Endereço das seções eleitorais da Zona 109 em Santa Cruz do Capibaribe PE

Zona: 109 
Município de Santa Cruz do Capibaribe
Confira os endereço das seções:

Seções: 1, 2, 3 e 4 
Local : 1015-CAMARA MUNICIPAL DE VEREADORES

Endereço : RUA DR JOSE BEZERRA 100

Bairro : CENTRO Seções: 4 Eleitores: 1.493 Seções Previstas: 4

Seções : 5, 6, 7 e 82 
Local : 1023-ESCOLA MENINO JESUS

Endereço : RUA JOSE VIEIRA DE ARAUJO, 289

Bairro : BAIRRO NOVO Seções: 4 Eleitores: 1.504 Seções Previstas: 4

Seções : 11, 12, 76 e 77
Local : 1031-CESAC

Endereço : RUA JULIA ARAGAO, S/N

Bairro : CENTRO Seções: 4 Eleitores: 1.447 Seções Previstas: 4

Seções: 16, 17, 18, 19, 20, 21 , 22, 38 e 39, 90, 93 e 105
Local : 1040-COLEGIO CENECISTA PADRE JOSE ARAGAO ARAUJO

Endereço : AV 29 DE DEZEMBRO, 41

Bairro : CENTRO Seções: 12 Eleitores: 4.556 Seções Previstas: 14

Seções: 23, 24, 25, 26, 27, 28, 29, 30, 31, 32, 57 e 58
Local : 1058-ESCOLA PADRE ZUZINHA

Endereço : AV 29 DE DEZEMBRO, 258

Bairro : CENTRO Seções: 12 Eleitores: 4.397 Seções Previstas: 12

Seções : 33, 34, 35, 36, 37, 44 e 136 
Local : 1066-ESCOLA JOSE FRANCELINO ARAGAO

Endereço : AV 29 DE DEZEMBRO, 648

Bairro : CENTRO Seções: 7 Eleitores: 2.500 Seções Previstas: 10

Seções : 45, 46, 47, 48, 49 e 102
Local : 1074-ESCOLA LUIZ ALVES DA SILVA

Endereço : AV 29 DE DEZEMBRO 145

Bairro : CENTRO Seções: 6 Eleitores: 2.197 Seções Previstas: 6

Seções : 51, 52, 53 e 75 
Local : 1082-ESCOLA INTERMEDIARIA JOSE QUIRINO DA SILVA

Endereço : RUA TITO ARAGAO ,73

Bairro : PARA Seções: 4 Eleitores: 1.430 Seções Previstas: 5

Seções : 54, 55, 56, 62 e 107
Local : 1090-ESCOLA INTERMEDIARIA PROFESSORA MARIA JOSE

Endereço : RUA JOSE FRANCISCO DE MOURA ,96

Bairro : POÇO FUNDO Seções: 5 Eleitores: 1.948 Seções Previstas: 6

Seções: 73, 85, 95, 108, 118 e 128
Local : 1104-ESCOLA MUNICIPAL LINDALVA ARAGAO DE LIRA

Endereço : RUA SANTA CATARINA, 132

Bairro : SANTO AGOSTINHO Seções: 6 Eleitores: 2.358 Seções Previstas: 7

Seções : 40, 41, 42, 43,64 e 78
Local : 1112-ESCOLA DOUTOR ADILSON BEZERRA DE SOUZA

Endereço : AV BRASIL, S/N

Bairro : NOVA SANTA CRUZ Seções: 7 Eleitores: 2.690 Seções Previstas: 10

Seções: 13, 14, 15, 67 e 124 
Local : 1120-ESCOLA MALAQUIAS CARDOSO ARAGAO

Endereço : RUA PREF. TEOFANES FERRAZ TORRES FILHO, 35

Bairro : MALAQUIAS CARDOSO Seções: 5 Eleitores: 1.926 Seções Previstas: 6

Seções: 59, 60, 63, 68 e 72 
Local : 1139-ESCOLA PROFESSORA MARIA DO SOCORRO ARAGAO FLORENCIO

Endereço : RUA VIRGILINA PEREIRA, 225

Bairro : SÃO CRISTÓVÃO Seções: 5 Eleitores: 1.824 Seções Previstas: 5

Seções : 65, 66, 69, 70, 97 e 135 
Local : 1147-ESCOLA PROFESSORA MARIA LUCIA ALVES

