Bicicletando com Zenna Rocha

Santa Cruz do Capibaribe, cidade plana, com distancias relativamente curtas, vias de velocidade baixa, cidade propícia para se locomover de bicicleta,

Muita gente se locomove de bicicleta aqui em nossa cidade. Gerando muitas demandas e pouca ação das autoridades para com essas pessoas.

Ações como campanha de valorização da pessoa que vai de bicicleta, bicicletários (estacionamento para bicicletas), sinalização específica para as bicicletas, controle de velocidade dos motorizados e, claro, um equipamento muito importante para valorização dos ciclistas e um incentivo para que mais pessoas usem bicicleta como meio de transporte. Estamos falando dela, a tão falada ciclovia.

Lembrando que o assunto bicicleta não só se resume à questão ciclovia.

Você sabe a diferença entre ciclovia, ciclofaixa e ciclorrota? 

Ciclovia - É um espaço segregado para fluxo de bicicletas. Isso significa que há uma separação física isolando os ciclistas dos demais veículos. A ciclovia é muito indicada em vias de trânsito rápido, como é o caso da PE-160, onde a velocidade permitida ultrapassa os 60 km por hora. Essa separação pode ser através de mureta, meio fio, grade, blocos de concreto ou outro tipo de isolamento fixo.

Ciclofaixa - É quando há apenas uma faixa pintada no chão, sem separação física de qualquer tipo (inclusive cones ou cavaletes). Pode haver “olhos de gato” ou no máximo os tachões do tipo “tartaruga”, como os que separam as faixas de ônibus.

Indicada para vias onde o trânsito motorizado é menos veloz, é muito mais barata que a ciclovia, pois utiliza a estrutura viária existente.

Ciclo-rota - é um caminho mapeado ou sinalizado para ajudar no deslocamento dos ciclistas.

Ciclorrota - De uso mais recente, o termo ciclorrota (ou ciclo-rota) significa um caminho, sinalizado ou não, que represente a rota recomendada para o ciclista chegar onde deseja. Representa efetivamente um trajeto, não uma faixa da via ou um trecho segregado, embora parte ou toda a rota possa passar por ciclofaixas e ciclovias. 

Abraços a todos. E vamos de bicicleta, a cidade agradece.

Zenna Rocha.

Pelé continua internado com grave infecção que paralisou seu único Rim

Internado desde a segunda-feira (24) no Hospital Israelita Albert Einstein, em São Paulo, Edson Arantes do Nascimento (Pelé), de 74 anos, luta contra uma grave infecção que fez seu único rim parar de funcionar.

Pelé apresentou focos de infecção no rim esquerdo (o direito foi retirado quando ele ainda jogava futebol). Já no hospital, sofreu uma parada renal e foi submetido à hemodiálise. Por causa da infecção, houve uma falha na função renal. Por isso, Pelé permanece com suporte renal, ou seja, está ligado a uma máquina de hemodiálise, cuja função é filtrar as impurezas do sangue. O rei respira normalmente, sem necessidade de outras terapias de suporte, o que é um bom sinal, pois mostra que não há comprometimento severo do aparelho respiratório

No dia 12 de novembro, o Rei foi internado com dores abdominais depois de sentir um mal-estar em Santos. Exames revelaram cálculos no rim, nos ureteres e na bexiga, que poderiam estar causando uma obstrução do fluxo urinário. Pelé foi submetido a cirurgia para retirada dos cálculos renais e a partir daí surgiu a infecção.

Um boletim do hospital divulgado na quarta (26) informou que Pelé recebia tratamento com antibióticos por via endovenosa e o seu estado de saúde era estável. Na noite de quarta-feira (27), novo Boletim do hospital informou que Pelé tinha apresentado uma "instabilidade clínica", sendo transferido para uma "unidade de cuidados especiais". No dia 28, Pelé continuava na UTI. O informe do hospital afirmou que o quadro era de melhora da condição clínica do paciente.

Cálculos renais são conhecidos popularmente como pedras nos rins e geralmente são formados por oxalato de cálcio e é resultado de distúrbios metabólicos. O cálculo pode causar obstrução e infecção do aparelho urinário. Quando a obstrução ocorre, a dor é intensa.

Uma das possíveis explicações para o fato de o rim esquerdo de Pelé ter parado de funcionar é a infecção urinária posterior à retirada das pedras. As bactérias responsáveis pela doença liberam toxinas na corrente sanguínea e afetam funções como a filtragem, realizada pelos rins. Por isso a necessidade de hemodiálise.

