisas os hábitos diários, atividades ...
Dicas básicas indicam caminhos para a qualidade de vida nos dias de hoje que envolvem entre outras coisas os hábitos diários, atividades físicas e alimentação equilibrada e saudável, que se configuram como receitas para o sucesso do bem-estar. Nunca se tornou tão essencial comer bem, fazer exercícios e espantar o estresse e, neste período em que se aproxima a virada de um novo ano, nada melhor do que buscar as receitas para o bem-estar do ser humano. Preterir qualidade de vida pode parecer quase um chavão, mas isso contribui para o equilíbrio necessário para a vida cotidiana. E não a toa somos impactados com o aumento da expectativa de vida, de acordo com relatório anual da Organização Mundial da Saúde (OMS), que divulgou recentemente que a média do Brasil chega a 75 anos neste século. Os dados de monitoramento da saúde no mundo apontam que os brasileiros vivem cinco anos a mais, o crescimento mais rápido desde os anos 1960. E tudo isso está relacionado a diversas mudanças que como a troca dos abusos por uma rotina mais saudável com noites mais tranquilas e hobbies sadios que são importantes para minimizar os efeitos do estresse do dia a dia, segundo especialistas. “Há algo muito importante, quando comemos com consciência, nós ‘ouvimos’ os sinais do nosso corpo, e ele avisa de forma muito clara, quando está com fome e quando está saciado, isso é feito, também pelos sinais hormonais. Assim, é importante sairmos do piloto automático ao nos alimentar, por exemplo, comer de três em três horas apenas por comer, ou ficar no estresse para conseguir comer quando o momento não permite”, comenta a nutricionista Andréa Mendonça, professora da UFRPE, coordenadora do Observatório do Peso e Editora-Chefe da publicação científica Arquivos Brasileiros de Alimentação.

A especialista em ciência dos alimentos enfatiza que em virtude da individualidade genética, bioquímica e metabólica de cada indivíduo é natural que a programação alimentar seja diferente assim como os hábitos, e desta forma a máxima da alimentação a cada três horas, por exemplo, não é uma regra geral para todos, conforme nutricionistas e alguns médicos sempre determinaram há décadas. “Por exemplo, existem profissões em que é impossível sair para se alimentar. Então, é primordial que os profissionais que trabalham com alimentação observem as individualidades, para que o cliente consiga seguir o programa alimentar e assim, ter uma alimentação adequada. Outro ponto também a ressaltar é o comer com atenção, o que mais vemos hoje em dia são as pessoas na hora da alimentação, teclando ao celular e vai comendo automaticamente, sem pensar se mastiga direito, se é que mastiga; o quanto está comendo, o que está comendo etc. Resumindo, o momento da alimentação não deve ser multitarefa, quando você come, apenas coma!”, destaca Mendonça. Ele enfatiza que escolher alimentos saudáveis durante as refeições ajuda não somente a emagrecer, mas a diminuir as taxas de colesterol, de triglicérides (gordura) e de açúcar no sangue, o que dá mais disposição, humor e uma aparência mais bonita.

Por isso, para desfrutarmos de boas condições de saúde é preciso manter acima de tudo hábitos alimentares adequados, ter autocontrole e evitar as tentações ricas em calorias. Tudo isso está relacionado a palavra de ordem da vida moderna para os especialistas: Equilíbrio. Uma dieta alimentar equilibrada deve ser o conceito fundamental da nutrição com o consumo de alimentos que não sirvam apenas para matar a fome e fornecer energia ao organismo, mas precisam igualmente contribuir para melhorar a saúde das pessoas. “A distribuição correta dos alimentos que devem estar presentes nas refeições: grande porção de vegetais, preferencialmente crus, grãos integrais (arroz, macarrão etc.), proteínas saudáveis como peixes, aves, nozes, fugir dos embutidos, processados. Utilizar, preferencialmente em todas as refeições óleos vegetais saudáveis como azeite de oliva, que é o que eu realmente indico, pois ele estando presente nas três refeições, colabora com a sensação de saciedade por mais tempo, pois faz com que o trânsito do alimento ocorra de forma mais lenta. E finalmente, tomar apenas um pouco de água, suco natural etc”, diz.

Naturalmente, uma série de fatores influencia o bem-estar e o metabolismo de uma pessoa: entre eles, volume de trabalho, a rotina diária, sexo, idade, composição corporal (quantidade de gordura e músculos) e nível de atividade física. Mas, na busca pelo segredo da qualidade, vale a pena repensar as opções atuais e avaliar o que é necessário para ter uma vida mais prazerosa, saudável e melhor. “O ideal numa alimentação saudável é se alimentar com consciência, conhecer os alimentos, observar a regionalidade, sazonalidade. A orientação alimentar deve respeitar muito a individualidade genética e individual e aliado a isso tudo, é muito importante manter-se ativo, procurar sempre fazer uma atividade física, seja uma caminhada leve, seja uma corrida, tudo dependendo claro das características individuais”, enfatiza Andréa.

Anuncie Aqui

Postar um comentário

Ao enviar um comentário, aguarde até que nossa equipe o analise e o publique. Isso é necessário para evitarmos que comentários impróprios sejam mostrados. Comentários com agressões, palavrões ou qualquer tipo de ofensas não são aceitos.

 
Topo