Endereço : RUA PROFESSORA IVANI BATISTA DA SILVA, 313

Bairro : NOVA SANTA CRUZ Seções: 6 Eleitores: 2.095 Seções Previstas: 7

Seções : 8, 9, 10 e 50 
Local : 1155-CLUBE YPIRANGA

Endereço : RUA JOSE FRANCISCO BARBOSA, 320

Bairro : BAIRRO NOVO Seções: 4 Eleitores: 1.430 Seções Previstas: 4

Seções : 89 e 125 
Local : 1163-ESCOLA MUNICIPAL PROFESSORA MARIA LUCINDA GONCALVES

Endereço : RUA 1 DE MAIO, S/N

Bairro : VILA OSCARZÃO Seções: 2 Eleitores: 476 Seções Previstas: 4

Seções : 74, 81, 84, 88, 94, 110 e 119
Local : 1171-ESCOLA MUNICIPAL PROFESSORA SEVY FERREIRA BARROS

Endereço : RUA VEREADOR ARTUR CLEMENTE DA SILVA S/N

Bairro : SANTA TEREZA Seções: 7 Eleitores: 2.561 Seções Previstas: 7

Seções: 71, 86, 103, 115, 130 
Local : 1180-ESCOLA MUNICIPAL PROFESSORA LUCINALVA SANTOS ARAGAO DE SOUZA

Endereço : RUA PROJETADA SN

Bairro : NOVA PALESTINA Seções: 5 Eleitores: 1.660 Seções Previstas: 5

Seções : 79, 80, 91, 99 e 127 
Local : 1198-ESCOLA MUNICIPAL PROFESSORA ORLANDINA ARRUDA ARAGAO

Endereço : RUA SEVERINO BALBINO BEZERRA, 122

Bairro : DONA DOM Seções: 5 Eleitores: 1.828 Seções Previstas: 6

Seções: 83, 87, 92, 98, 121 
Local : 1201-ESCOLA MUNICIPAL DONATILA DA COSTA LIMA

Endereço : AV. RUI BARBOSA, S/N

Bairro : COHAB Seções: 5 Eleitores: 1.837 Seções Previstas: 5

Seções : 96, 100, 101, 106, 112, 122 
Local : 1210-ESCOLA MUNICIPAL PROFESSOR ANTONIO GOMES ARAGAO

Endereço : RUA JAMES DEAN LOPES DA SILVA, S/N

Bairro : RIO VERDE Seções: 6 Eleitores: 2.316 Seções Previstas: 6

Seções : 104, 111, 117, 126 
Local : 1228-ESCOLA MUNICIPAL SENADOR JOSE RONALDO ARAGAO

Endereço : RUA DAVID FERREIRA DE ARAUJO, 281

Bairro : DONA LICA II Seções: 4 Eleitores: 1.565 Seções Previstas: 6

Seções: 109, 113,116, 120,131 
Local : 1236-ESCOLA MUNICIPAL EVANGELICA

Endereço : RUA IVONETE GONCALVES DE ARAUJO, 77

Bairro : BELA VISTA Seções: 5 Eleitores: 1.905 Seções Previstas: 14

Seções : 114 
Local : 1244-ESCOLA MUNICIPAL CIRIACO RAMOS DE LIMA

Endereço : SITIO CACIMBA DE BAIXO, SN

Bairro : ZONA RURAL Seções: 1 Eleitores: 258 Seções Previstas: 2

Seções : 123, 129 e 133 
Local : 1260-AABB-ASSOCIAÇÃO ATLÉTICA DO BANCO DO BRASIL

Endereço : AV 29 DE DEZEMBRO, S/N

Bairro : CENTRO Seções: 3 Eleitores: 1.163 Seções Previstas: 3

Seções : 132 
Local : 1279-TEATRO MUNICIPAL

Endereço : RUA BERNARDINO GOMES S/N

Bairro : CENTRO Seções: 1 Eleitores: 302 Seções Previstas: 2

Seções : 134 
Local : 1287-GINÁSIO MUNICIPAL DE ESPORTES

Endereço : RUA RIO DE JANEIRO, SN

Bairro : CRUZ ALTA Seções: 1 Eleitores: 376 Seções Previstas: 3

Total de Seções : 136
Total de Eleitores : 50.042 

Fonte: www.tre-pe.gov.br
Bairro : CENTRO Seções: 4 Eleitores: 1.493 Seções Previstas: 4

Em caso de segundo turno, Jarbas deve se engajar em campanha tucana

Em caso de segundo turno, Jarbas deve se engajar em campanha tucana
Fotos: Diego Nigro/Folha de PE
alt

Depois de caminhar pelos altos Antônio Félix, do Cruzeiro e pelo córrego de Imbaúba, em Nova Descoberta, Zona Norte do Recife, o senador e candidato ao Governo do Estado, Jarbas Vasconcelos(PMDB) assumiu o compromisso de se engajar na campanha tucana, caso se confirme, nas urnas, o segundo turno com o candidato à Presidência José Serra (PSDB). "Serra indo para o segundo turno estou com ele lá em São Paulo", afirmou, repetindo a iniciativa do candidato ao Senado por Minas Gerais, Aécio Neves (PSDB). 

alt

O peemedebista se mostrou interessado na "desburocratização" do voto, com a suspensão da exigência de apresentação de dois documentos (título e documento com foto) nas sessões eleitorais, sem, contudo, deixar de fazer críticas ao governo Lula, para quem "sancionou a lei (que impôs a exigência) e agora quer botar abaixo". Segundo o senador, o vai-e-vem judicial contribui para "desacreditar" o processo político brasileiro."A justiça já devia ter determinado o título (de eleitor) com foto há muito tempo",opinou.

alt
Como de costume, Jarbas deu atenção a moradores do local

Diante da avaliação negativa da necessidade de o ex-governador  ter disputado esta eleição, por parte de seu coordenador do programa de governo, José Arlindo Soares,Jarbas foi enfático. "Pra mim isso é uma matéria vencida. Eu sou muito objetivo na minha vida, essa discussão foi lá atrás. (Vou) respeitar quem foi contra e quem não foi", disse, antes de avisar que vai continuar lutando até o fim.

alt
Na reta final, Jarbinhas "dá uma força" ao pai

Ele não quis comentar pesquisa UFPE/NEPD/APIS, encomendada pela Folha de Pernambuco, na qual perderia a eleição em todos os municípios pesquisados.