Há informações de que Pelé também estaria em fase inicial de sepse, antes chamada de septicemia. Por isso, estaria sendo tratado com fortes antibióticos. Também conhecida por infecção generalizada, a enfermidade tem vários estágios e, se não for contida com rapidez, pode ser fatal. Um dos membros da equipe que trata Pelé, o médico Fábio Nasri, negou em entrevista ao canal ESPN que o ex-jogador tenha Sepse. O médico Cláudio Lottenberg, presidente do Hospital Einstein, também refutou na tarde de sexta-feira a possibilidade de Sepse.

Fonte: Dr. Celso Gromatski, professor associado de Urologia da Faculdade de Medicina do ABC e médico do Hospital Sírio Libanês; Boletins Médicos do Hospital Israelita Albert Einstein.
Informações da IstoÉ.

Juntos por AMOR a Santa Cruz: vender mais e mais caro é possível!

Olá, pessoal! Gostaria de convidar a todos para conhecerem minha página no Facebook: https://m.facebook.com/xicozacarias . Curtam e troquem ideias comigo! 

O aumento dos custos trabalhistas e fiscais na atividade têxtil tem minado o principal diferencial competitivo da nossa região: o baixo preço de venda. Para completar, novos concorrentes, sobretudo estrangeiros, têm deixado os produtores de moda santacruzenses em posição de alerta, o que exige uma nova postura, um novo posicionamento frente ao mercado. Em nossas últimas publicações, temos abordado esse tema.

Reduzir os custos de produção é um primeiro e inevitável passo. Entretanto, considerando a perpetuação do processo de aumento nos custos, sobretudo pelo aumento dos salários brasileiros em dólar, haverá um momento em que diminuir os custos não será mais suficiente para se manter no mercado. Sendo assim, aumentar o preço de venda se constitui a saída definitiva para essa nova realidade. Mas como aumentar o preço sem correr o risco de ficar com a mercadoria parada? É necessário, não apenas aumentar o preço de venda, mas o valor do produto. Saber como fazer isso é a chave do sucesso nesse setor!

Antes de continuarmos, gostaria de fazer algumas considerações sobre o marketing. Muita gente confunde marketing com publicidade, que é o ato de divulgar uma idéia ou um produto. Marketing é diferente disso. Marketing, em inglês, significa mercado e consiste na ciência que estuda o mercado de consumo e seu surgimento inaugurou uma nova perspectiva no capitalismo moderno: o foco no cliente. Falar de marketing em dois parágrafos não é fácil, por isso recomendo a leitura da obra de Philip Kotler, um autor americano considerado o pai do marketing mundial.

Se desdobrarmos, entretanto, o conceito do marketing, encontraremos alguns princípios:
a) foco no cliente: a produção passa a ser a última etapa da cadeia; primeiro devemos prestar atenção no cliente, entender do que ele precisa, elaborar o conceito do produto e, enfim, produzir propriamente (antes de criar o smart phone, por exemplo, as empresas de telefonia entenderam que as pessoas necessitavam de dispor da internet na palma da mão).
b) o valor do produto é dado pelo mercado: o mercado determina o valor do produto, o que não se relaciona necessariamente com seu custo de produção; estar caro ou estar barato se relaciona com o valor dado ao produto pelo mercado e não ao custo de produção (no exemplo do smart phone, o produto nada mais é do que um pedaço de plástico, com baixo custo de produção, mas é vendido por uma pequena fortuna por que as pessoas reconhecem um elevado valor a esse pequeno pedaço de plástico).
c) os funcionários como clientes: os primeiros clientes conquistados precisam ser as pessoas que elaboraram o produto; se quem faz o produto não o compraria, como convencer alguém a pagar por ele?

Voltando às confecções, devemos pensar sobre os motivos que nos fazem usar roupas: para nos protegermos dos intempéries naturais, como o frio e o sol; pelo pudor e pela vergonha, quando desejamos cobrir nossas partes íntimas ou partes de que não gostamos em nosso corpo; para a diferenciação social, como faziam os reis e os nobres do passado, ou os ministros de suprema corte e os militares nos dias de hoje, por exemplo. 