Fonte: Blog da folha

Eleitor só precisa de um documento oficial com foto, decide STF

Eleitor só precisa de um documento oficial com foto, decide STF
O STF (Supremo Tribunal Federal) decidiu nesta quinta-feira, por 8 votos a 2, que o eleitor só precisa levar um documento oficial com foto na hora da votação. A maioria dos ministros acatou ação do PT contrária à obrigatoriedade de dois documentos. A preocupação do partido era com um grande número de abstenção na hora da votação, levando-se em conta que muitas pessoas não encontrassem o título eleitoral no dia das eleições.

A relatora do caso, ministra Ellen Gracie, encontrou uma solução para não declarar a norma inconstitucional, mas permitir que o eleitor vote apenas com um documento com foto, como identidade, carteira de motorista ou passaporte, por exemplo.Ela firmou que os dois documentos são obrigatórios, mas o eleitor só pode ser proibido de votar se não tiver consigo um documento com foto.

Para o presidente do STF, Cezar Peluso, a decisão é uma verdadeira "abolição do título eleitoral"."O título não é lembrete de local de votação", afirmou o ministro. Ele também disse que a exigência dos documentos "aprimora a consciência cívica". O julgamento sobre a necessidade de portar dois documentos na hora da votação foi interrompido na sessão de ontem por um pedido de vista do ministro Gilmar Mendes., mas retomado nesta quinta-feira.


Do Blog da folha, com informações da Folha.com

Eleições 2010

No próximo domingo (03), a população brasileira vai às urnas decidir o futuro do Brasil. Nós do Blog  Merece destaque preparamos uma fila para você não se perder na hora da votação. Imprima e coloque o número dos seus candidatos, assim na hora de votar será mais fácil. Vote consciente e fortaleça o seu país!!!


Diogo Moraes confronta Edson em entrevista na rádio Comunidade

Diogo Moraes apresentou uma postura incisiva durante toda a entrevista
A segunda das três entrevistas com os santa-cruzenses candidatos a deputado em 2010, na rádio Comunidade FM nesta terça-feira (28), teve como destaque uma postura firmemente combativa do candidato a deputado estadual Diogo Moraes (PSB) em relação ao deputado Edson Vieira (PSDB).

Até então, a campanha do deputado oposicionista não tinha recebido nenhuma confrontação direta, nem na publicidade volante nem nos discursos de palanque de Diogo Moraes em Santa Cruz do Capibaribe. Por isso, a mudança de postura de Diogo na reta final da campanha não deixa de ser surpreendente.

Durante vários momentos da entrevista Diogo realçou a sua condição de aliado político de confiança do governador Eduardo Campos, o que lhe colocaria, caso eleito deputado estadual, em condições privilegiadas para conquistar obras e investimentos do governo estadual para Santa Cruz do Capibaribe. Segundo o candidato, Edson Vieira, mesmo vindo a aderir ao governo em 2011, não disporia da mesma capacidade de interlocução.

Tal qual aconteceu na entrevista de ontem com o deputado Edson Vieira, Diogo foi instado por um dos entrevistadores a garantir, se eleito, que exercerá integralmente os quatro anos de mandato de deputado. Diferentemente de Edson, que evitou assumir publicamente um compromisso nesse sentido, Diogo garantiu que não tem qualquer pretensão em disputar a Prefeitura em 2012, e que cumpriria em sua totalidade o mandato na Assembléia Legislativa.

Quanto à sua expectativa de votação no Estado, Diogo afirmou que a meta da campanha é atingir os 40.000 votos. O candidato os municípios mais importantes nos quais espera obter essa votação. Segundo Diogo, 35.000 votos seriam suficientes para sua eleição.

Em relação á candidatura de José Augusto (PTB) a deputado federal, Diogo assegurou que mantém, até hoje, o compromisso firmado com o ex-prefeito no Palácio do Campo das Princesas, diante do governador Eduardo Campos, e que votará no 1440 no próximo domingo.

Diogo teve ainda que responder a uma pergunta delicada: porque no seu comitê não está colocada nenhuma imagem do prefeito Toinho do Pará? Segundo Diogo, o motivo é o fato do prefeito não ser candidato este ano. Um dos entrevistadores lembrou ao candidato que o presidente Lula também não disputa mandato este ano e, no entanto, a sua foto está no comitê. Diogo respondeu que esta é uma questão à parte, pois a imagem da candidata Dilma Roussef está nacionalmente colada à de Lula, e que por isso não faria sentido que aqui fosse diferente.

O candidato abriu a última parte da entrevista pedindo aos eleitores santa-cruzenses uma oportunidade para representá-los na Assembléia Legislativa. E concluiu reafirmando a convicção na sua eleição no próximo domingo.

A série de entrevistas da Comunidade FM com os candidatos locais será concluída na próxima quinta-feira às 10h30min, com a participação do ex-prefeito José Augusto Maia, candidato a deputado federal.


Do Blog Opinião

Edson Vieira afirma que pode chegar a 60.000 votos no Estado

Otimismo e descontração foram a tônica da entrevista do deputado Edson Vieira
Abrindo a série de entrevistas da rádio Comunidade FM com os três candidatos locais às eleições proporcionais deste ano, o deputado Edson Vieira (PSDB) mostrou-se bastante otimista em relação aos resultados que espera obter nas urnas no próximo domingo.