Desde a Pré-História, quando os homens das cavernas começaram a usar a pele dos animais para fazer roupas, observa-se o uso das vestimentas como forma de diferenciação social. Um homem vestido com uma pele de urso, por exemplo, passava a idéia de coragem, agilidade, força e inteligência (a ponto de conseguir matar um urso!), o que lhe tornava um indivíduo admirado, um exemplo a ser seguido pelos mais jovens, um homem mais atraente e desejado pelo sexo oposto. No Egito Antigo, escravos muitas vezes andavam nus, o que associava a ausência das roupas com a pobreza. No próprio Brasil do século XIX, escravos andavam descalços, de onde se originou o pejorativo termo "pé rapado" para definir pessoas pobres. Diferenciar-se socialmente é uma postura e uma necessidade natural do ser humano e usar roupas que lhes confiram essa diferenciação é notável desde o surgimento da nossa espécie.

Atualmente, o mundo ocidental vive o mais longo período democrático da história, em que todos somos, a princípio, iguais. As pessoas, no entanto, têm suas necessidades naturais de se diferenciarem e as roupas, os acessórios e as maquiagens são as mais explícitas formas de diferenciação social. Não basta às roupas apenas agasalhar ou cobrir a intimidade, mas precisa identificar a pessoa que as veste, com os diversos estilos existentes. Existe, contudo, um diferencial comum a todos: a ideia de sucesso! As pessoas sentem a necessidade de serem admiradas, de serem elogiadas, atraentes ao sexo oposto e, nesse contexto, usar roupas exclusivas se torna uma necessidade. A exclusividade de cada peça, já que é fácil imitar um modelo de roupa, é obtida através da marca, daquele pequeno detalhe impresso na etiqueta, que faz a peça valer muito mais no mercado.


As empresas proprietárias das marcas buscam, além de um estilo próprio, agregar valor a seus produtos e tentam, a todo o tempo, convencer o cliente de que, ao usar determinada marca, será visto como alguém diferenciado na sociedade. Por isso buscam estar presentes nos endereços mundiais emblemáticos como a Quinta Avenida em Nova Iorque, a Champs-Élysées em Paris ou a região da Piazza del Duomo em Milão. No Brasil, temos a Rua Oscar Freire em São Paulo seguindo a mesma linha. Muitas vezes, as lojas instaladas nesses caríssimos endereços até dão prejuízo, mas são mantidas pelas empresas, a fim de que suas marcas sejam consideradas símbolos da moda mundial, o que aumenta o valor dado pelo mercado a suas peças. Outra estratégia é o uso de determinada marca por celebridades, não em ações promocionais, mas em ocasiões casuais da vida do famoso. Um exemplo dessa estratégia foi uma empresa de fones de ouvido que doou um exemplar a diversos jogadores durante a Copa do Mundo do Brasil, na tentativa de associar esse produto aos jogadores de futebol, figuras muito admiradas no mundo.

Por esse raciocínio fica compreensível as extravagantes roupas apresentadas nos desfiles de moda dos estilistas mais renomados, quando o objetivo não é mostrar roupas a serem vendidas, mas exibir peças com forte apelo artístico. Assim, chamar a atenção dos críticos de moda e, naturalmente, aumentam o prestígio de suas marcas, o que aumenta o valor dado pelo mercado a suas peças. Fazer publicidade, divulgar a marca, também é interessante e complementa toda a estratégia de cativar seus clientes, mas, como vimos, não é o bastante para se conseguir aumentar o valor de seus produtos.

Trazendo para nossa realidade, observamos algumas marcas que conseguem vender seus produtos a preços superiores e elas fazem justamente estratégias parecidas, como a instalação de lojas em shoppings de Recife ou Caruaru, patrocínio de eventos importantes e publicidade com atores famosos. O importante é tratar a marca, não apenas como uma simples etiqueta, mas como um item que agrega muito valor ao produto, um patrimônio imaterial da empresa, que precisa ser preservado. Um exemplo negativo que vale mencionar foi o de uma determinada marca de roupas que fez muito sucesso entre os jovens de classe média e alta nos anos 2000. Na década atual, sofrendo forte concorrência de marcas internacionais com o aumento do turismo ao exterior, ao invés de a marca buscar se estabelecer nos endereços internacionais emblemáticos citados, a decisão foi baixar o preço de venda de seus produtos, ou seja, entrar no que o autor Philip Kotler chama de guerra de preços. Hoje a marca não é mais um item desejado entre os jovens e, recentemente, a empresa enfrenta sérios problemas com a Justiça por exploração de trabalho escravo de imigrantes sulamericanos, ou seja, foram obrigados a reduzir tanto seus custos que acabaram incorrendo em um problema enorme, com sérias implicações financeiras indenizatórias. Fica o aprendizado.