Em Santa Cruz do Capibaribe o deputado espera receber pelo menos 20 mil votos. No Estado, a expectativa de Edson é superar a barreira dos 60.000 votos. Se isto acontecer, ele deverá estar entre os três candidatos a deputado estadual mais votados do PSDB em 2010.

Motivos para tamanho otimismo existem de fato. Além de ter, nos últimos anos, alargado as suas bases em comparação com o pleito anterior, Edson faz uma campanha sem contestações em Santa Cruz do Capibaribe. Por conta disso, e também pela eficiente coordenação de campanha, os comícios do candidato têm atraído um público numeroso. O deste domingo (26) foi o maior evento político realizado em 2010 na cidade (ver post abaixo).

Instado a garantir que, uma vez reeleito deputado, ficaria na Assembléia Legislativa pelos quatro anos de mandato, o que equivaleria a descartar uma candidatura a prefeito em 2012, Edson desconversou, evitando assumir qualquer compromisso neste sentido.

Uma outra interessante pergunta teve uma resposta mais elaborada: se ele não tinha pretensões a disputar um mandato de deputado federal daqui a quatro anos. Vieira respondeu dizendo que, se isto acontecesse, poderia converter os seus esperados 60.000 votos em 90.000, número que, dependendo do partido pelo qual se candidatasse, poderia garantir uma vaga na Câmara dos Deputados.

Uma leitura lógica das respostas dadas às duas questões acima é que o deputado não descarta uma candidatura a prefeito em 2012, embora esteja mais interessado, hoje, na disputa proporcional de 2014, só que de olho em Brasília.

Quanto à próxima eleição para a presidência da Câmara de Vereadores, Edson mostrou-se 100% convicto (expressão sua) de que o cargo máximo da Casa caberá ao grupo de Oposição.

Sobre uma provável adesão ao governo Eduardo Campos, a partir do ano que vem, conforme sinaliza o seu partido, o PSDB, Edson diz que, caso venha a ser convidado a integrar as hostes palacianas, irá consultar os vereadores e líderes históricos do grupo Boca-preta antes de decidir, bem como lideranças de outras cidades. 

Ele não incluiu na lista dos que seriam consultados o ex-governador Mendonça Filho (DEM), com quem faz dobradinha este ano em Santa Cruz, e descartou a possibilidade de ouvir Diogo Moraes (PSB) e seu pai Oséas Moraes a respeito do assunto, mesmo sendo a dupla a voz oficial do Palácio do Campo das Princesas em Santa Cruz.

Na última parte da entrevista, o deputado fez referências à situação administrativa atual de Santa Cruz do Capibaribe, citando o altíssimo índice de rejeição do prefeito Toinho do Pará, que alcançaria, segundo ele, incríveis 80%. Observou também que não existe sequer uma imagem ou citação do prefeito nos materiais de campanha dos candidatos situacionistas.

Finalizando, Edson prometeu, assim como tem feito durantes os comícios, que na noite do próximo domingo (03) estará comemorando com os santa-cruzenses a sua recondução á Assembléia Legislativa. E que, a depender da intensidade da comemoração, estará nos estúdios da Comunidade FM no dia seguinte, 04 de outubro.


Do blog Opinião

FECOMERCIO realizará pesquisa na Capital das Confecções

FECOMERCIO realizará pesquisa na Capital das Confecções
Com apoio da CDL Santa Cruz do Capibaribe, a FECOMERCIO-PE irá realizar uma pesquisa na cidade, para sondagem de opinião dos consumidores e empresários e consumidores. O público alvo da pesquisa serão pessoas ligadas a cadeia produtiva e consumidores das confecções produzidas no município. A , pesquisa será desenvolvida nas grandes, médias, pequenas e micro empresas em todos os segmentos.

A sondagem tem como objetivo identificar as principais expectativas dos compradores e empresários da cidade em um dos principais períodos de aquecimento varejista, que acontece com os festejos de final de ano.

A estrutura da pesquisa consistirá em coleta de dados por meio de um questionário. Os resultados serão analisados e com a pesquisa será possível antecipar o comportamento do consumidor e empresários, onde ambos os lados poderão se conhecer melhor a fim de proporcionar uma interação maior entre fornecedor e cliente. A pesquisa deverá está acontecendo na primeira semana de outubro.

Maiores informações – 81-3731-2850

Confeccionistas de Santa Cruz do Capibaribe discutem propostas para o Moda Center Santa Cruz


O Moda Center Santa Cruz do Capibaribe é o maior parque de feiras da América Latina e funciona como centro econômico da Terras das Confecções. São mais de 10 mil pontos de vendas, onde a população da cidade escoam toda produção de vestuários do município. Em quatro anos de funcionamento, o Moda Center Santa Cruz que é voltado para os confeccionistas ainda não foi entregue de fato a eles, pois a administração do mesmo passa pelas mãos de políticos locais.
Os confeccionistas da cidade estão unidos para na eleição do condomínio deste ano, ficar a frente do maior empreendimento de Santa Cruz do Capibaribe. São pessoas conhecidas de todos na cidade e buscam por meio democrático conquistar a administração do Moda Center.
O empresário/confeccionista Valmir Ribeiro já demonstrou ao longo de quatro anos como presidente da Associação Empresarial – ASCAP que tem condições para assumir tal desafio. Contudo, cuidar de um patrimônio de tamanha natureza, requer parcerias. Nos últimos 15 dias, Valmir tem buscado seus amigos e parceiros para juntos poderem discutir os rumos de uma economia pujante que não pode ficar a mercê de quem pleiteia cargos políticos.
 Com o lema “União dos Confeccionistas: é hora de cuidar do que é nosso”, Valmir Ribeiro junto aos confeccionistas da cidade visa ganhar a confiança de todos os condôminos e desvincular a politicagem da economia que move esta cidade.

Vox Populi mostra Dilma e Serra estáveis; Marina cresce

Vox Populi mostra Dilma e Serra estáveis; Marina cresce
SÃO PAULO (Reuters) - Pesquisa Vox Populi divulgada nesta quinta-feira indica que a candidata do PT à Presidência da República, Dilma Rousseff, manteve a vantagem de 27 pontos percentuais sobre seu principal adversário, José Serra (PSDB), na corrida pela sucessão presidencial.
No levantamento divulgado pela Rede Bandeirantes e pelo portal iG, Dilma continuou com 51 por cento das intenções de voto, assim como Serra, que permaneceu com 24 por cento.
Marina Silva (PV) foi a única que subiu, de 8 por cento para 10 por cento. A margem de erro é de 1,8 ponto percentual. A pesquisa anterior foi divulgada em 17 de setembro.
A dez dias das eleições, o resultado indica que Dilma seria eleita em primeiro turno e que as denúncias recentes que derrubaram a ministra-chefe da Casa Civil, Erenice Guerra, ex-braço direito da petista na pasta, não tiveram impacto na intenção de voto dos dois principais candidatos, mas podem ter contribuído para a elevação de Marina.
O número de eleitores que não sabem ou não responderam à pesquisa é de 9 por cento, contra 11 por cento na anterior. Brancos e nulos somam 5 por cento e, juntos, os demais candidatos têm 1 por cento.
Dilma aparece à frente dos rivais em todas as faixas etárias, sociais e regionais pesquisadas pelo instituto. Ela também tem o melhor desempenho entre eleitores do Nordeste, onde recebe 67 por cento das intenções de voto --contra 16 por cento de Serra e 7 por cento de Marina.
No Sul, a distância entre Dilma e os rivais é menor. Ela tem 42 por cento, contra 37 por cento de Serra e 6 por cento de Marina.
Na pesquisa espontânea, quando o nome dos candidatos não é apresentado aos eleitores, Dilma é citada por 44 por cento dos entrevistados. Serra recebe 21 por cento das indicações e Marina, 9 por cento.
A pesquisa, com 3.000 entrevistas, foi realizada entre os dias 18 e 21 de setembro.
No Datafolha, realizado entre os dias 21 e 22, Dilma registrou variação negativa de 2 pontos, chegando a 49 por cento das intenções de voto, mas ainda garantindo a possibilidade de vitória no primeiro turno.
Serra oscilou 1 ponto para cima, indo a 28 por cento, e Marina teve variação positiva de 2 pontos, para 13 por cento. Todos os movimentos do Datafolha ocorreram dentro da margem de erro, de 2 pontos percentuais. A margem de erro do Datafolha é de 2 pontos percentuais.
A vantagem de Dilma sobre a soma dos adversários caiu 5 pontos, aumentando as chances de um segundo turno.
(Reportagem de Carmen Munari)

Dividido, Supremo não consegue decidir validade de Lei da Ficha Limpa

Dividido, Supremo não consegue decidir validade de Lei da Ficha Limpa

O julgamento da validade da Lei da Ficha Limpa foi suspenso à 1h15 de hoje. Depois de mais de dez horas de debate, o presidente do Supremo Tribunal Federal, Cezar Peluso, deu o voto que empatou o placar - 5 a 5 -sobre valer ou não o acórdão do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), que manteve integralmente a vigência da Ficha Limpa para as eleições deste ano - tirando da campanha Joaquim Roriz (PSC) por considerá-lo ficha-suja.