Muito obrigado pela atenção e curtam minha página no Facebook!

Morre Roberto Gómez Bolaños, criador de Chaves e Chapolin

Dono de frases antológicas como "ninguém tem paciência comigo" e "não contavam com a minha astúcia", que marcaram gerações de fãs em toda a América Latina, Roberto Gómez Bolaños, criador dos seriados "Chaves" e "Chapolin", morreu nesta sexta-feira (28) aos 85 anos. Bolanõs foi humorista, escritor, ator, produtor de cinema, televisão e teatro.

A causa da morte, ocorrida às 14h30 (horário do México) em casa em Cancún, não foi confirmada. Em fevereiro deste ano, quando Roberto Bolaños completou 85 anos, um parente confirmou à agência de notícias Efe que a saúde dele era “frágil” e que ele permanecia quase o tempo todo na cama, com acompanhamento 24 horas por dia.

Segundo a CNN mexicana, o ator Edgar Vivar, que interpretou o Senhor Barriga, disse que o corpo do comediante será levado à Cidade do México, onde será velado.

A última mensagem divulgada pelo perfil oficial de Bolaños no Twitter foi: "Todo meu amor para o Brasil". Ele escreveu em resposta a uma fã brasileira no microblog.

Vivar deu seu depoimento à rede de TV mexicana Televisa (que produziu a maior parte dos programas de Bolaños): "Estou em estado de choque. Não pensei que me fosse afetar tanto. Meu telefone não para de tocar. Um abraço compartilhado com milhões de pessoas do mundo. Vou lembrar dele sempre com sorriso e com ânimo. Temos que agradecer a Deus. Seu bom humor é a maior lembrança."

"Roberto, você não vai, permanece em meu coração e em todos os corações de tantos a quem fez feliz. Adeus Chaves para sempre", disse no Twitter Edgard Vivar.

"Obrigado por fazer tanta gente feliz e por todos os momentos maravilhosos que compartilhamos no grupo. Descanse em paz, Roberto", disse Maria Antonieta de Las Nieves, que interpretou a Chiquinha.

"O México perdeu um ícone, cujo trabalho transcendeu gerações e fronteiras", disse o presidente mexicano, Enrique Peña Nieto.

"Foi um bom companheiro, amigo, irmão e um dos melhores escritores dos últimos tempos no México", disse Ruben Aguirre, que interpretou o professor Girafales.

Trabalho reconhecido no mundo
"Chaves" foi o programa mais visto da televisão mexicana e foi dublado em 50 idiomas, segundo a Televisa.

"Talvez o meu mérito foi conseguir, sem tentar, abordar um ambiente que existe no mundo inteiro", refletiu Bolaños sobre o sucesso de Chaves em uma entrevista à agência de notícias Reuters.

"Trabalhei muito neste personagem, que tem qualidade", explicou ele, "mas a resposta exata eu não sei".

Além disso, Bolaños escreveu roteiros de 50 filmes no México e atuou em 11. No Twitter, ele tinha mais 6 milhões de seguidores.

Trajetória
Roberto Bolaños tirou seu apelido do dramaturgo William Shakespeare, cujo diminutivo em espanhol era "Chespirito". Há alguns anos, ele se mudou para Cancún, no México, junto com a mulher Florinda Meza, a Dona Florinda da série.

Bolaños nasceu na Cidade do México em 21 de fevereiro de 1929. Estudou engenharia, mas nunca exerceu a profissão. Praticou boxe e era um fanático torcedor do clube de futebol América. Começou sua carreira profissional na publicidade, onde começou a trabalhar em roteiros.

Casou-se pela primeira vez com a escritora Graciela Fernández, com quem teve seis filhos. Só em 2004 oficializaria seu casamento com a atriz Florinda Meza, a Dona Florinda.

Aos 80 anos, perguntaram a ele sobre a sua relação de décadas com a atriz Florinda Meza. "Já estamos há 30 anos casados", respondeu. "Temos um casamento sólido que só a morte acabará com ele... ou a Shakira!".

Ganhou o apelido de Chesperito do diretor de cinema Agustín P. Delgado por causa do 1,60 de altura.