Antes de suspender a sessão, alguns ministros, capitaneados pelo presidente do TSE, ministro Ricardo Lewandowski, diziam que, por causa do empate, prevaleciam as regras do regimento interno do STF e da Súmula Vinculante 10 que mandam manter a Lei da Ficha Limpa. Cezar Peluso puxava os votos dos que queriam aguardar a indicação do 11.° ministro da corte para desempatar - vaga aberta desde a aposentadoria do ministro Eros Grau.
A maioria dos ministros já havia adiantado que considerava constitucionais os trechos da lei que acabaram por impedir a candidatura de Roriz ao governo do Distrito Federal. Roriz teve a candidatura barrada por ter renunciado ao mandato de senador em 2007 para fugir do processo de cassação, o que passou a ser considerado causa de inelegibilidade pela nova legislação.
Os ministros decidiram que não viola a Constituição a aplicação da nova regra para fatos que aconteceram antes da aprovação da Lei da Ficha Limpa.
Para o futuro. O ministro Dias Toffoli foi o diferencial no julgamento e responsável por uma dúvida. Crítico contumaz da Ficha Limpa, ele amenizou o discurso. Votou apenas no sentido de jogar para o futuro a aplicação da lei.
De acordo com Toffoli, seria necessário esperar pelo menos um ano da entrada em vigor da lei para impedir as candidaturas. Segundo ele, a exigência está prevista no artigo 16 da Constituição Federal. 'O artigo 16 é uma garantia do eleitor', disse.
Argumentou que isso garante que mudanças nas regras eleitorais patrocinadas pelas maiorias não sirvam para excluir adversários das eleições, como ocorria com frequência na ditadura militar. Nesse sentido, votaram também os ministros Gilmar Mendes e Marco Aurélio Mello.
O voto de Gilmar Mendes foi o que mais esquentou o clima do plenário. 'Essa regra é cláusula pétrea. O fato de ter-se que esperar um ano é uma segurança para todos. Faz parte de um processo civilizatório, precisa ser respeitado', afirmou. 'A história mostra em geral que os totalitarismos se louvam nesse tipo de fundamento ético.' E concluiu: 'A ditadura da maioria não é menos perigosa para a paz social do que a da minoria.'
Marco Aurélio Mello acrescentou: 'Vivemos momentos muito estranhos. Momentos em que há abandono a princípios, a perda de parâmetros, a inversão de valores, o dito passa pelo não dito e o certo pelo errado e vice-versa. Nessas quadras é que devemos ter um apego maior pelas franquias constitucionais. E uma dessas franquias nos direciona à irretroatividade da lei.'
Aplicação imediata. Cinco ministros - Carlos Ayres Britto, Cármen Lúcia, Ricardo Lewandowski, Joaquim Barbosa e Ellen Gracie - votaram pela aplicação imediata da lei, ao julgar que a mudança não alterou o processo eleitoral, como visa proteger a Constituição.
Eles argumentaram que a lei foi aprovada antes das convenções partidárias. As legendas sabiam, portanto, quais eram as regras de inelegibilidade. E deram legenda para fichas-sujas porque quiseram. 'Não há direito adquirido à elegibilidade: o direito é definido e aferido a cada eleição, assim como não há direito garantido à reeleição', disse o ministro Ricardo Lewandowski, que também preside o Tribunal Superior Eleitoral (TSE).
Mas a restrição que Toffoli fez à lei foi apenas aquela - de que valeria para as próximas eleições. O ministro rejeitou os argumentos dos advogados de Joaquim Roriz de que as novas regras retroagiam para prejudicá-lo e de que estaria violado o princípio da presunção de inocência ao ser considerado inelegível sem condenação pela Justiça.
Fonte: Estadão

Empresários santa-cruzenses compõem a Chapa para síndico do Moda Center Santa Cruz

Empresários santa-cruzenses compõem a Chapa para síndico do Moda Center Santa Cruz
A força empresarial de Santa Cruz do Capibaribe está unida para assumir a diretoria do Moda Center Santa Cruz. O edital de convocação da eleição de Síndico do Moda Center Santa Cruz já está circulando e uma chapa totalmente composta por empresários da cidade já está pronta para a disputa, que deve ocorrer nos próximos dias.

Confira a chapa formada pelos empresários:

Síndico: Valmir Ribeiro - Sport Company
1º Sub Síndico: Edmar Moura - Seres Mel
2º Sub Síndico: Arnaldo Xavier - Rota do Mar
1ª Tesoureira: Fátima Nascimento - Yanomami
2º Tesoureiro: Menininho - Joggofi
1ª Secretária: Áurea Xavier - Borda Já
2º Secretário: Sérgio Colino - Confecções Mauá

Conselho Fiscal

Conselheiro Fiscal: José Dalvino - Dalmon Boy
Conselheiro Fiscal: Tosa - Tutti Frutti
Conselheiro Fiscal: Luzinete Lima - Lanchonete
Sup. Conselho Fiscal: João Badú - Kit´s Elásticos
Sup. Conselho Fiscal: Sr. Biuzinho - B&A Moda Feminina
Sup. Conselho Fiscal: Ivonaldo Quixabeira - Via Rosa


Conselho Consultivo
Conselheiro Consultivo: Manoel Paulino - Satex
Conselheiro Consultivo: Carlos Ribeiros - Cheiro de Pano
Conselheiro Consultivo: Edson Ramalho - Abayomí
Conselheiro Consultivo: Luiz Carlos - Michelle Lingerie
Conselheiro Consultivo: José Robélio - Laylize/Rótulo do Corpo
Conselheiro Consultivo: Isac Aragão - Farmácia
Sup. do Cons. Cons. Deoclécio - Kikorum Jeans
Sup. do Cons. Consultivo: Ronaldo - Acqualara
Sup. do Cons. Consultivo: Zé Arruda - Grupo Tenda
Sup. do Cons. Consultivo: Guaxinim - Spertos
Sup. do Cons. Consultivo: Janilton Allan - Zuzinha Kid´s
Sup. do Cons. Consultivo: Edjane Araújo - Camboriú

Fonte: Assessoria da CDL

CDL Santa Cruz do Capibaribe está oferecendo vagas de emprego

CDL Santa Cruz do Capibaribe está oferecendo vagas de emprego


Pesquisa de mercado da FECOMERCIO em Santa Cruz do Capibaribe
Emprego temporário

A CDL Santa Cruz do Capibaribe estará recebendo currículos para emprego temporário. O emprego consiste em uma pesquisa de mercado na cidade, a ser realizada pela FECOMERCIO. Os currículos devem ser entregues na sede da CDL, onde os mesmos serão encaminhados a FECOMERCIO que fará a seleção dos candidatos.
Os aprovados na seleção irão assinar contrato por 15 dias, período em que será realizada a pesquisa. Os candidatos precisarão ter ensino médio, técnico ou está cursando ensino superior. Desde já, a CDL Santa Cruz do Capibaribe pede que os empresários recebam bem os pesquisadores. A pesquisa será de suma importância para que ações pertinentes ao mercado da moda sejam implantadas na Terra das Confecções.