Foi só em 1968 que começou sua carreira de ator, na emissora TIM, em séries como “Los Supergenios de la Mesa Cuadrada” e “El Ciudadano Gómez”, em espaços de 30 minutos de duração aos sábados.

Foi só na década de 1970 que começaram a ser exibidos as séries que fizeram de Bolaños um gigante do humor: "Chespirito", "Chapolin" e "Chaves". A partir de 1973, quase todos os países da América Latina tinha na programação de TV episídios dos programas.

O jornal mexicano "Excelsior" cita a seguinte declaração de Bolaños a um TV espanhola sobre seu personagem mais famoso no Brasil: "Chaves, ainda que carecendo de quase tudo, é otimista, aproveita a vida, brinca, se emociona e tem o maravilhoso dom que é a vida"

No começo da década de 1990, Bolaños decidiu aposentar "Chaves" e "Chapolin" e resolveu apostar em "Los Caquitos", em que interpretava o ladrão Chómpiras (que ganhou no Brasil o nome de Chaveco).

Chaves era um dos personagens e segmentos do programa "Chespirito" que começou a ser exibido no México em 1971. O primeiro capítulo de "El Chavo del Ocho" (como era conhecido o personagem nos outros países de língua espanhola) foi transmitido em 20 de junho de 1971.

Rubén Aguirre contrancena com Roberto Bolaños em episódio de 'Chapolin' (Foto: Divulgação/SBT).

O sucesso das histórias do menino sardento de 8 anos que vive dentro de um barril foi tanto que seu programa era transmitido para quase todos os países da América Latina já em 1973. Chaves foi dublado para mais de 50 idiomas e transmitido em países distantes do Tailândia, China, Japão e Grécia.

A série foi produzida originalmente entre 1971 e 1980, como programa independente, e entre 1980 e 1992 como esquete do programa de variedades "Chespirito", que Bolaños estrelou na rede de TV Televisa. Foram mais de 300 episódios, segundo a rede Televisa.

A série "Os Simpsons" homenageou Bolaños com o personagem Pedro Chespirito, que aparece sempre vestido de abelha e fala frases em espanhol.

Roberto ficou conhecido no México pelo nome de Chespirito. Mas foram os programas "Chaves" e "Chapolin", ainda exibidos pelo SBT, que ficaram mais famosos no Brasil.

Distante da televisão, Bolaños explorou a sua veia literária com um livro de poemas e uma autobiografia, "Sem Querer Querendo".

Em um dos seus livros, "O Diário de Chaves", revela alguns dos mistérios da série. Ele conta, por exemplo, que Chaves não morava dentro de um barril, mas no apartamento número oito, e que o recipiente era apenas para se esconder quando estava triste ou era perseguido.

Casados na vida real, Florinda Meza e Roberto Bolaños interpretavam Dona Florinda e Chaves (Foto: Divulgação).

Apesar de ter vivido em concubinato com Florinda por 27 anos, os valores de Bolaños eram conservadores. Inclusive, chegou a participar de uma campanha contra a legalização do aborto na Cidade do México.

Nunca escondeu suas convicções políticas e apoiou a campanha do conservador Vicente Fox, cuja eleição em 2000 rompeu com mais de 70 anos de governo do Partido da Revolução Institucional.

Apaixonado por futebol, Bolaños chegou a se encontrar com o astro argentino Diego Maradona, que o agradeceu por tê-lo divertido com os seus personagens e ele aproveitou para retribuir por tê-lo deleitado com suas proezas dentro do campo.

(Com G1 e agência Reuters)

Secretaria de Saúde de Santa Cruz do Capibaribe realizará ação no Dia Mundial de Luta Contra AIDS

Na próxima segunda-feira, 1º de dezembro, data que acontece o Dia Mundial de Luta Contra AIDS, a Secretaria de Saúde de Santa Cruz do Capibaribe, através do Centro de Testagem e Aconselhamento (CTA), vai oferecer testes gratuitos de HIV, das 8h às 13h, na via central do Moda Center Santa Cruz.

As pessoas que desejarem participar da mobilização que neste ano conta com o tema, “Prevenir, Testar e Tratar”, realizando o teste rápido de HIV com coleta de sangue e resultado sigiloso, deverão ter em mãos documento com foto.

Na ocasião, a equipe do CTA também distribuirá preservativos e material informativo sobre a AIDS. 