Oportunidade de emprego na CDL
Outra oportunidade que surge é também a vaga para serviços gerais na CDL. Os currículos já podem ser entregues na própria CDL que em breve estará realizando a seleção.

Para maiores informações:
Katyane Michele – Secretária Executiva da CDL
81-3731-2850

TSE acata defesa de Cecílio Galvão e libera candidatura

Cecílio e Zé: em breve poderão ser anunciados como "a dupla ficha-limpa"
Através de decisão monocrática do ministro Arnaldo Versiani, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) acatou os argumentos da defesa do candidato a deputado estadual Cecílio Galvão (PSB), liberando o registro da sua candidatura.

O ex-prefeito de Belo Jardim teve rejeitadas pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE) as contas dos exercícios de 1998 e 1999. No ano de 2001, a Câmara de Vereadores acompanhou o parecer do TCE. Por conta disso, Cecílio teve sua candidatura indeferida pelo Tribunal Regional Eleitoral de Pernambuco (TRE-PE), apelando em seguida para o TSE.

Em sua decisão, o ministro Arnaldo Versiani observou:

"Dispõe o art. 1º, I, g, da Lei Complementar nº 64/90, com a nova redação introduzida pela Lei Complementar nº 135/2010:

Art. 1º São inelegíveis:

I - para qualquer cargo:

(...)

g) os que tiverem suas contas relativas ao exercício de cargos ou funções públicas rejeitadas por irregularidade insanável que configure ato doloso de improbidade administrativa, e por decisão irrecorrível do órgão competente, salvo se esta houver sido suspensa ou anulada pelo Poder Judiciário, para as eleições que se realizarem nos 8 (oito) anos seguintes, contados a partir da data da decisão, aplicando-se o disposto no inciso II do art. 71 da Constituição Federal, a todos os ordenadores de despesa, sem exclusão de mandatários que houverem agido nessa condição. 

Desse modo, ainda que se reconhecesse que as irregularidades que ensejaram as rejeições de contas dos exercícios de 1998 e 1999 são insanáveis e que configuram ato doloso de improbidade administrativa, não incidiria, na espécie, a causa de inelegibilidade prevista no art. 1º, I, g, da Lei Complementar nº 64/90, uma vez que o prazo de oito anos contados das decisões proferidas pela Câmara Municipal de Belo Jardim/PE exauriu-se em 19.2.2009 e 19.5.2009, respectivamente.

Pelo exposto, com base no art. 36, § 7º, do Regimento Interno do Tribunal Superior Eleitoral, dou provimento ao recurso ordinário, a fim de deferir o registro de candidatura de Cecílio Barbosa Cintra Galvão ao cargo de deputado estadual."

Brasília, 14 de setembro de 2010. Ministro Arnaldo Versiani, Relator. 
  
A decisão do TSE põe fim ao calvário que Cecílio Galvão atravessava desde o dia 05 de agosto passado, quando o TRE-PE, por unanimidade, indeferiu o registro da sua candidatura. Desde então, Cecílio vinha sendo submetido ao constrangimento de ser chamado de político "ficha-suja", não só em Belo Jardim, mas também em Santa Cruz do Capibaribe, onde faz dobradinha com o candidato a deputado federal José Augusto Maia (PTB).

Julgado pela instância máxima da Justiça Eleitoral, Cecílio conquista em definitivo o registro da sua candidatura a deputado. Mais: agora pode se apresentar legalmente como um político "ficha-limpa". E como o seu companheiro de chapa José Augusto muito provavelmente também terá êxito em seu recurso no TSE, nos próximos dias os dois poderão estar sendo anunciados ao grande público como "a dupla ficha-limpa".


Fonte: Do Blog Opinião Comunidade

Marina vê em caso Erenice mais um motivo para haver 2º turno

Marina vê em caso Erenice mais um motivo para haver 2º turno
A candidata à presidência Marina Silva (PV) apontou o caso envolvendo a ministra Erenice Guerra (Casa Civil) como mais um motivo para a realização do segundo turno na disputa pelo Palácio do Planalto.


"Sinto que os brasileiros estão se mobilizando para que tenhamos um segundo turno para que as coisas possam ser melhor esclarecidas, investigadas, apuradas e que se possa pensar duas vezes antes de entregar o futuro do nosso país (...) nas mãos de um dirigente que será escolhido", afirmou a senadora nesta terça-feira (14), em sabatina realizada pela Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), em Brasília.

De acordo com pesquisa CNT/Sensus divulgada hoje, Dilma tem 50,5% das intenções de votos na pesquisa estimulada, contra 26,4% para José Serra (PSDB) e 8,9% para Marina Silva (PV). Os números apontam uma vitória da petista já no primeiro turno.