O Centro de Testagem e Aconselhamento situado na Rua Bernadino Gomes nº 56, realiza testes gratuitos de HIV, além de exames de sífilis e hepatites B e C, diariamente, com turmas às 7h e 9h30, bem como, promove palestras de orientação sobre DST’s e distribuição de preservativos.

Blog Merece Destaque
Informações: Ascom

Canal da Rua Manoel Balbino vai ganhar estacionamento para bicicletas

A prefeitura de Santa Cruz do Capibaribe iniciou na manhã dessa sexta-feira (28), a construção de um estacionamento para bicicletas (bicicletário) no canal da Rua Manoel Balbino, centro, por trás da avenida Padre Zuzinha.

O estacionamento medirá 10 metros, terá dois pontos com espaço para aproximadamente 80 bicicletas.
“Estamos revitalizando o centro da cidade, reformamos, pintamos, colocamos arcos, plantas e passarelas para pedestres no canal que inicia na Rua 13 de Maio e vai até o final da Rua Manoel Balbino, resolvemos também implantar um bicicletário que dará mais comodidade e vai servir de ponto de apoio aos ciclistas de Santa Cruz”, falou o prefeito Edson Vieira.
A obra está vinculada as secretarias de Serviços Públicos e Receita Municipal, e tem previsão para término na segunda semana de dezembro.

Blog Merece Destaque
Com informações da ASCOM

Moda Center já está liberado para acesso do público

Funcionários trabalham na organização do espaço. Foto: Assessoria.

COMUNICADO

A administração do Moda Center Santa Cruz informa que o funcionamento já está normalizado no centro atacadista de confecções. Durante algumas horas, o espaço esteve interditado para a realização de perícia nos dois caixas eletrônicos do Banco do Brasil instalados no Setor Laranja. Os equipamentos foram arrombados com explosivos por um grupo de criminosos na madrugada dessa sexta (28).

Uma ação dessa natureza nunca havia acontecido na bem-sucedida história do Moda Center. O caso foi isolado e não pôs em risco a segurança de clientes, comerciantes ou funcionários. Todas as providências necessárias foram tomadas, incluindo a realização de um boletim de ocorrência e a solicitação por reforço no policiamento externo.

Balanço da gestão de meio ambiente no Estado é pauta do Consema

O secretário de Meio Ambiente e Sustentabilidade do Estado (Semas), Carlos Cavalcanti, faz balanço do ano de 2014, com perspectivas para 2015, na última reunião do ano do Conselho Estadual de Meio Ambiente (Consema), que acontece nesta sexta-feira (28), no município de Surubim, a partir da 8h. A reunião será transmitida ao vivo pelo site www.semas.pe.gov.br.

Segundo o secretário Carlos Cavalcanti, a ideia é que nessa última reunião do Consema, todos possam ter uma síntese dos avanços que, de fato, ocorreram na área de meio ambiente.
“Na realidade, nós avançamos em muitos aspectos nos últimos quatros anos, e em 2014, particularmente, não foi diferente. Elaboramos o projeto de criação da maior unidade de conservação do Estado, o Refúgio de Vida Silvestre Tatu Bola, com 110 mil hectares; aprovamos a linha de preamar; realizamos quatro editais de chamada pública com recursos da compensação ambiental, com valor em torno de R$ 12 milhões, entre outras ações importantes”, ressalta o secretário.

A reunião seguirá até às 16h e na programação será feita apresentação dos resultados dos trabalhos da Câmara Técnica de Biodiversidade e Controle da Qualidade dos Ecossistemas sobre a estratégia de gestão de unidades de conservação de Pernambuco. A palestra é uma das grandes expectativas dos conselheiros e será feita pela conselheira da ONG com atuação marinha ? Fundação Mamíferos Aquáticos e coordenadora da Câmara Técnica.

Em seguida, ganhará espaço o tema da Educação Ambiental, com o debate sobre o Pré-Projeto para construção da Política de Educação Ambiental de Pernambuco. A iniciativa é da Comissão Interinstitucional de Educação Ambiental do Estado formada por integrantes do governo, e sociedade civil organizada, entre eles as secretarias estaduais do Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semas) e de Educação, além da Fundação Joaquim Nabuco (Fundaj), a ONG Sociedade Nordestina de Ecologia e o Instituto de Ecologia Humana. O gerente geral de Articulação da Semas, que preside a Comissão, fará a apresentação.