Marina Silva cobrou agilidade nas investigações sobre as denúncias, mas preferiu não fazer críticas diretas à sucessora da presidenciável Dilma Rousseff (PT) na Casa Civil. "As apurações é que levarão a um veredicto. Uma denúncia grave que aconteceu precisa ser adequadamente investigada e, se tiver culpados de tráfico de influência, devem ser punidos. Não vou fazer julgamento a priori de ninguém", disse Marina.

A ministra Erenice Guerra é acusada de ter viabilizado negócios nos Correios intermediados por uma empresa de consultoria de propriedade do filho, Israel Guerra. Ele e a empresa Capital Assessoria e Consultoria Empresarial, à qual é ligado, fizeram lobby para ajudar a MTA a obter a renovação de uma concessão da Anac (Agência Nacional de Aviação Civil).
A Comissão de Ética Pública da Presidência da República abriu um procedimento preliminar para apurar a conduta de Erenice após pedido da própria ministra. Além disso, o diretor-geral da Polícia Federal, Luiz Fernando Corrêa, pediu à Corregedoria da polícia que analise o caso.

REFORMA POLÍTICA

A reforma política é tema principal de sabatina realizada pelo Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB). Os candidatos à presidência José Serra e Plínio de Arruda Sampaio (PSOL) já participaram do evento Dilma recusou o convite.

Marina voltou a defender uma constituinte exclusiva para o debate da reforma política e criticou a possibilidade de reeleição. A candidata do PV defendeu um mandato de 5 anos e a impossibilidade de se disputar um segundo mandato consecutivo.

Justiça não resolveu 71% dos processos de 2009, diz CNJ

Justiça não resolveu 71% dos processos de 2009, diz CNJ
Mais de 71% dos processos recebidos pela Justiça brasileira em 2009 não foram solucionados. De acordo com dados divulgados nesta terça-feira pelo presidente do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) e do Supremo Tribunal Federal, ministro Cezar Peluso, a chamada taxa de congestionamento da Justiça brasileira, que mostra quantos processos deixaram de ser julgados, tem se mantido estável, em torno dos 70%, desde 2004.


"A Justiça do Trabalho é que atende com mais celeridade, tem uma taxa de congestionamento de 49%. A mais morosa, e mais demandada, é a Justiça estadual, que tem taxa de congestionamento de quase 80%. O maior gargalo são os processos de primeira instância", afirmou o ministro.

No ano passado, tramitaram na Justiça brasileira 86,6 milhões de processos, sendo 25,5 milhões de novos casos. O total representa um aumento de quase 20% no número de processos recebidos em relação a 2008.

Segundo dados do CNJ, a produtividade dos juízes aumentou em 2009: no ano passado, cada magistrado julgou, em média, 1,4 mil processos, valor 3,6% maior que o registrado em 2008. O número de juízes por habitante também aumentou, mas o ministro Cezar Peluso o considerou insuficiente. "Em 2009, nos ramos federal, estadual e municipal, tivemos, em média, oito magistrados para cada 100 mil habitantes. Mas em países como Espanha e Portugal, esse número chega a 18 juízes para cada 100 mil habitantes", disse.

Em 2009, o poder Judiciário custou R$ 37,3 bilhões aos cofres públicos, valor correspondente a 1,2% do Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro, a soma de todas as riquezas produzidas no País. De acordo com o secretário-geral adjunto do CNJ, José Guilherme Vasi Werner, 96% das despesas são com pagamento de pessoal.

"No entanto, quase 52% desses valores foram devolvidos em receitas arrecadadas por conta de processos executados em que o Estado é o credor, ou seja, por conta de processos executados pela Justiça, a União, Estados ou municípios conseguiram reaver parte do dinheiro", afirmou o secretário.

CNT/Sensus: Dilma tem 50,5% e Serra 26,4%

CNT/Sensus: Dilma tem 50,5% e Serra 26,4%
Pesquisa CNT/Sensus divulgada na manhã desta terça-feira (14) indica a candidata do PT à Presidência, Dilma Rousseff, com 50,5% das intenções de voto, contra 26,4% de José Serra (PSDB).


Em terceiro lugar, aparece a senadora Marina Silva (PV) com 8,9% das intenções de voto. Brancos, nulos e indecisos totalizam 12,6% e a margem de erro é de 2,2 pontos percentuais para mais ou menos. Se as eleições fossem hoje, Dilma venceria no primeiro turno.

Foram entrevistadas 2 mil pessoas, em 136 municípios de 24 estados, entre os dias 10 e  12 de setembro de 2010. A pesquisa foi registrada no TSE sob o número 29.517-2010.
No último levantamento, divulgado em 24 de agosto, a candidata petista tinha 46% das intenções de voto, contra 28,1% de José Serra. A senadora Marina Silva aparecia com 8,1%. Votos em branco, nulos e indecisos somam 16,8%.

Segundo turno

Na simulação de segundo turno, a candidata petista apresenta 55,5% e Serra com 32,9%. Brancos, nulos e indecisos somam 11,6%.

Na pesquisa espontânea, quando não são indicados nomes de candidatos aos entrevistados, Dilma aparece com 44,3% das intenções de votos, contra 23% de Serra e 7,1% de Marina Silva. Brancos, nulos e indecisos representam 12,7%.

Com relação à rejeição aos presidenciáveis, 29,4% dos entrevistados indicaram que nunca votariam em Dilma Rousseff, já 41,3% disseram que não votariam em Serra e 45% declararam que nunca dariam seu voto a Marina Silva.