Na pauta de fechamento das apresentações, ás 15h30, haverá o debate sobre a pesca artesanal, a partir da apresentação da Proposta de Construção da Política Estadual da Pesca Artesanal. A exibição será feita pela consultora Denise Castro.

Fonte: Secretaria de Meio Ambiente e Sustentabilidade
Foto: Semas/Divulgação

Caixas eletrônicos dentro do Moda Center são explodidos por elementos


Na madrugada desta sexta-feira (28), elementos fortemente armados explodiram dois caixas eletrônicos dentro do Moda Center Santa Cruz, em Santa Cruz do Capibaribe, no agreste de Pernambuco.

De acordo com informações, os elementos armados com fuzil e pistolas invadiram o centro de compras em um veículo, por volta das 2h30, renderam os seguranças e instalaram explosivos nos caixas.

Após as explosões os ladrões conseguiram fugir levando todo o dinheiro que continha nos caixas. Na fuga os ladrões ainda atearam fogo em um veículo, e fugiram em motocicletas deixando cair uma pistola que foi deixada no local. a Polícia foi acionada, porém os elementos já tinham fugido.

Confiram as primeiras imagens do local das explosões:


A Gerência de Comunicação enviou comunicado sobre o ocorrido. Confira na íntegra:

COMUNICADO

Os caixas eletrônicos do Banco do Brasil instalados no Setor Laranja do Moda Center Santa Cruz foram arrombados com explosivo na madrugada desta sexta-feira (28). Por volta das 2h30, quatro criminosos encapuzados chegaram ao local em um veículo sedã na cor prata. A investida demorou cerca de 15 minutos. Ninguém se feriu. Devido à necessidade de perícia, o centro de compras está interditado. A administração informa que está empenhada para que, ainda hoje (28), tão logo sejam concluídos os trabalhos da polícia, o acesso seja liberado.

O assalto foi filmado pelo sistema de monitoramento do parque e as imagens serão repassadas para os órgãos competentes. Não há informações sobre a quantia roubada. A administração do Moda Center ressalta que uma ação dessa natureza nunca havia acontecido na bem-sucedida história do centro atacadista, foi uma ocorrência isolada e que não pôs em risco a segurança de clientes, comerciantes ou funcionários. Um boletim de ocorrência foi prestado na delegacia, bem como uma solicitação de reforço no policiamento externo.

Moda Center Santa Cruz quer incrementar também as vendas em menor volume nesse fim de ano

Diretoria tem sensibilizado empreendedores do parque para mais lojas e boxes abrirem aos sábados, atraindo igualmente aos fregueses ocasionais

Centro atacadista por excelência, o Moda Center Santa Cruz pretende dar uma forcinha também para os clientes interessados nas compras com menor quantidade de itens. Principalmente pela proximidade das festas de fim do ano, quando cresce o fluxo de pessoas no local, a diretoria do empreendimento está estimulando que mais comerciantes abram as portas ao público também aos sábados, dia com grande potencial para atrair fregueses ocasionais, com destaque para aqueles vindos de cidades menos distantes do parque.

“As chamadas feiras são realizadas às segundas e terças, quando todos os mais de 10 mil pontos de venda estão em atividade. De quarta a sábado, a abertura varia de acordo com a capacidade de cada comerciante e a quantidade de unidades em funcionamento acaba sendo bem menor. Temos sensibilizado os empreendedores para mais lojas e boxes serem abertos aos sábados, ampliando a oferta de mercadorias neste dia”, destaca Allan Carneiro, síndico do condomínio Moda Center Santa Cruz.

A medida, segundo o gestor, beneficiaria principalmente a clientela que não tem como comparecer ao local nos dias úteis e aos compradores eventuais. “Os atacadistas se planejam para estar aqui nos dias de feira. Faz parte da rotina deles. Os demais clientes nem sempre podem frequentar o parque quando ele funciona em sua totalidade. Como muitos trabalham ou estudam durante a semana, por não viverem em função do comércio de confecções, não conseguem compatibilizar os dois processos. Se mais unidades abrirem aos sábados, certamente atenderemos a uma demanda que pode estar reprimida, trazendo um reforço importante no movimento do parque”, enfatiza Carneiro.

De olho nesse público potencial, empresas de vários segmentos asseguraram o funcionamento em horário especial, das 8h às 13h, já neste sábado (29). É o caso da Rota do Mar (surf, street e casual wear e esportes de aventura), Acqualara e Sol Raya (moda praia), Empório, Víndice, Kikorum e Tendência (jeans), Sport Company (surf e casual wear), Nina Flor e Del Hira (lingerie), Camboriú (moda praia e fitness), Mosquiteiros Bom Jesus, Ju Biju (bijuterias e acessórios), Yanomami, Tutti Frutti, Xica Bella, Purpurina, Laluka e Efectual (moda feminina), Corpo Colado e Dyra (moda íntima), Senhorinha (moda feminina, bolsas e acessórios), Onda Blue (surf wear) e Visual Wave (moda masculina).

Para dar suporte ao público, também haverá unidades funcionando na praça de alimentação. No Setor Vermelho, o Restaurante Paraíba oferecerá feijoada e música ao vivo. E Papai Noel ainda circulará pelo centro comercial entretendo a criançada.

Estrutura – Referência nacional, o Moda Center Santa Cruz é o maior centro atacadista de confecções do Brasil. A ampla estrutura é composta por seis módulos, que ocupam uma área coberta de 120 mil metros quadrados construída num espaço de 32 hectares. O empreendimento reúne mais de 10 mil lojas e boxes onde são comercializadas peças no atacado e no varejo. O mix de produtos inclui de itens populares a artigos mais trabalhados.

Durante a alta temporada de compras, o local chega a receber uma média semanal de 100 mil clientes vindos de todo o País. O parque disponibiliza seis praças de alimentação com restaurantes e lanchonetes, estacionamento gratuito para seis mil veículos, rede própria de hoteis e dormitórios com mais de dois mil leitos, posto ambulatorial, caixas eletrônicos, banheiros, fraldários, casa lotérica, carrinhos de compras, sistema de som, rádio exclusiva, circuito interno de segurança e muito mais.

Blog Merece Destaque
Informações: Assessoria

Mendonça Filho coloca o dedo na cara de Renan e diz que senador é a “vergonha do Congresso”. Assista!


Conhecido pelo perfil discreto, o deputado federal de Pernambuco e líder do DEM na Câmara Federal, Mendonça Filho (DEM), perdeu o controle. O parlamentar ocupou a tribuna do plenário do Congresso, na manhã desta quarta-feira (26), e, com o dedo em riste, chamou o presidente da Casa, o senador Renan Calheiros (PMDB), de “vergonha” do Congresso Nacional.

A confusão começou quando Mendonça Filho discursava na tribuna quando Renan teria cortado sua palavra. O deputado pernambucano, mesmo com o gesto negativo, continuou falando e começou a gritar com os microfones cortados dizendo que o presidente do Senado representava a vergonha do Congresso.

ASSISTA O VÍDEO DA POLÊMICA:


Sem poder ter seu discurso projetado, Mendonça deixou a tribuna e seguiu para a Mesa Diretora, onde Renan coordenava os trabalhos. Neste momento, Mendonça cercou o presidente do Senado com o dedo em riste.

Parlamentares da oposição gritavam “você não vai calar ninguém!”. Renan respondeu ao pernambucano que aquela não era uma postura permitida pela democracia e mandou o mesmo se calar.

O cenário de troca de farpas no Congresso aconteceu durante a sessão do Congresso em que os deputados e senadores se reuniram para discutir o projeto de lei que autoriza o governo federal a descumprir a meta de economia para o pagamento da dívida pública em 2014 (superavit primário).

Informações do Diário de Pernambuco
Foto: Dida Sampaio/Estadão Conteúdo

Eleições da Câmara de Santa Cruz: Bancada de situação apresenta sua chapa

Belezas naturais fotografadas às margens dos rios Itapicuru Mirim e São Francisco.

O Blog Merece Destaque, através do diretor e repórter Almir Neves, esteve no estado da Bahia no último final de semana e encantado com as belezas naturais da região resolvemos compartilhar as lindas fotos feitas no município de Queimadas, às margens do Rio Itapicuru Mirim e também na cidade de Paulo Afonso, às margens do Rio São Francisco. Seguem as fotos:

Rio Itapicuru em Queimadas na Bahia.

Trem de carga trafegando entre as cidades de Santa Luz e Queimadas na Bahia.

Mocó.




























As duas imagens abaixo são do Rio São Francisco em Paulo Afonso - BA. As demais são no município de Queimadas.



Do Blog Merece Destaque
Créditos das fotos: Almir Neves